Os desafios da Diretoria do Flamengo

Rodolfo Landim e sua diretoria terão o desafio de reerguer o Flamengo em meio a derrotas, tragédias e indignações da torcida.

0
107
Rodolfo Landin
Rodolfo Landim tem sérios desafios diante do Fla.

O que esperar da nova diretoria?

Em 2013 a tão famosa Chapa azul assumiu a diretoria do Flamengo.

Ali seria um Marco na história do Clube… Uma gestão séria, comprometida o patamar do Flamengo.

Contenção de gastos, responsabilidade financeira e algumas demissões marcaram o início dessa caminhada, todavia nem tudo foram flores.

Ao assumir o Flamengo, o então Presidente Eduardo Bandeira de Mello, foi o nome escolhido pela Chapa porque era o único do grupo que tinha tempo necessário tornar elegível.

Como discurso pacifista, responsável e que agradava a maioria dos torcedores, Bandeira agradou a maior parte da massa rubro-negra.

Começava a ali a mudança estrutural do Flamengo.

Nos primeiros meses de 2013, uma redução de gastos foi implementada no clube, portanto tiveram que abrir mão de alguns jogadores, entre eles Vagner Love, e até do treinador da época, Dorival Júnior, que não chegou a um acordo para reduzir o salário.

Após uma breve passagem de Jorginho no comando técnico, Flamengo contratou Mano Menezes quem teve uma passagem breve produtiva eliminando da Copa do Brasil o Cruzeiro era infinitamente melhor.

Após uma decisão estranha Mano Menezes decidiu por abandonar o comando técnico do Flamengo, fazendo assim a diretoria apostar no interino Jayme de Almeida.

Com o seu jeitão boleiro e por conhecer muito o clube, Jayme de Almeida pegou uma equipe taticamente pronta, e conduziu ao título da Copa do Brasil, aquele que seria o grande título dessa gestão.

Nomes Como Elias, Hernane brocador e o lateral André Santos se destacaram naquela Copa.

Uma situação de amadorismo quase rebaixou o nosso Flamengo.

Após ser expulso na final da copa do Brasil, o lateral André Santos não poderia jogar a última rodada do Brasileiro.

Numa falta de atenção Absurda, foi para o jogo e se a portuguesa não cometesse mesmo erro escalando o atacante Everton também suspenso, o Flamengo seria rebaixado, ja que os dois clubes perderam pontos.

Com a perda dos pontos, o Flamengo terminou em 16º, uma posição acima do rebaixamento.

Em 2014 o ano começou relativamente bem com o título do Campeonato Carioca, mas após a decepção na Copa Libertadores, Jayme de Almeida foi demitido da forma mais absurda.

Ficou sabendo por programas de TV não era mais técnico do Clube.

Ainda em 2014 Wanderlei Luxemburgo, chegou para tentar salvar o clube do rebaixamento após uma desastrosa e curta passagem Ney Franco.

Luxemburgo vinha relativamente bem até fazer bobagem de perder um jogo ganho contra o Atlético Mineiro em Minas.

O Flamengo havia vencido no Maracanã por 2 a 0 numa atuação de gala do atacante baiano Gabriel.
Foi para Minas e Logo no início abriu 1 a 0.
Mas resolveu chamar o Atlético para o seu Campo e com mudanças absurdas, Wanderlei Luxemburgo conseguiu tomar a virada por 4 a 1 e não conseguiu chegar à final.

2015 marcou a mudança de patamar.
Investimentos mais pesados foram feitos.
O Flamengo tirou Paolo Guerrero do Corinthians, deixando a mídia eufórica tanto para o bem quanto para o mal.

Repatriou também Emerson Sheik também do Corinthians, no entanto não conseguiu fazer uma campanha digna no Campeonato Brasileiro além de ter sido eliminado pelo Vasco na Copa do Brasil.

