Há pouco mais de uma semana, o time de basquete do Flamengo retornou aos treinamentos, após quase cinco meses de pausa por conta do Covid-19. O rubro-negro carioca se reforçou bastante e fortaleceu seu elenco para essa temporada. A equipe prepara para a disputa da final da Champions League das Américas e demais competições. Batemos um papo com o Ala-Pivô, Rafael Rachel, de 20 anos, que contou um pouco de sua trajetória e o momento com a camisa do Fla.

Como tem sido sua trajetória no time de basquete do Flamengo?

– Estou no Flamengo faz um ano e meio. E em todo esse tempo, eu pude aprender muito e continuo aprendendo, com os jogadores, profissionais que estão ao meu redor, técnicos, fisioterapeutas, preparadores físicos, e poder estar no meio deles e ver como é a seriedade de todos, o compromisso que eles possuem com o “ser Flamengo”, isso é muito importante.

Você tem treinado com o time principal, como está sendo essa experiência?

– É um privilégio poder estar convivendo com esses caras todos os dias, poder treinar ao lado de grandes nomes do basquete brasileiro, compartilhar um pouco da rotina deles, ver o compromisso que eles têm em honrar o manto, isso é essencial para o desenvolvimento de qualquer atleta.

O Flamengo reforçou bem o elenco para essa temporada no basquete. Você acha que o Fla é o grande favorito para ganhar os títulos do Campeonato que vai disputar?

– O time dessa temporada está muito bom, os três atletas novos que chegaram são muito bons jogadores. Vamos trabalhar muito essa temporada para superar qualquer obstáculo que estiver em nossa frente. Com o trabalho duro todos os dias, vai ser difícil parar a gente, estamos em busca de tudo o que vamos disputar.

Leia Também: FlaBasquete! Reforços em outro patamar! Um timaço!

Elenco do time de Basquete do Flamengo para essa temporada Foto: Reprodução/timeflamengo
Elenco do time de Basquete do Flamengo para essa temporada Foto: Reprodução/timeflamengo

Qual é o seu maior ídolo no basquete? E qual é o jogador que você tem como referência no time do Flamengo?

– Não tenho ídolo no basquete. O Marquinhos, ele sempre está me cobrando, me dando alguns conselhos e dicas. Poder ver o nível de competitividade dele é muito bom, acredito que ele deve ser referência para muitos jovens jogadores, e aprender com um dos melhores jogadores de basquete do Brasil, isso não tem preço.

Qual foi seu melhor momento na carreira? E o de maior dificuldade?

– Ser campeão com a camisa do Flamengo, em março desse ano. Fomos campeões do sub-21, fizemos a final contra o Pinheiros e ano passado perdemos para eles na semifinal da LDB. E poder ter sido campeão em cima deles com o manto do Fla, foi espetacular. A minha maior dificuldade na carreira, foi voltar a ter confiança em meu jogo após eu passar por um grande período de lesões e cirurgias, isso foi muito desanimador para mim, mas eu consegui superar, graças a Deus.

Rafael Rachel tem um ano e meio no time de basquete do Flamengo Foto: Reprodução Instagram/_rafaelrachel
Rafael Rachel tem um ano e meio no time de basquete do Flamengo Foto: Reprodução Instagram/_rafaelrachel

O que você espera para o seu futuro no basquete e com a camisa do Flamengo?

– Espero que minha passagem no Flamengo não seja muito longa e nem muito curta. Quero aprender o máximo enquanto eu estiver aqui e ganhar mais alguns títulos com a camisa do Flamengo. Eu almejo muito voltar a jogar fora do país novamente, ir para Europa, quem sabe até buscar um draft da NBA, e o Flamengo é um clube de grande referência no Brasil e no mundo. Quero ficar aqui mais um tempo e ir daqui para melhor, se Deus quiser.