O Flamengo chegou à final! Mas ainda precisamos de ajustes

O Flamengo chegou à final! Mas ainda precisamos de ajustes

Ainda há espaço para evolução

Amigos, o Flamengo está classificado para a final do Campeonato Carioca! Primeira meta do ano está alcançada. Finalmente chegou ao fim a série de jogos do cansativo estadual e que não desafiavam o nosso elenco.

O Flamengo chega ao fim deste campeonato com pontos positivos na bagagem. Comparando com anos anteriores, temos uma equipe mais aguda, que machuca mais o adversário e que faz a transição defesa/ataque com mais velocidade. Assim, percebe-se que o elenco está cada vez mais forte com o passar dos anos, ao ponto de nossa maior contratação ter apenas 307 minutos com a equipe principal. Temos um bom ataque, nosso artilheiro Gabigol tem 9 gols em 13 jogos e nos demos ao luxo de jogar alguns jogos com um time alternativo, inclusive em clássicos.

Apesar de todos esses fatores, ainda vejo um vasto campo para melhoria deste time em questões táticas, mentais e de filosofia de jogo.

  • A parte psicológica

A equipe já demonstrou, em alguns jogos, estar confundindo vontade com euforia. As expulsões de Bruno Henrique e Gabriel Barbosa demonstram que, em alguns momentos, a equipe ainda se perde. Seja por um resultado adverso, como na partida da Copa Libertadores, seja por “cair na pilha” do adversário, como foi em todos os confrontos contra o Fluminense no ano.

  • A parte tática

Abel Braga perdeu a oportunidade de testar uma formação mais solta e com mais criatividade. Isso seria possível com Diego mais recuado fazendo a função de William Arão e Arrascaeta entrando no meio campo. Com relação a isso, Abel fez referência ao “time de índio”, que se lançaria à frente sem cuidados defensivos, ficando assim muito exposto. Poderíamos até chegar a esta conclusão, mas como ter certeza se em momento algum vimos essa formação jogando?

Ainda com relação ao famoso “time de índio”, encontramos algumas inconsistências que podem ser notadas através das estatísticas. Um levantamento realizado pelo portal Footstats aponta que, dos times brasileiros, a equipe rubro-negra é a que mais sofre finalizações certas na Copa Libertadores da América, com uma média de 5,3 por partida. Além disso, estamos sofrendo um número alto de gols na temporada. Já sofremos 15 gols em 37 jogos, lembrando que a maioria absoluta desses jogos são do Campeonato Carioca.

  • Filosofia de jogo

Acredito que Abel deva mudar um pouco seus conceitos. Já não verificamos mais a tentativa de um jogo reativo, como ocorrido no primeiro confronto contra o Fluminense pelo Carioca. Assim, parece que o talento individual fará com que o Flamengo continue propondo o jogo e gostando da bola no seu pé. Consequentemente, notamos que a grande maioria dos jogos o Flamengo tem uma maior posse de bola e pressiona o adversário.

Ainda assim, não entendo o porque não podemos ter um time mais leve e apenas com um volante de ofício nem que fosse nos jogos mais fáceis, para teste. Não é nenhuma invenção, inúmeros times ao redor do mundo jogam com apenas um volante e quatro meias, no esquema 4-1-4-1. Também não consigo entender o motivo de bater laterais na área, por favor, me ajudem. Não entendo qual a vantagem em disputar um rebote de um lateral jogado na área sendo que a bola já está sob nosso domínio.

Em resumo, o time tem espaço para evolução. O que é muito bom, quando se olha o estágio que já alcançamos. Alguns ajustes e acredito que teremos muitas alegrias no ano.

Saudações rubro-negras!

Vamos Flamengo!

 

NOTA 10 – O Flamengo terá a concessão do Maracanã por seis meses. Finalmente o clube saberá se o estádio compensa realmente ou se devemos partir para um estádio próprio. Assim, o clube conhecerá os custos operacionais e de onde vem algumas despesas presentes nos borderôs dos jogos, mas que nunca são bem explicadas.

NOTA 0 – Faltou inteligência, malícia e cancha para jogar contra o Peñarol pela Libertadores. Depois de uma expulsão infantil, a conclusão era de que o empate era sim um bom resultado. Nos abrimos, tomamos o gol e complicamos uma classificação que parecia ser tranquila.

Inscreva-se: https://www.youtube.com/channel/UCaWf9Ud7RqD2YftLuBkLzjw

 

Avatar

marcaobeton

Acompanho o Flamengo desde 1986. Tive grandes alegrias com o final da geração de ouro e foi Zico e cia. que me fizeram ser Flamengo. Nunca precisei ter o Flamengo jogando em minha cidade para ser fanático pelo clube. Sou de Brasília e escrever e comentar sobre o dia-a-dia do clube faz eu me sentir mais próximo da minha grande paixão. Sou sócio-torcedor, sócio Off-Rio e participo do canal de youtube Zona Rubro-Negra (youtube.com/zonarubronegra)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *