Pedro diz não se incomodar tanto com a reserva no Flamengo: “Vou buscar meu espaço”

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
gettyimages 1320848654 crop1633555889804.jpg 242310155.jpg


Flamengo

Atacante está no Flamengo desde janeiro de 2020, e não tem tido muitas chances como titular nesta temporada, sendo relegado à condição de reserva de Gabigol.

Pedro comemora gol com a camisa do Flamengo (Foto: Getty Images)

Flamengo

Pedro comemora gol com a camisa do Flamengo (Foto: Getty Images)

Uma das contratações mais caras do Flamengo nos últimos anos, o atacante Pedro custou R$ 87 milhões aos cofres rubro-negros, sendo a aquisição mais cara que um clube brasileiro já fez na história. Ele, porém, é reserva de Gabigol. Durante esta data FIFA, o camisa 21 terá mais chances de jogar, pois o 9 está na seleção brasileira.

Em entrevista ao repórter Cahê Mota, do site GE, Pedro afirma que não se incomoda tanto com a reserva: “Sinceramente, não me preocupo muito com o que falam, me preocupo em fazer o que depende de mim. E estou em um clube que me possibilita isso, brigar por títulos. Vou buscar o meu espaço e confio no meu potencial”.

Outra questão importante que envolve Pedro é a não ida à Olimpíada de Tóquio, na qual a seleção brasileira sagrou-se medalha de ouro, pela segunda edição seguida. Ele falou sobre isso: “Era um desejo disputar a Olimpíada, isso não é novidade para ninguém, mas não foi possível. É olhar para frente e agir no que eu posso interferir, no presente e no futuro”.

Disputar uma final de Libertadores, para o camisa 21, é um sonho realizado: “Vai ser muito especial. É um sonho de criança. Vi muitas finais pela TV e sempre desejei estar em campo. Vou ter a possibilidade e será um dia especial disputar uma decisão deste tamanho, contra uma grande equipe como o Palmeiras”.

Pedro voltará a ser titular do Flamengo na noite desta quarta-feira (6), fora de casa, contra o RB Bragantino, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. A temporada de 2020 foi bem expressiva no número de gols: foram 23 em 54 partidas. Neste ano, os números são um pouco menores, até porque Gabigol pouco se lesionou.



Source link

VEJA TAMBÉM

Bem Vindo ao Redação Rubro Negra