Simplesmente… Juan, o adeus de um ídolo

Simplesmente… Juan, o adeus de um ídolo

Em meio a animação de estar com uma boa vantagem para o segundo jogo da final do carioca contra o Vasco, a torcida do Flamengo também se prepara para a contagem regressiva da carreira de um ídolo. É o fim de uma era….

No Flamengo desde os 11 anos, Juan construiu sua vida aqui. Foi no gramado da Gávea aonde surgiu um dos maiores zagueiros que esse país já teve a honra de ter visto. Em 1989, pela influência de seu amigo e também ídolo do Flamengo, Júlio César, Juan Silveira dos Santos se juntou as categorias de base do mengão. Ali foi só o começo de um longe e linda história.

Hoje, com 40 anos, Juan está voltando de uma lesão no tendão de Aquiles e decidiu que esse será seu último ano nos gramados. O zagueiro deve fazer sua última partida oficial pelo Flamengo nesse domingo (21) na final contra o Vasco. O Flamengo ainda projeta um amistoso com ídolos do clube para a despedida do zagueiro.

Agora… vamos relembrar um pouco da excepcional carreira de Juan, nacional e internacionalmente.

O zagueiro estreou no Flamengo no ano de 1996, aos 17 anos, numa partida contra a Ferroviária. Depois não conseguiu uma sequência nos profissionais e voltou aos juniores.
3 anos depois, em 1999, Juan finalmente conseguiu seu espaço e se firmou no time titular do rubro-negro. Nesse mesmo ano, o zagueiro fez um dos gols do Flamengo na final da Copa Mercosul, em cima do Palmeiras. E em 2001, conquistando mais um título pelo Flamengo, Juan embarcou para a Alemanha, jogar no Bayer Leverkusen

No Leverkusen, Juan jogou por 5 temporadas. Porém, nesses anos Juan não conquistou nenhum título importante, mas foi muito elogiado em sua passagem pela Alemanha. Além disso, o tempo na Alemanha o rendeu convocações para a seleção brasileira. Pela canarinho, Juan estreou contra o Peru em 2001 e a sua transferência ao Bayer lhe deu mais experiência para continuar a ser lembrado pelo técnico Carlos Alberto Parreira.

E para finalizar sua passagem na Europa, Juan em 2007 se juntou ao time da Roma. Pelo clube italiano, o zagueiro foi campeão de uma Copa Italia e uma SuperCopa da Itália. Juan também jogou 5 anos pelo Roma e o torcedor até hoje se lembra do zagueiro com muito carinho, ele é considerado um grande ídolo por lá.

Em 2012, Juan decidiu retornar aos gramados brasileiros. O zagueiro, primeiramente tentou voltar ao Flamengo, porém, por conta de seu alto salário na época, Juan não pôde voltar para seu clube de coração. Com tudo isso, Juan acertou sua ida para o Internacional. O zagueiro assinou um contrato de 4 anos com a equipe Gaúcha. Pelo colorado, Juan ganhou três campeonatos Gaúchos e deixou uma boa impressão no clube.

O bom filho a casa torna

Em janeiro de 2016, com o fim de seu contrato no Inter, Juan fechou sua volta ao Flamengo. Finalmente, depois de 14 anos, o zagueiro retornou a sua verdadeira casa. Porém, em seu primeiro após o retorno ao Flamengo, Juan não foi muito aproveitado. Zé Ricardo, o treinador na época, deixou o veterano no banco durante quase todo o ano.

No ano seguinte, pode se dizer que foi o auge do Juan na segunda passagem pelo Flamengo. O zagueiro foi titular na maior parte do ano, sendo peça crucial para o setor defensivo rubro-negro. Além disso, naquele ano, Juan ultrapassou Junior Baiano e se tornou o zagueiro com mais gols na história do Flamengo. Além de tudo, Juan ainda foi eleito, o melhor zagueiro da Copa do Brasil daquele ano, quando o Flamengo foi vice.

Entretanto, em 2018, o zagueiro virou reserva devido às lesões musculares e uma séria lesão no tendão de Aquiles. Com tudo isso, o zagueiro não atuou mais no ano e anunciou que encerraria sua carreira após o término do campeonato carioca de 2019.

A contagem regressiva para o fim. 

E a torcida do Flamengo se prepara para mais uma despedida. Por enquanto, o sentimento da nação rubro-negra é dividido. Embora a ansiedade por estar muito próximo de mais um título carioca, o rubro-negro, tem que conviver com a angústia de ver a despedida de um grande ídolo se aproximar.

Espero que domingo a carreira do Juan possa acabar em grande estilo. Além de ser campeão, Juan merece homenagens feitas pelo clube e pela Torcida. Afinal, ele é um jogador que nunca escondeu seu lado rubro-negro, sempre defendeu o manto com suas unhas e dentes. Enfim, obrigado por tudo, Juan.

Obrigado por ler! Se puder ler minha última coluna estaria me ajudando e ajudando demais o site! Me siga (@Lucas_SilvaCRF) e siga o Redação (@Red_RubroNegra) no Twitter. Se discordou ou concordou com algo que eu disse, ou lembrou de algo que eu deixei de fora, escreva nos comentários! Críticas, contanto que educadas e construtivas, sempre são bem-vindas! SRN.
Lucas Silva

Lucas Silva

Completamente louco pelo Flamengo 🔴⚫

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *