ColunasFutebol Profissional

Rodrigo Caio: da água para o vinho

Alô torcedor, desculpa atrapalhar o silêncio da sua viagem… mas precisamos falar sobre Rodrigo Caio. O zagueiro que chegou no rubro negro no dia 29/12/18, teve o peso de ser o primeiro reforço para a temporada de 2019. Anunciado por cerca de quase R$22 milhões de reais, Rodrigo Caio não foi o jogador mais aclamado que já pisou na gávea, muito pelo contrário, o jogador que vinha em má fase no São Paulo, clube onde foi revelado, tinha perdido o seu espaço dentro das quatro linhas e se tornado a quarta opção para o elenco paulista, isso depois de se lesionar gravemente no pé esquerdo, lesão essa, que tirou sua oportunidade de ir a Copa do Mundo da Rússia.

Mas não foram somente as lesões que contribuíram para o declínio do zagueiro no seu ex- clube, anteriormente, envolvido em um lance muito polêmico em 2017 contra o seu maior rival, o Corinthians, Rodrigo Caio se tornou vítima da sua própria boa vontade de praticar o “Fair Play” (o famoso jogo limpo), favorecendo o seu adversário, contribuindo assim para consolidar a falta de clima com a torcida e a despedida do jogador do Morumbi.

Antes de se apresentar oficialmente ao Flamengo, o zagueiro foi especulado em times como o Fenerbahçe, da Turquia, Real Sociedad, da Espanha, Milan, da Itália, Santos, Grêmio, e também chegou a fazer exames médicos no grande clube espanhol, Barcelona, mas viu a negociação dar errado de última hora. E foi dessa maneira que Rodrigo Caio chegou na Gávea, querendo se reinventar, disposto a esquecer tudo o que tinha ficado para trás e com o propósito de encontrar novamente o caminho da felicidade, com a certeza de havia feito a melhor escolha para isso, o Clube de Regatas do Flamengo.

Entretanto, toda essa nítida vontade do jogador de se reencontrar como profissional aqui no rubro negro, não seria suficiente para começar a trilhar a sua caminhada de sucesso, antes ele teria que conquistar o maior patrimônio do time: a sua torcida. Desconfiados e com um certo “pé atrás”, foi assim que muitos flamenguistas se posicionaram sobre a contratação de Rodrigo Caio, atitude que pode ser super compreendida pelos acontecimentos ocorridos com o jogador nas últimas temporadas, e principalmente por ter terminado o ano sendo reserva do reserva no seu ex-clube. Porém, com o zagueiro Réver de saída precisaríamos de um substituto para compor a dupla titular defensiva, seria ele: Rodrigo Caio.

E assim está sendo desde então, janeiro de 2019 começou com Rodrigo Caio titular, num jogo contra o Bangu onde vencemos por 2×1. São apenas três meses em que o zagueiro está no clube, 11 jogos no total e 1 gol marcado contra o Boa Vista no campeonato Carioca. Os números ainda são poucos, mas já fizeram uma grande diferença na sua imagem com a torcida. A postura do jogador e seu desempenho tático nos jogos vem conquistando a cada dia mais os rubro negros, que já não temem mais tê-lo no elenco, muito pelo contrário, se encontram felizes por poderem contar com sua entrega e habilidade dentro de campo.

Hoje, numa partida de Libertadores, contra o Penãrol, o jogador entra em campo para disputar o seu 12° jogo pelo clube, número esse que representa exatamente aquilo que Rodrigo Caio vem tentando conquistar aos poucos: sua torcida. Coincidência, ou não, a responsabilidade a cada dia só aumenta, e o que eu, você e todos os 44 milhões de rubro negros esperamos é que não só ele mas todos os outros jogadores façam uma excelente partida, dando ouvidos aos gritos que vem do povo e conquistando aquilo que mais temos pedido: O MUNDO DE NOVO!

SAUDAÇÕES RUBRO NEGRAS!!!!!!

E ai, curtiu a matéria? Tem algo a dizer? discordar? acrescentar? Fala aí, aqui você está em casa, o que eu mais quero é estar cada vez mais perto do meu leitor. Somos todos Flamengo! Abraços! 🙂

Maria Clara Bravin

Etiquetas

Maria Clara Bravin

19 anos, cria da Zona Oeste do RJ e estudante de Jornalismo na UFRJ. Apaixonada por futebol e acima de tudo pelo Flamengo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar