CrônicasFutebol Profissional

O dia do fico de Jorge Jesus: o comandante do Flamengo

Jorge Jesus disse que fica. Há 198 anos, um outro português, garantiu sua permanência em terras brasileiras. O fato histórico ocorreu no dia 9 de janeiro de 1822. Neste dia, o então príncipe regente D. Pedro I, declarou que não cumpriria as ordens das Cortes portuguesas, que exigiam sua volta a Lisboa, e ele acabou ficando no Brasil.

E no dia 02 de Junho de 2020, mais um português declarou: “Digam ao povo que fico”. O treinador Jorge Jesus, permanece pelo menos mais um ano aqui no Brasil. Uma história que começou no dia 1 de Junho de 2019, e que se tivermos a volta do futebol, terá mais alguns capítulos.

View this post on Instagram

Meus representantes chegaram a um acordo hoje com diretoria do @flamengo para renovação de meu contrato por mais um ano. As minhas relações de amizade com todos jogadores, estrutura do clube e Nação Rubro-Negra foram determinantes para tocar meu coração e falaram mais alto em minha decisão. Obrigado a todos pelo carinho, pelo reconhecimento e apoio ao nosso trabalho. #flamengo #crf #gratidao #futebol #naçãorubronegra #venceremosjuntos … My representatives reached an agreement today with Flamengo's board of directors to renew my contract for another year. My friendly relations with the entire squad, club structure and Flamengo’s fans were decisive to touch my heart and spoke louder in my decision. Thank you all for your kindness and support. #football #soccer #gratitude #wintogether Foto: Alexandre Vidal (CRF)

A post shared by Jorge Jesus (@jorgejesus) on

O casamento entre Jorge Jesus, que logo virou o Mister, com a torcida do Flamengo não demorou muito para acontecer. Como qualquer relacionamento, ambos precisam se conhecer melhor. E os primeiros momentos de JJ com a Nação Rubro-Negra teve suas oscilações.

Na estreia contra o Athletico-PR, com um empate, pelas oitavas de final da Copa do Brasil de 2019, obviamente, não tinha como prever o que seria o futuro do português no comando do Flamengo. Mas no primeiro encontro com a Nação, Jorge Jesus, apresentou-se para a torcida de forma elegante, com um futebol bonito e que dava gosto de ver.

Foi como no primeiro encontro de um casal, aonde os dois se arrumam muito bem para impressionar um ao outro. Primeiro jogo de Jorge Jesus no Maracanã, o resultado: Flamengo 6×1 Goiás. O estádio estava lotado, 65.154 presenciaram o espetáculo rubro-negro, na manhã daquele domingo do dia 14 de Julho de 2019, na partida válida pelo Campeonato Brasileiro.

Leia Também: Flamengo e suas duas históricas Libertadores: 1981 e 2019

Alguns momentos ruins e de tensão marcaram esses primeiros momentos de Jorge Jesus no Flamengo. Primeiro, a eliminação nos pênaltis para o time do Athletico-PR em pleno Maracanã, derrota que foi difícil de engolir. Logo depois, a tensão tomou conta na Libertadores, nos dois jogos diante da equipe do Emelec. A primeira partida, derrota por 2 a 0. Mas a Nação, os jogadores e toda comissão técnica, não se entregaram.

No jogo de volta, no Maracanã, para muitos considerado o marco zero do ano histórico do Flamengo, foi na Raça, no Amor e na Paixão. O Rubro-Negro carioca venceu a equipe equatoriana pelo mesmo placar da partida no Equador e levou a decisão para os pênaltis. E com o clima fervoroso e com um Maraca ensurdecedor, o Fla venceu as penalidades e passou para as quartas de final da Libertadores.

Começava então, um caminho histórico e marcante na história do Clube de Regatas do Flamengo, tendo como comandante um português exigente, porém com uma competência em seu trabalho pouco vista nos últimos anos, aqui no Brasil. A conquista histórica da Libertadores, após longos 38 anos de espera, o colocou no posto de maior treinador da história do clube, considerado por muitos torcedores.

Jorge Jesus na comemoração do título da Libertadores de 2019 Foto: Uolesporte
Jorge Jesus na comemoração do título da Libertadores de 2019 Foto: Uolesporte

O retrospecto de Jorge Jesus sob o comando do Flamengo é espetacular.

Jogos:52

Vitórias: 39

Empates: 9

Derrotas: 4

Aproveitamento: 81%

Títulos: 5

Para todo o povo brasileiro, Dom Pedro 1 confirmou e ficou no Brasil, naquela época. Agora para o bem da Nação Rubro-Negra, Jorge Jesus disse que fica. E a torcida do Flamengo o reverencia com o famoso: “Olê, Olê, Olê, Olê, Mister, Mister.

Confira os detalhes da renovação de Jorge Jesus com o Flamengo

Etiquetas

Luhan Alves

Sou um estudante de jornalismo, apaixonado por futebol e informação. Twitter: @luhansalves Instagram: @luhansalves

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar