Vamos falar sobre Pablo Marí

0
14
Diego Alves, Arrascaeta, Pablo Mari e Filipe Luis antes do jogo contra o Bahia. Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

O Flamengo vinha numa busca insaciável por um zagueiro, já que Léo Duarte fora negociado com o Milan. Fez proposta por Dedé, conversou com Miranda, Zapata, Jemerson, avaliou dezenas de nomes e, de certa forma, surpreendeu ao fechar com o defensor espanhol Pablo Marí, desconhecido no Brasil.

“Quem é esse zagueiro que o Flamengo comprou?”. “Cheio de dinheiro e vai contratar zagueiro de segunda divisão da Espanha”. Sim, essas foram alguma das muitas opiniões a respeito do zagueiro de 26 anos.

Marí foi contratado para jogar pelo lado esquerdo da defesa, função que vinha sendo exercida por Rodrigo Caio de forma improvisada. Fez sua estreia logo no clássico contra o Botafogo, na vitória por 3 a 2, e não saiu mais do time.

Pablo Marí em ação pelo Flamengo. Créditos: Alexandre Vidal

Com 1,93m e perfil de liderança, Marí, ao lado de Rhodolfo, é o jogador de linha mais alto do time. Mas, o que chama a atenção no espanhol, além do jogo aéreo, é a sua capacidade de leitura de jogo. Sempre atento a infiltrações e ultrapassagens, Marí consegue interceptar muitas jogadas.

Apesar de não ter vasta experiência, Pablo se mostra um verdadeiro líder da defesa rubro-negra e já ganhou o apelido de “xerife”, aprovado pelo próprio zagueiro. Ao lado de Rodrigo Caio, o espanhol se mostra mais seguro e mais adaptado a cada jogo. Desde que estreou pelo Fla, Marí é o primeiro zagueiro do Brasileirão em passes certos (563), o quarto em lançamentos certos (22), o quarto em finalizações (6) e o segundo em gols (2).

Aos poucos, Pablo Marí vai conquistando cada vez mais o coração dos rubro-negros. É aquele tipo de jogador que, na linguagem futebolística, falamos que “não joga pra torcida, joga pro time” e isso é muito importante.

Pelo que parece, enfim, o Flamengo “achou” um zagueiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here