Qual a contribuição do equilíbrio emocional para a conquista de grandes títulos?

0
166

O equilíbrio emocional é uma parte importantíssima no preparo do atleta. Concentração, motivação, controle de ansiedade e estresse são aspectos fundamentais para um bom desempenho esportivo, e só é possível administrar essas questões desenvolvendo a inteligência emocional do atleta, ou seja, fazendo com que ele aprenda a ter controle emocional.

Nenhum clube que disputa hoje competições de alto nível consegue sobreviver às disputas e concentrações que esses campeonatos exigem. Visando essas competições, o Flamengo montou um elenco esse ano para conquistar grandes títulos na temporada de 2019. Mas além disso o clube tem uma equipe de psicólogos liderada por, Alberto Filgueiras, onde o Centro de Excelencia em Performance do Flamengo trabalha desde 2016 três competências – técnico-tática, físico-fisiológica e mental-emocional. Havia no clube um processo de aprendizagem continuada onde atletas e comissão técnica recebiam conhecimento para desenvolver as três práticas.

Na prática mental-emocional no Fla-Flu da semifinal da Taça Rio e no jogo contra o Peñarol (Uruguai), faltaram alguns que serão importantes nas próximas decisões que teremos nesse mês de abril. No Fla-Flu por exemplo, o atacante Bruno Henrique foi expulso de maneira pífia onde em uma bola que estava mais para ele do que para o atleta do Fluminense, Bruno preferiu entrar maldosamente no jogador tricolor ao tentar buscar mais um ataque faltando poucos minutos para o encerramento do primeiro tempo. Ficamos com um a menos durante todo o segundo tempo e por causa de uma falta de equilíbrio emocional na jogada poderíamos acabar eliminados, isso não aconteceu é verdade, mas poderia ter custado nossa classificação.

Contra o Peñarol na quarta-feira passada (03/04/2019) pela Taça Libertadores, Gabriel Barbosa, o Gabigol, por excesso de vontade deu um carrinho desnecessário no atleta do Peñarol e acabou expulso. O jogo contra Peñarol sem dúvida foi o mais difícil do ano que tivemos até aqui, time bem organizado taticamente dentro de suas limitações e proposta de jogo, mas são nesses momentos que os jogadores têm que estar preparados física e mentalmente para não perderem e a cabeça e atrapalhar o clube dentro de campo. Esses dois lances foram os que mais me chamaram atenção até aqui e me deixa uma pergunta no ar, será que nossos jogadores estão preparados mentalmente para o que irão enfrentar pela frente ? Decisões no estadual, classificação para as oitavas da Libertadores.

Justamente nesse mês de decisões o Departamento de Futebol rubro-negro optou por afastar o psicólogo Alberto Filgueiras do futebol profissional onde eles acreditam que não há necessidade de ter o funcionário, pelo menos neste momento, junto à equipe principal. Ele vai atender os esportes olímpicos. O clube informou que caso haja necessidade fará a reposição.

– O que você entende como descontrole emocional, eu entendo como mais vontade de vencer. O vestiário mudou – afirmou Marcos Braz, vice de futebol do clube.

E então, Nação Rubro-Negra ? Você concorda, discorda, deixe seu comentário, curta e compartilhe para fazer o nosso Redação Rubro Negra se tornar o site mais querido da Nação.

Saudações Rubro-negras!

Lauro Raphael, apenas mais um apaixonado rubro-negro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here