Futebol Profissional

Um gigante que acordou: Os títulos de torneios internacionais do Flamengo

O Flamengo protagoniza hoje como atual “Dono da América” com a espetacular conquista da libertadores ano passado e a conquista da Recopa Sul-Americana este ano, retornando ao seu passado glorioso e de conquistas em competições internacionais. Porém no passado recente do mengão, nossa participação e títulos de torneios internacionais foram praticamente inexistentes. Passamos por um período de escassez, mais precisamente a partir do início dos anos 2000, onde tivemos diversos problemas financeiros e elencos fracos, até voltarmos a frequentar anualmente torneios internacionais e finalmente voltar a uma final.

A HISTÓRIA DOS TORNEIOS INTERNACIONAIS

1952 – Torneio Quadrangular de Lima:

A história do Flamengo fora do Brasil começa ainda em 1952 com o Torneio Quadrangular de Lima, conquistado no Peru.  Na estreia, em 07 de junho de 1952, o Flamengo venceu por 7 x 4 a um Combinado de Arequipa, e no dia seguinte, 8 de junho, venceu por 2 x 0 ao Deportivo Municipal, gols de Joel e Benítez, no Estádio Nacional de Lima.

1953 – Torneio Quadrangular da Argentina.

Em 53 veio o segundo título, novamente num quadrangular amistoso, que reuniu Flamengo, Botafogo, San Lorenzo e Boca Juniors em Buenos Aires. Os dois primeiros jogos foram no Estádio La Bombonera. Na estreia, em 24 de março de 1953, empate por 2 x 2 contra o San Lorenzo, gols de Adãozinho e Rubens. Dois dias depois, em 26 de março, novo empate, este por 1 x 1 contra o Boca Juniors, gol rubro-negro de Indio. O jogo que valeu o título foi um clássico carioca no Estádio Monumental de Nuñez. Em 28 de março, vitória do Flamengo sobre o Botafogo por 3 x 0, dois gols de Rubens e um de Joel.

1959 – Torneio Hexagonal do Peru

A conquista mais expressiva, no entanto, veio em 1959, quando o Flamengo se sagrou Campeão do Torneio Hexagonal do Peru, disputado por algumas das equipes mais fortes da América do Sul. O palco foi o mesmo da primeira conquista internacional, sete anos antes, o Estádio Nacional de Lima. A estreia foi com derrota, placar de 0 x 2 frente ao Peñarol, do Uruguai. Daí para frente, uma sequência de quatro vitórias e o título. Em 25 de janeiro, vitória por 2 x 0 sobre Universitário, do Peru, gols de Henrique Frade e Moacir; em 28 de janeiro, vitória por 4 x 2 sobre o Colo-Colo, do Chile, com gols rubro-negros convertidos por Luís Carlos, Moacir e Babá duas vezes; em 03 de fevereiro, goleamos por 4 x 1 o River Plate, da Argentina, com gols de Luís Carlos, Henrique Frade duas vezes e Babá para o Flamengo; na final uma vitória em 6 de fevereiro por 4 x 3 sobre o Alianza lima, do Peru, com três gols de Manuelzinho e um de Henrique Frade.

1961 – Torneio Octogonal de Verão

Em 1961, e uma nova expressiva conquista num torneio amistoso contra algumas das maiores forças da América do Sul. O Flamengo foi Campeão do Torneio Octogonal de Verão. Duas das maiores forças de Rio de Janeiro, São Paulo, Buenos Aires e Montevidéu se enfrentaram em sedes alternativas.  O Flamengo foi o Campeão do Octogonal com 10 pontos.

1968 – Torneio Quadrangular do Marrocos

Em 1968, o Flamengo foi Campeão do Torneio Quadrangular do Marrocos, em Casablanca, onde venceu em 31 de agosto por 2 x 1 ao Real Forças Armadas, equipe local, e em 2 de setembro ao Racing, da Argentina, por 3 x 2.

Os dois títulos internacionais seguintes foram duas edições do Torneio Internacional de Verão do Rio de Janeiro, no Maracanã. Na edição de 1970, em 15 de fevereiro, goleou a Seleção da Romênia por 4 x 1, gols de Arilson duas vezes, Doval e Dionisio, em 18 de fevereiro aplicou uma impiedosa goleada por 6 x 1 sobre o Independiente, gols de Fio, Doval duas vezes, Dionisio duas vezes e Liminha, e em 22 de fevereiro venceu na final ao Vasco por 2 x 0 Vasco, gols de Liminha e Arilson. Na edição de 1972, em 15 de janeiro venceu ao Benfica, de Portugal, por 1 x 0, gol de Fio Maravilha (“foi um gol de anjo, um verdadeiro gol de placa”, como cantou Jorge Ben Jor), e em 20 de janeiro bateu novamente ao Vasco na decisão do título, desta vez por 1 x 0, gol de Paulo César Caju.

1978 e 1981

Dessa vez na Europa uma sequência de títulos veio entre 1978 e 1981, em plena Era de Ouro do Flamengo, com o time comandado por Zico. O primeiro destes títulos foi o de Campeão do Torneio Palma de Mallorca de 1978, na Espanha. Em 18 de agosto, uma vitória na estreia no quadrangular por 2 x 1 sobre o Rayo Vallecano, gols de Júnior e Cléber, garantindo presença na final, em 19 de agosto, quando conquistou uma brilhante vitória por 2 x 1 sobre o Real Madrid, gols de Cláudio Adão e Cléber.

1979 – Troféu Ramón de Carranza

Em 1979, o Flamengo sagrou-se pela primeira vez Campeão do Troféu Ramón de Carranza, em Cádiz, na Espanha. Em 25 de agosto batemos o Barcelona 2 x 1, gols de Júlio Cesar Uri e Zico. No dia seguinte, a final, com uma vitória por 2 x 0 sobre o Ujpest, da Hungria, com dois gols do Galinho de Quintino, Zico. No ano seguinte, 1980, o Flamengo voltou para se sagrar Bi-Campeão do Troféu Ramón de Carranza, fez a estreia em 30 de agosto empatando por 2 x 2 com o Dínamo Tbilisi, da União Soviética, gols de Nunes e Adílio, e vencendo nos pênaltis por 4 x 3 para avançar à final. Decidiu o título no dia seguinte e venceu por 2 x 1 ao Bétis, com dois gols de Zico. Na Espanha levamos mais um título: Campeão do Troféu Ciudad de Santander de 1980. Em 22 de agosto, venceu por 2 x 0 ao Racing Santander, gols de Zico e Adílio, avançando para fazer a final, na qual venceu, no dia seguinte, por 2 x 1 ao Spartak, da Bulgária, com dois gols de Zico.

Flamengo 1981
Elenco do Flamengo 1981

1981 – O ANO MÁGICO

Torneio Internacional de Nápoles

1981 ficou marcado na história rubro-negra, tema de canções e inspirações para a atual geração. Conduzidos por Zico e companhia, o ritmo de conquistas não parava, iniciava o maior ciclo de conquistas internacionais de sua história, o Flamengo foi Campeão do Torneio Internacional de Nápoles em 1981, na Itália. E com uma campanha majestosa! Em 12 de junho goleou por 5 x 1 ao Avelino no Estádio San Paolo, com dois gols de Baroninho, e Adílio, Zico e Leandro completando o marcador. Em 14 de junho, nova goleada, desta vez por 5 x 0 sobre o Napoli, com três gols de Zico, e com Nunes e Adílio fechando a goleada. Um primeiro cartão de visitas de Zico para o futebol italiano, que o veria ainda mais atentamente na Copa do Mundo de 1982, eventos que levaram a Udinese a investir em sua contratação no final do ano de 1983 para a segunda metade da temporada 1983-84 do Calcio, onde também estaria na temporada 1984-85 inteira.

Taça Libertadores da América de 1981

A maior glória então viria no 2º semestre de 1981. O Flamengo sagrou-se Campeão da Taça Libertadores da América de 1981. Mais isso é assunto para outra coluna, clique no link.

1986 – Campeão do Troféu Naranja

Depois de conquistar o mundo o Flamengo levou 5 anos para erguer outro troféu no exterior, e desta vez um título em jogo único, mas com relevância por sua tradição. Em 1986 o Flamengo foi Campeão do Troféu Naranja, em Valencia, na Espanha. Em 26 de agosto bateu o anfitrião Valencia por 3 x 0, gols de Vinícius, duas vezes, e Bebeto.

1987 – Torneio Air Gabon e Torneio Internacional de Angola

Em outro ano importante para o mengão, a time de 1987 levou dois títulos em torneios amistosos quadrangulares na África. Primeiro, foi Campeão do Torneio Air Gabon, no Gabão, ao superar em 29 de maio por 3 x 0 à Seleção do Gabão, gols de Zé Ricardo, Adalberto e Aírton, e em 31 de maio por 2 x 0 ao African Sports, da Costa do Marfim, com gols de Bebeto e Andrade. Na sequência, foi Campeão do Torneio Internacional de Angola. Jogando em Luanda, venceu em 1 de agosto à Seleção de Angola por 3 x 0, gols de Nunes, duas vezes, e Alcindo, no dia seguinte venceu por 3 x 0 ao Boavista, de Portugal, com dois gols de Kita e um do ponta-esquerda Marquinho.