Em 2016 a chegada de Muricy Ramalho ao comando técnico, animou os torcedores…

Sem brilho no inicio, Muricy acabou abandonando a carreira de treinador após problemas cardíacos.

Jayme de Almeida assumiu a equipe novamente e tratou logo de ser eliminado da Copa do Brasil pelo fraquíssimo Fortaleza.

Então começou a era Zé Ricardo.

Com início animador e a chegada do meia Diego, apesar da vexatória eliminação da sul-americana para o pífio Palestino do Chile. O Flamengo fez um bom Campeonato Brasileiro terminando em terceiro lugar; lutando com o Palmeiras até as rodadas finais, isso tudo tendo que viajar o Brasil todo por não poder jogar no Maracanã.

2017 começava animador…

Base mantida, surgimento de Vinícius Jr que já estreou vendido ao Real Madrid. treinador mantido e elogiado é uma estreia de gala na Libertadores no Maracanã goleando um time argentino por 4 a 0.
O que poderia dar errado?

Pois é, esse mesmo time argentino eliminou o Flamengo da Libertadores na primeira fase, o técnico se mostrava incapaz de gerir um elenco numeroso E começamos o brasileiro muito mal….

Após muita pressão, Bandeira de Mello demitiu Zé Ricardo e após uma campanha da torcida pelo técnico Reinaldo Rueda, decidiu-se por sua contratação.

Rueda chegou e já mostrou a que veio…. Primeira Providência foi sacar Márcio Araújo efetivar Gustavo Cuellar no time titular; e com a chegada de Everton Ribeiro ganhou mais qualidade ofensiva.

A equipe ganhou solidez defensiva e ficou mais equilibrada.
Rueda abriu mão do Campeonato Brasileiro mas chegou a duas finais.

Perdeu a Copa do Brasil para o Cruzeiro onde jogou praticamente sem goleiro e depois perdeu a final da Sulamericana para o Indepiendente da Argentina.

Veio o fim do ano e com ele muitas incertezas….
Quem fica, quem sai…
Rueda vai ou fica?
Esse imbróglio atrasou o planejamento de 2018.

Começamos o ano com Paulo César Carpegiani como treinador e já ficou Evidente a falta de planejamento, pois ele havia sido contratado para ser diretor técnico.

Após mais uma eliminação pífia para o fraco Botafogo, Carpegiani foi demitido e a diretoria novamente apostou em um interino.

Barbieri foi a bola da vez.
Com início animador e o time jogando bem; o Flamengo chegou a liderar o Campeonato Brasileiro mas após a pausa para a Copa do Mundo; e a saída de Vinicius Junior, a equipe não se encontrou, apesar de ter contratado Vitinho, até então maior contratação da história do Clube.

Eliminado da Libertadores pelo Cruzeiro jogando uma partida irreconhecível no Maracanã, e vendo o Palmeiras assumir a liderança do brasileiro e disparar, serviu como alento a Copa do Brasil onde o Flamengo amassou a última equipe do Grêmio.

Mas a frente seríamos eliminado pelo Corinthians nas semifinais, e tardiamente Barbieri seria demito.

Veio Dorival Júnior e com ele o futebol bem jogado voltou.
O Flamengo fez partida as sólidas e conseguiu belas vitórias como contra o Corinthians na casa deles por 3 a 0.

A venda de Lucas Paquetá fez com que o garoto caísse de rendimento, e isso juntando com outros fatores, não nos deixaram alcançar o Palmeiras e ficamos na segunda colocação do brasileiro.

Após a eleição no clube Rodolfo Landim foi eleito presidente, começaram os planejamentos para 2019.

Parece que será diferente.
Maior cobrança por parte da diretoria e contratações astronômicas.

Embora tenhamos perdido A Taça Guanabara, e a grande tragédia que aconteceu com nossos meninos, esperamos que todo amadorismo seja banido do Flamengo, tanto na gestão de pessoas quanto esportivamente.

Uma vez Flamengo,Flamengo até morrer!

#Nossos10

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here