O Flamengo que resgata o olhar da imprensa internacional

O Mais Querido tem feito o futebol nacional atravessar fronteiras

0
121

https://redacaorubronegra.com/quase-perdemos-diego-alves/

O Flamengo tem conseguido de forma explícita resgatar os olhares mundiais para o futebol brasileiro. Nos últimos anos, o Brasil esteve em condições que abrangem, desde a baixa qualidade técnica da bola em campo, aos fatores socioeconômicos da nossa população. Isso porque, há alguns anos, o país tem sofrido de forma constante com uma crise econômica já enraizada no cotidiano do cidadão brasileiro.

Fator que tem, por consequência, cadeiras vazias em meio ao espetáculo que o esporte oferece. O que nos leva a pensar na triste elitização do nosso futebol e no contínuo processo de modernização dos nossos estádios. 

Um bom exemplo é o próprio Maracanã. Nossa casa perdeu 12 mil lugares em 2005, mais precisamente o espaço democrático do futebol brasileiro, a querida Geral do Maraca. O setor oferecia ingressos a cinco reais e abrigava grandes personagens icônicos do futebol carioca. Hoje, o Maracanã de boa aparência, tem capacidade para aproximadamente 80 mil pessoas, porém, sofre com a ausência do clima de “futebol raiz”. 

Personagens simbólicos protagonizavam os jogos do Mais Querido na Geral do Maracanã. Foto: Divulgação/Geraldinos

Mas, para a felicidade de muitos cariocas, principalmente, nós, flamenguistas, a lei que autoriza a recriação do setor foi sancionada. O fato ocorreu no intervalo da semifinal da Libertadores, entre Flamengo e Grêmio. O projeto de lei tem como objetivo democratizar o acesso aos jogos, colocando o setor atrás do gols. A nova geral contaria com cadeiras móveis, para que os assentos sejam reposicionados em competições internacionais. 

É um vitória, pois o futebol nacional necessita mais do que nunca do apoio incessante de suas torcidas, especialmente a popular. O que nos retorna ao fato de que, em meio à boa fase do Flamengo, nossa torcida não abandona os jogos em que acontecem no Maracanã. 

Mesmo com os impasses econômicos vivenciados no Brasil, no último jogo contra o alagoano CSA, quase 70 mil pessoas estiveram presentes no Maracanã. Fato que nos levou a bater o recorde de público pagante e presente no ano de 2019 pelo Campeonato Brasileiro. Foram 69.846 mil flamenguistas prestigiando a vitória de 1 a 0, com o gol de Arrascaeta. 

E isso, é claro, implica na crescente observação internacional para o campeonato nacional. Apesar de apresentarmos problemáticas consideráveis como o árbitro de vídeo, a falta de credibilidade e o desnível técnico. Ter corações apaixonados pelo esporte e seus respectivos clubes, faz com que o olhar externo procure saber qual é a origem do interesse da grande massa brasileira. 

Com isso, basta assimilarmos os pontos. Um deles, é claro, Jorge Jesus. O técnico português trouxe em sua bagagem a disposição da mídia portuguesa em acompanhar os passos do comandante rubro-negro. Para isso, nossos irmãos portugueses teriam que ficar não só de olho na trajetória do Mais Querido, mas também em todo o decorrer do Brasileirão deste ano. 

 

Desde sua chegada, Jorge Jesus constantemente tem sido capa da imprensa portuguesa. Foto: Reprodução

O Flamengo, inclusive, entrou em acordo com o Canal 11 de Portugal. A emissora tem comprado os direitos de transmissão das partidas do rubro-negro diretamente para Portugal, com contrato jogo a jogo. Os valores são divididos pela metade com os adversários do Flamengo nos duelos em questão. 

Além disso, por meio de canais como YouTube e Facebook, o Rei do Rio tem feito a transmissão das partidas para o resto do mundo. O objetivo é atender aos torcedores que moram fora do país, com imagens fornecidas pelo Grupo Globo e por um áudio autêntico, com uma equipe formada por narrador, comentarista e repórteres de campo. 

A ação serviu de exemplo para o Corinthians, usando os mesmos meios do Flamengo, que começou a transmitir suas partidas no duelo contra o Athletico-PR. 

E se Portugal está de olho, por que então, outros meios europeus não estariam? Afinal, após o país português noticiar competições exteriores, a população local precisa saber do que se trata. Um estudo realizado pelo Ibope Recupom, fora do país, entre 01/01 e 13/12 do ano passado, analisou redes sociais como Facebook, Twitter e Instagram, além de mídias sociais como blogs e YouTube.

E, adivinhem, o campeão de citações no exterior foi o Flamengo. Dados apontam que, 25,7% do total de 7,5 milhões de citações geolocalizadas, cerca de 1,8 milhão de vezes foram encontradas referências ao Flamengo. Isso porque não estávamos na fase atual, imagina se fosse hoje?

Um outro elemento de extrema importância e que atrai olhares internacionais, é a formação da nossa equipe. Filipe Luís chegou ao Mais Querido em julho deste ano, seu clube anterior era o Atlético de Madrid, time espanhol em que o lateral-esquerdo atuou durante quatros anos consecutivos. 

Além do atleta, temos o Rafinha que vem de longos oito anos no clube alemão Bayern de Munique. O lateral-direito assinou um contrato de dois anos com o Flamengo em junho deste ano.

Rafinha ficou longos oito anos no Bayern antes de chegar ao Mais Querido. Foto: AFP

Além disso, contratações como o espanhol Pablo Marí, o paraguaio Piris Da Motta, o colombiano Berrio e o uruguaio Arrascaeta, realçam a ideia de que o Flamengo tem investido em grandes jogadores. O que, por consequência, auxilia na afeição internacional diante dos possíveis próximos passos do futebol brasileiro. 

Com isso, temos a chegada de novos tempos no cenário do esporte em nosso país. De um lado, Jorge Jesus tem feito grandes números e exigido cada vez mais da técnica e da tática dos jogadores tantos nacionais, como internacionais. 

De outro, presenciamos a necessidade de dirigentes nativos em acompanhar esse gradual crescimento técnico. Não se pode negar que esses fatores trazem vantagens não somente para os rubro-negros da Gávea, mas também para o enriquecimento da história do futebol nacional. 

Hoje, os times estão desafiados a aprimorarem as técnicas e sanarem as barreiras midiáticas em torno do esporte mais amado do Brasil. E isso tudo se deve ao Flamengo, que investe de maneira intensa no aperfeiçoamento dos métodos e da grande repercussão brasileira no exterior. 

O futebol é um dos esportes que mais integram as pessoas no mundo. Com a chegada de grandes jogadores internacionais e da influente imprensa estrangeira, o que nos resta é torcer para o crescimento decisivo do nosso futebol em campo. Com isso, retornaremos os mesmo olhares que presenciaram grandes times que abrigavam Pelé, Zico, Romário, entre outros craques. 

https://twitter.com/nandajorn

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here