o Sagrado do Flamengo

O Flamengo não é um clube, não é um time, é uma nação, uma paixão, uma religião. Parece clichê, mas não é. As vezes é preciso relembrar isso, não para você que vive e ama o Flamengo ininterruptamente, mas para quem está dentro do clube e se acha maior que ele.

Na história do Flamengo, já sobreviveu à más administrações, à times medonhos, à escassez de craques e de títulos, mas a sua torcida jamais o abandonou, pelo contrário, com Moisés e Irineu na zaga, com Walter Minhoca e Val no meio, com Val Baiano, Josiel no ataque, a Faixa estava lá: O Brasileiro é Obrigação!

Ora, não é porque achávamos que esse time seria capaz de vencer o campeonato mais disputado do mundo, mas porque para nós a camisa do Flamengo por si só já é o suficiente para impor respeito aos adversários, e se dentro de campo tecnicamente não eram um primor, ao menos com a garra que tanto exigimos, respeitavam o Manto Sagrado. E nós sabíamos que a torcida seria o 12º jogador em campo, assim como sempre foi.

Hoje vejo a discussão sobre quem é o culpado pelo vexame no Equador, e me indigno quando apontam apenas um culpado, sendo que ficou claro que TODOS ali tem culpa pelo vergonhoso resultado. Me indigno porque ficou claro que muitos ali estão vivendo de um passado recente, mas que é PASSADO.

Todos os que estão ali no time hoje escreveram seus nomes na história do Flamengo, mas podem ir embora amanhã e o Flamengo continuará, e mais: Continuará sendo o Maior time do Brasil e para nós torcedores, o Maior do mundo, Pois o Flamengo é Maior que tudo e todos!

Se querem continuar escrevendo seus nomes na história, quando não der na técnica, esperamos que compensem na raça, quando a tática esmorecer, a garra tem que aparecer. Eles podem ter mais coletivo que nós, mais técnica, mais individualidades, mas NUNCA podem ter mais vontade.

Afinal, hoje vocês são privilegiados, tem um time com a maior qualidade das Américas, tem salários milionários em dia, Centro de Treinamento de primeiro mundo e por isso o mínimo que exigimos é que deem a bida em campo. Milhões de pessoas gostariam de estar em seus lugares.

Então Sr. presidente, Sr. Vice, Sr. diretor, Sr. treinador, e à todos vocês jogadores, vocês representam uma nação de mais de 42 milhões de torcedores, e se vocês não nos representarem ao nível que nós merecemos, nós mesmos os tiraremos. Vocês todos passam, o Flamengo fica.

Respeitem a Nação. Respeitem o manto que vocês envergam. Respeitem a Instituição Flamengo. São 124 anos, não apenas 2.

Para qualquer um, a camisa vale tanto quanto uma gravata. Não para o Flamengo. Para o Flamengo a camisa é tudo. Já tem acontecido várias vezes o seguinte:- quando o time não dá nada, a camisa é içada, desfraldada, por invisíveis mãos. Adversários, juízes, bandeirinhas, tremem, então, intimidados, acovardados, batidos. Há de chegar talvez o dia em que o Flamengo não precisará de jogadores, nem de técnicos, nem de nada. Bastará à camisa, aberta no arco. E diante do furor impotente do adversário, a camisa rubro-negra será uma bastilha inexpugnável.

Nelson Rodrigues

Por Jerônimo Simeão Júnior (@jeronimosjunior)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui