Santa Cruz, o torcedor símbolo da Nação Rubro Negra.

Santa Cruz é um dos torcedores símbolo que representa a Nação Rubro Negra, antigo Geraldino e atual Flamureta, ele não perde uma partida do Flamengo no estádio a 41 anos, seja de dia ou noite, faça sol ou chuva, ele marca presença. Rubro Negro desde a infância ainda em Belém-PA, mudou-se para o Rio de Janeiro em 1979 em busca de melhoria de emprego e de perto, se apaixonou ainda mais pelo Flamengo com a geração do ídolo Zico. Passou por dificuldades de emprego no passado, mas devido a uma corrente da Nação Rubro Negra, hoje ele trabalha na loja do Flamengo (Gávea). Nessa matéria, ele revela quem é o seu amigo inseparável e outros detalhes... enfim, conheça um pouco mais da história de um dos nossos representantes nas arquibancadas.

4
693
Santa Cruz
Santa Cruz, o antigo Geraldino e atual Flamureta, torcedor símbolo da Nação Rubro Negra.
Antônio Ramos Brandão Pinto, o Santa Cruz, 63 anos, natural de Belém do Pará. Nascido e criado em um bairro muito pobre e de poucos recursos chamado Pedreira. Mudou-se para o Rio de Janeiro em 1979 em busca de um futuro melhor, visando oferta e oportunidade de emprego.

Rubro Negro desde infância e ainda na sua terra natal, Santa Cruz sempre acompanhava as notícias e jogos do Flamengo pelo rádio e televisão. Durante esta época, ele lembra do título do campeonato Carioca de 1978, onde disse que o gol feito pelo Rondinelli na final contra o Vasco, mexeu muito com ele.

O apelido, Santa Cruz

Antes mesmo de mudar-se para o Rio de Janeiro, Antônio já selecionava alguns apelidos como: Índio, Roberto Carlos (devido sempre ter utilizado cabelo grande), Carranca e Cabeludo, mas foi quando chegou a Cidade Maravilhosa em 1979 e passou a morar em Santa Cruz, bairro da zona oeste do Rio de Janeiro e onde mora até hoje, que deu origem ao apelido Santa Cruz e este é o de preferência dele.

De origem humilde, e tendo a atividade profissional como Serviços Gerais, o nosso torcedor símbolo mora em uma casa alugada, onde esta é toda rubro negra… e não poderia ser diferente, pois ele trata o Flamengo como a sua maior paixão. Perguntado como a família trata ele devido essa relação intensa com o clube, ele diz que eles aceitam porque não tem outro jeito.

Frequência aos estádios, Geraldino e a Flamureta

Desde a sua mudança para o Rio de Janeiro, Santa Cruz não perde uma partida nos estádios e sempre teve como gosto, acompanhar os jogos na antiga geral, pois sempre gostou de ver as vitórias de perto. Após inumeras obras nos estádios e com o término da antiga geral, ele acompanha o time na área mais próxima do gramado, hoje chamada de Flamureta e das lembranças que guarda vendo os jogos de pertinho, estão as finais do Carioca de 2001 (Gol do Pet), da Copa do Brasil de 2013 e do Brasileirão de 2009.

Santa Cruz
Santa Cruz com a bandeira do Flamengo na mureta do Maracanã

Incidente na final da Copa Sul-Americana

Após o término da partida entre Flamengo x Independiente no dia 13/12/2017, válida pela Sul-Americana, houve muitos tumultos na saída dos torcedores ao redor do estádio do Maracanã e no Portão F, por onde o Santa Cruz saía, Policiais dispararam balas de borracha e uma delas, atingiu Santa Cruz na cabeça. Veja a cena no vídeo abaixo:

Depois do ocorrido, Santa Cruz foi atendido por médicos nas dependências do Maracanã e após, transferido para o hospital Miguel Couto, onde precisou ficar internado por alguns dias.

O desemprego e a corrente da Nação Rubro Negra

Meses antes do incidente na final da Copa Sul-Americana, Santa Cruz estava desempregado, fazendo apenas serviços pontuais (diarista) e assim, se sustentava e pagava o seu aluguel. Porém, após o ocorrido, ele ficou um tempo sem poder trabalhar e assim, as dificuldades financeiras foram aparecendo. Quando melhorou de saúde, alguns serviços pontuais apareceram, porém, não era o suficiente para que ele pudesse arcar com os seus custos mensal, pois a sua idade já avançada também era uma dificuldade para arrumar um novo emprego (fixo).

Foi aí que em uma mobilização geral da torcida do Flamengo nas redes sociais, fazendo uma campanha para arrumar um emprego para ele, que uma ótima noticia surgiu: O novo emprego! Mas não era em um lugar qualquer, era no Clube de Regatas do Flamengo, na loja da Gávea e ele deu inicio as atividades com a função de Serviços Gerais em janeiro deste ano.

Fica aqui o nosso agradecimento a todas as pessoas que ajudaram o Santa Cruz nessa corrente e em especial, as pessoas que diretamente colocaram ele para trabalhar na loja do Flamengo.

Santa Cruz
Santa Cruz e a equipe na loja do Flamengo (Gávea) no seu primeiro dia de trabalho.
No primeiro dia de trabalho, com a bandeira do Flamengo.

O primeiro a vestir e ganhar o novo manto sagrado

Outra enorme grandeza proporcionada pela loja do Flamengo (Gávea) ao agora funcionário Antônio Ramos Brandão Pinto, foi presenteá-lo com o novo manto Rubro Negro no dia do lançamento, sem que ninguém ainda tivesse comprado e vestido, fazendo dele o primeiro a vestir o novo manto. Veja como foi nos vídeos abaixo:

Com o novo manto, a 10 do ídolo Zico e a bandeira na mão.

O amigo inseparável de Santa Cruz e o cabelo grande

Acorda com ele ao lado, segue junto para o trabalho e retorna com ele para casa. Mesmo em dias de folga, onde Santa Cruz vai, ele o acompanha, inclusive, nos jogos do Flamengo. Já adivinharam quem é? Então… o amigo inseparável dele é o Rádio de pilha e é com ele que Santa Cruz se mantém informado dos noticiários do dia a dia e escuta as transmissões dos jogos ao vivo nos estádios. Ele não utiliza nenhuma plataforma digital ou aplicativos de comunicação para se manter informado, além do rádio.

Perguntado sobre o motivo de usar cabelo grande, ele disse que sempre utilizou assim desde a infância e que se acostumou desta forma. Disse também que jamais cortou (apenas aparou) e que não cortaria por nenhuma proposta, pois faz parte do seu perfil.

Santa Cruz
Santa Cruz, o Radio de pilha (seu amigo Inseparável) e os cabelos grandes
Dona Zica e Santa Cruz com o radinho, na mureta do Maracanã.

A primeira viagem de Santa Cruz para ver o Flamengo fora do Rio de Janeiro

No jogo contra o Corinthians em Itaquera no dia 15 de maio deste ano, partida válida pela Copa do Brasil, onde o Flamengo ganhou por 1×0, foi a primeira vez que ele viajou para ver o Flamengo fora do Rio de Janeiro. Isto porque em uma ótima parceria entre o Gabriel (Paparazzo Rubro Negro) e o Eduardo (Agência de Viagens Urubus), onde ambos se sensibilizaram ao perceber que o nosso torcedor símbolo estava diferente, na verdade um pouco triste. E ao ser questionado sobre o porque da tristeza, ele disse que era devido não poder acompanhar o Flamengo fisicamente neste jogo, no estádio do Corinthians. Mas para a surpresa do Santa Cruz, a ”parceria” garantiu a ida dele ao jogo e com tudo pago. Vejam os vídeos abaixo:

Gostaria de agradecer ao Gabriel (Paparazzo Rubro Negro) e ao Eduardo (Agência de viagens Urubus) pela gentileza de ter proporcionado essa experiência ao nosso amigo e torcedor símbolo da nação. Vocês merecem todo o nosso respeito!

Sigam o Gabriel (Paparazzo Rubro Negro) nas redes sociais, pois o mesmo faz um excelente trabalho de cobertura no dia a dia do Flamengo, trazendo sempre notícias fresquinhas e importante: Twitter (@PaparazzoRN), Instagram (@paparazzorubronegro) e Youtube (Paparazzo Rubro Negro).

Sigam também a Agência de Viagens Urubus, onde esta proporciona caravanas para todos os jogos oficiais do Flamengo, com o maior conforto e tendo o melhor preço do Brasil: Instagram (@urubusoficial) e pelo WhatsApp: (21) 99428-8151 (Eduardo).

 

 

Aqui fica a nossa homenagem a este Brasileiro, Rubro Negro, humilde, batalhador e sonhador. Que acorda as 4hs da manhã para garantir o pão na sua mesa, que trabalha o dia todo e ao término (em dias de jogos), segue para o estádio de futebol para acompanhar a sua maior paixão, o Flamengo. E mesmo que o jogo comece as 22hs, ele está lá na Mureta com o seu amigo inseparável, com a figa no bolso e a bandeira do Flamengo na mão. No retorno ao seu lar, onde chega por volta das 2hs da manhã, ele dorme e acorda novamente as 4hs do mesmo dia e começa novamente a sua dura jornada.

Gostaria de dizer aqui, que o Santa Cruz é um patrimônio da Nação Rubro Negra, assim como outros torcedores símbolo como a Dona Zica, o Anjinho, o Cabeleira… e que ele nos representa demais, pois ele é do povão, é um elo importante dentro da engrenagem do Flamengo, ele é da Nação… e sendo assim, somos todos Antônio Ramos Brandão Pinto, SOMOS TODOS SANTA CRUZ!

 

Saudações Rubro Negra!

Xandy Love

Eu teria um desgosto profundo se faltasse o Flamengo no mundo…

 

 

4 COMENTÁRIOS

    • Feliphe,

      Santa Cruz é o melhor que nós temos… ele é o nosso patrimônio histórico!
      Sds Rubro Negra

      Xandy Love

  1. O que acho bacana em aqui é que em muitos textos a gente aqui consegue captar a emoção de quem escreve. Foi assim com o Rica, com Romário, esses últimos 2 textos incriveis. Um sobre um mito nas quadras e outro sobre um mito nas arquibancadas. Por isso sinto falta quando vcs param. Mas vale a pena. Em um dia só 2 grandes historias. Parabens

    • Valério,

      Os textos são dedicados exatamente para vocês (leitores) e realmente
      são histórias com sentimento e muita emoção.
      Obrigado pelas palavras e continue nos acompanhando.
      Sds Rubro Negra

      Xandy Love

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here