Notícias Jornalismo

“O Maraca é nosso” foi entoado pelos conselheiros do Fla após a aprovação do contrato no CODE

–

O rubro negro assina o acordo amanhã, às 12h, no Palácio Guanabara

Além do Maraca, o Maracanãzinho, o Estádio Célio de Barros, o Parque Aquático Júlio Delamare e o Tour Maracanã também é do Flamengo. Na noite de ontem, 10/04, o contrato de concessão do Estádio Jornalista Mário Filho foi apresentado para o Conselho Deliberativo, na sede social da Gávea. Apesar da abstenção do Conselho de Finanças, que alegou falta de informação, o Conselho Fiscal foi decisivo e o contrato acabou aprovado pela maioria dos conselheiros presentes.

Pelos próximos 6 meses, podendo estender para mais 180 dias, o Flamengo irá administrar o Maracanã como permissionário já que o Fluminense foi impedido de assinar o contrato por falta de certidões negativas de débito (CND). Após a assinatura da concessão, os representantes do Flamengo irão negociar a gestão compartilhada com o Tricolor, que dividirá receitas e despesas com o Rubro negro.

O contrato de concessão que será assinado amanhã, 12/04, às 12h, prevê que algum dos clubes terão de se responsabilizar caso um ou outro não pague o estabelecido. Apesar do presidente Rodolfo Landim está otimista para comandar o Maraca, a situação financeira do Fluminense deveria causá-lo preocupação diante do fato que o Rubro negro acabará sendo o “fiador” do clube das Laranjeiras.

Amanhã às 11h, o Palácio Guanabara irá receber os mandatários Rodolfo Landim e Pedro Abad que concederão uma entrevista coletiva com o governador Wilson Witzel para mais detalhes dessa parceria que promete ser interessante.

Por Ana Júlia Oliveira