1988 – Copa Kirin

Já em 88 visitamos a Ásia. O Flamengo foi Campeão da Copa Kirin de 1988, no Japão. A estreia foi em 29 de maio, no Estádio Nacional de Tóquio, mesmo local da conquista do Mundial Interclubes em 1981, com uma vitória por 3 x 1 sobre a Seleção do Japão, gols de Zico, do lateral-direito Paulo César e do volante Delacir. No segundo jogo, um empate, em 2 de junho, por 1 x 1 contra o Bayer Leverkusen, da Alemanha, com gol rubro-negro marcado pelo zagueiro Edinho. No terceiro jogo, em 5 de junho, empate por 1 x 1 contra a Seleção da China, com gol do atacante reserva Gérson. Final contra os alemães, em 7 de junho, com vitória por 1 x 0 sobre o Bayer Leverkusen, gol de Zico.

1988 e 1989 – Troféu Colombino e Torneio de Hamburgo 

Em 1988 e em 1989, foi a vez de voltar a levantar troféus na Europa. O clube foi Campeão do Troféu Colombino de 1988, em Huelva, na Espanha. Em 13 de agosto, venceu ao Zaragoza por 2 x 1, com gols de Luvanor e Zinho, e em 14 de agosto, na final, venceu ao Recreativo Huelva por 1 x 0, com gol de Aldair. No ano seguinte, sagrou-se Campeão do Torneio de Hamburgo de 1989, na Alemanha. Em 9 de agosto venceu por 2 x 0 ao Saint Pauli, gols de Nando e Alcindo, e em 10 de agosto, na final, venceu por 3 x 1 ao Hamburgo, com gols de Zico, Ailton e Nando.

1990 – Copa Marlboro

Em 90, foi a vez de ir levantar título na América do Norte. O Flamengo se sagrou Campeão da Copa Marlboro em 1990, em Nova Jersey, nos EUA. Em 10 de agosto, no Giants Stadium, venceu por 1 x 0 à Seleção dos Estados Unidos, com gol do zagueiro Fernando (o mesmo que fez o gol do título da Copa do Brasil naquele mesmo ano). Em 12 de agosto, na final, uma vitória por 1 x 0 sobre o Alianza Lima, do Peru, com gol do centroavante Gaúcho.

1993 – Taça Libertad

Em torneio amistoso disputado na Argentina, jogando no Estádio José Amalfitami, Buenos Aires, o Flamengo foi Campeão da Taça Libertad. Em 30 de janeiro de 1993, venceu por 2 x 0 ao Vélez Sarsfield, com gols de Nilson e Nélio, e depois venceu por 3 x 0 ao Huracán, com gols de Nilson, duas vezes, e Djalminha.

1994 – Torneio de Kuala Lumpur

Em 1994 o Flamengo se sagrou Campeão do Torneio de Kuala Lumpur, na Malásia. Em 17 de julho, na estreia, um empate sem gols frente à Seleção da Austrália. Em 21 de julho, vitória por 2 x 1 sobre o Leeds United, da Inglaterra, com gols de Rodrigo Mendes e Magno. A decisão do título ficou para a última rodada do quadrangular, contra um peso-pesado do futebol mundial. Em 23 de julho, o Flamengo venceu por 3 x 1 ao Bayern de Munique, com gols de Rogério Lourenço, Marquinhos e Sávio.

1996 – Copa de Ouro da CONMEBOL

Em 1996 o mais querido se sagrou Campeão da Copa de Ouro da CONMEBOL, um torneio oficial, em formato quadrangular, disputado por: Grêmio (campeão da Libertadores 1995), Flamengo (vice-campeão da Supercopa Libertadores 1995, o campeão Independiente desistiu da disputa), Rosário Central, da Argentina (campeão da Copa Conmebol 1995), e São Paulo (campeão da Copa dos Campeões da Copa Conmebol). O torneio foi disputado no Estádio Vivaldão, em Manaus. Em 13 de agosto, o time rubro-negro venceu por 2 x 1 ao Rosário Central, com dois gols de Fábio Baiano, e em 16 de agosto venceu na final, por 3 x 1, ao São Paulo, com três gols de Sávio.

Campeão Mercosul 1999
Campeão Mercosul 1999

O INÍCIO DO GRANDE JEJUM

1999 – Copa Mercosul de 1999

A partir de 1995 o Flamengo começou a diminuir seu ritmo de conquistas internacionais, a primeira janela durou 3 anos entre 1996 e 1999 com a última conquista internacional no Século XX onde o  clube foi Campeão da Copa Mercosul de 1999. A competição sucedeu à Supercopa Libertadores e antecedeu à Copa Sul-Americana (teve apenas 4 edições). O torneio, em formato de “Liga”, reunia as principais equipes de Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile. Na 1ª fase, vitória por 2 x 1 sobre o Olimpia, no Maracanã, e goleada po 4 x 0 sobre o Colo-Colo no Estádio Nacional de Santiago, no Chile. Depois uma sequência ruim: derrotas por 2 x 0 para a Universidad de Chile, em Santiago, e por 3 x 1 para o Olimpia, em Assunção, e um empate por 2 x 2 contra o Colo-Colo, no Maracanã. Na última rodada, a classificação dependia de uma goleada sobre a Universidad de Chile no Maracanã.

O time rubro-negro conseguiu, goleou por 7 x 0, com quatro gols de Romário, e avançou às quartas de final. No playoff, empatou por 1 x 1 com o Independiente, no Estádio Avellaneda, e depois goleou por 4 x 0 no Maracanã, com dois gols de Leandro Machado, e Romário e Fábio Baiano completando a goleada. Na semi-final, praticamente resolveu a situação no jogo de ida, no qual meteu 3 x 0 no Peñarol, com gols de Leandro Machado, Maurinho e Lê. Em Montevidéu, perdeu por 3 x 2, mas sem sustos avançou para fazer a final contra o Palmeiras, em dois jogos que foram antológicos. No primeiro jogo, no Maracanã, o Flamengo venceu por 4 x 3, com gols de Caio Ribeiro, duas vezes, Juan e Reinaldo. No jogo de volta, em São Paulo, o empate por 3 x 3, com gols rubro-negros marcados por Caio Ribeiro, Rodrigo Mendes e Lê, garantiu o título continental para o Flamengo.

O início do Século XXI foi de uma grande depressão para o clube, além do calendário apertado que impedia a realização de outros torneios e amistosos em outros continentes, o clube se afundou em crises e dívidas que fizeram com que por anos tivéssemos elencos fracos e sem grandes conquistas. Após 1999 o Flamengo chegou às finais da Copa Mercosul de 2001 (batido nos pênaltis pelo San Lorenzo) onde só voltamos a disputar uma final na Copa Sul-Americana de 2017.

Elenco do Flamengo 2019

2019 – NOVO ANO MÁGICO

2019 – Florida Cup 2019 (Copa Mickey)

Voltando a jogar um torneio amistoso internacional, o último título de uma competição em tais moldes havia sido no Torneio See em Kuala Lampur, em 1994. O clube jogou a Florida Cup, nos Estados Unidos, um torneio quadrangular também reunia a São Paulo, Ajax, da Holanda, e Eintracht Frankfurt, da Alemanha. Ne estreia contra os holandeses, Huntelaar abriu o placar aos 16 minutos, e o colombiano Fernando Uribe empatou logo na sequência. Ainda no 1º tempo, Labyad fez o segundo, e antes do intervalo Uribe voltou a marcar, colocando o 2 x 2 no placar que perduraria até o fim. A partida foi para a disputa de pênaltis, vencida pelo time rubro-negro por 4 x 3. No outro jogo, o Eintracht venceu ao São Paulo, e decidiu o título contra o Flamengo. Em 12 de janeiro foi a final. O Flamengo venceu por 1 x 0 com gol do jovem Jean Lucas no fim do 1º tempo, sagrando-se Campeão da Florida Cup 2019.

A grande 2° grande conquista da história no final de 2019 onde o mengão foi Campeão da Copa Libertadores da América de 2019. Mais isso é assunto para outra coluna, clique no link. No dia seguinte a conquista da libertadores, o mais querido se sagrou campeão do Brasileirão 2019.

2020 – Recopa Sul-Americana

O início de 2020 parece ser muito promissor, já foram 3 títulos somente neste começo de ano, e o primeiro internacional da história do Maracanã. O Flamengo venceu o Independiente del Valle por 2×0 e conquistou o título da Recopa Sul-Americana. Mesmo com a expulsão de Willian Arão ainda no primeiro tempo, o Rubro-Negro mostrou a força do seu elenco e derrotou o time equatoriano com gols de Gabigol e Gerson.

Ouça o FlamengoCast 

Por

 

Matheus Gonzaga

Cristão, Flamenguista, Podcaster, host do FlamengoCast, nerd (sem a parte do inteligente), obrigado a dizer aqui que tem namorada, nômade moderno e metido a fotógrafo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar