Ana JúliaJornalismoMarketingSócio torcedor

Recorde! Flamengo atinge maior marca de sócios torcedores em sua história.

1

O percurso da reconstrução

Com 84 dias a frente do clube, o ex-presidente Eduardo Bandeira de Mello anunciou em entrevista na Gávea que tinha o maior orgulho de apresentar o programa que tiraria o Flamengo do “buraco”. Em parceira com a Ambev, o clube lançou o Nação Rubro Negra em março de 2013 que bateu recorde com 111.500 sócios torcedores na última semana. 

BAP, o vice de marketing na ocasião, fez questão de salientar que a principal meta era “conseguir recursos através da maior torcida do país para fazer o Flamengo o maior das Américas e um dos maiores do mundo”. O então presidente, Bandeira confirmou que os torcedores teriam benefícios e o maior deles seria o crescimento do clube. Em dois meses o programa obteve 22 mil associados e o clube já somava mais de 12 milhões de receita no ano.

Após vencer o Goiás e avançar para a final da Copa do Brasil daquele ano, o Nação recebeu cerca de 150 novos sócios por hora passando o Corinthians e assumindo o 4° lugar na lista de melhores programas de sócio do país. Com a novidade da prioridade na venda de ingressos, o título e a classificação para a Libertadores, o programa empolgava e muito os dirigentes que sonhavam com as 60 mil adesões e, lógico, os rubros negros em sua essência entusiasmados. Em abril de 2014 o Flamengo contava com 64.019 sócios torcedores mas o fiasco na fase de grupos Libertadores e o péssimo Campeonato Brasileiro acarretou no cancelamento de 11.753 adesões dentro de 8 meses.

O Flamengo cada vez mais forte obviamente previa a contratação de grandes jogadores e o clube depois de passar dois anos diminuindo as dívidas fez a sua 1° grande contratação. O ex-camisa nove da Gávea, Paolo Guerrero, chegou em julho de 2015 e o número de sócios subiu para 64.068.

A gestão do ex-presidente encerrou o ano de 2015 com aproximadamente 420 milhões aprovados para serem gastos em 2016, a reformulação prometida chegava a segunda fase e era hora de elevar o nível do elenco e concluir o módulo profissional do CT. 

A diretoria rubro negra aguardava propostas por Everton, Paulinho e Gabriel enquanto conversava para contar com o volante chileno Marcelo Díaz no próximo ano, mas acabaram contratando o ainda desconhecido Gustavo Cuéllar a pedido do treinador Muricy Ramalho. Márcio Araújo contestado permaneceu e o goleiro Paulo Victor viu chegar Alex Muralha com quem disputaria vaga na equipe titular.

No segundo semestre de 2016 os sócios torcedores do Flamengo receberam em primeira mão a notícia da contratação do meia Diego Ribas, atual camisa 10 da equipe. Foi uma grande surpresa para os torcedores que já vinham animados com a boa campanha do time no Brasileiro e em setembro o Nação conseguiu 3 mil adesões. 

As excelentes partidas do reforço que vestia a camisa 35 e o 3° lugar que garantiu a volta do Rubro negro para a Libertadores foram determinantes em todas as expectativas depositadas na temporada seguinte por títulos, mas só a meta de arrecadação estava sendo batida.

Novamente em setembro mas de 2017 o programa sócio torcedor bateu o incrível número de 110.502, e o clube encerrou a temporada com a arrecadação total de 425 milhões mesmo ficando apenas com a taça do Campeonato Carioca. Eliminado mais uma vez na fase de grupos da Libertadores, vice da Copa do Brasil, 6° lugar no Brasileiro e vice da Copa Sul Americana com 58 milhões gasto em reforços a boa gestão ainda não conseguia mostrar resultados dentro das quatro linhas.

Com o orçamento de 52 milhões à mais em relação ao ano anterior, em 2018 o Rubro negro mais uma vez passou em branco nas principais competições e confirmou o vice Campeonato Brasileiro com derrota de virada para o Athletico-PR no Maracanã.

Na apresentação do programa sócio torcedor do Flamengo, Zico, que foi o garoto propaganda, disse que a diretoria tinha colocado os torcedores na cara do gol, passaram-se seis anos e é notório que a torcida chutou. Hoje o Nação possui 111.500 adesões, o clube alcançou o patamar que não passava de projeto mas que foi possível graças a confiança do torcedor.

O Flamengo iniciou 2019 com Rodolfo Landim na presidência, seu grupo já realizou quatro contratações inimagináveis em outros tempos e prevê outras que também agradam. É inegável que a gestão passada tirou o clube do “buraco” mas agora a Nação Rubro Negra espera que a atual consiga os títulos.

Por: Ana Júlia Oliveira

Se você ainda não é sócio torcedor, chegou a hora! Venha fazer parte do Nação Rubro!

Redação Rubro Negra

Com a liberação do Ninho, Reinier será integrado ao elenco profissional do Flamengo

Previous article

Em busca da América, versão 2019.

Next article

1 Comment

  1. Tenho muito orgulho de ser torcedor do FLAMENGO, e em breve demostrarei o meu amor ao clube de regatas do flamengo, me tornando sócio-torcedor, em breve se Deus quiser.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error

Gostou do site ? Espalhe essa onda Rubro Negra

Instagram