Basquete

O Basquete do Flamengo e seus memoráveis 101 anos!

O Basquete está sem sombras de duvidas entre os componentes do tripé que compõe os principais esportes do Clube de Regatas do Flamengo.

Ao longo da história várias modalidades foram chegando para compor essa grande família, porém é inegável que ao lado do Remo e do Futebol, nosso basquete esteja entre os mais vitoriosos e um dos que mais tem história dentro do clube.

Para começar essa saga, a modalidade foi a terceira a ter um departamento dentro do Flamengo e no ano passado se tornou centenário vestindo nossas cores.

Na Regata, ele me mata. Me maltrata, me arrebata!

História Flamengo
Foi no Remo onde toda essa linda história começou em 1985!

Como não é novidade para ninguém mas é sempre bom lembrar, a primeira modalidade do clube foi o Remo, criado em 1985 pelos 6 lendários jovens remadores.

O carro chefe e esporte de massa do nosso clube (futebol) viria 17 anos depois em 1912.

A terceira modalidade do clube demoraria menos a vestir Rubro-Negro pois em 1919 o departamento de basquete do Flamengo era criado.

A Vinda do Basquete para o Brasil!

Antes de continuar essa fascinante trajetória Rubro-Negra, vamos entender um pouco como o basquete chegou em nossas terras.

A modalidade em si foi criada em 1891 em Massachussetts nos Estados Unidos pelo professor James Naismith. O intuito na época foi criar um jogo que pudesse ser realizado em local fechado, por causa do inverno americano.

No Brasil o basquete chegou por volta de 1896, quando o professor Augusto Shaw do Mackenzie College de São Paulo ao retornar dos Estados Unidos, trouxe uma bola de basquetebol.

Porém os primeiros registros da prática do jogo foi na Associação Cristã de Moços no Rio de Janeiro.

América, clube pioneiro!

O América do Rio de Janeiro foi o primeiro clube a adotar o basquete ainda em 1912. A modalidade ainda engatinhava no país porém em 1916 a Liga Metropolitana de Sports Athleticos, responsável pelos esportes terrestres no Rio , enfim resolveu adotar o basquete. O primeiro torneio oficial ainda levou alguns anos para acontecer, foi quando em 1919 saiu do papel.

Flamengo e Basquete. Dobradinha certeira!

Voltando a história ao Flamengo, modalidade e clube se misturam em seu desenvolvimento. É curioso ouvir alguns pleitearem o jargão “templo do basquete” para outras equipes, quando no primeiro torneio organizado no país, o time do Flamengo já carimbava sua marca na história sendo campeão do mesmo.

Na ocasião foram 7 jogos, onde o clube obteve 5 vitórias e 2 derrotas.

A primeira final vencida pelo clube foi no dia 19/12/1919, em decisão vencida por 33 x 29 contra a Associação Cristã de Moços na quadra do América.

Os primeiros heróis Rubro-Negros se conheciam como Carlos Santive, Itagibe Novaes, Maroim Marwin, Rizzo Zeth Baptista, Mario Sayão de Carvalho Araujo. O capitão do histórico time se chamava Romano.

O cestinha da partida foi o jogador Marwin com 14 pontos.

Surge a Primeira Federação para gerir o Basquete!

Em 1933 houve uma cisão no esporte, e o basquete passou a ser regido por sua própria federação, criando assim a Federação Brasileira de Basketball.

Assim o basquete ganhava a alcunha de “esporte organizado” e foi mais uma vez um grupo Rubro-Negro que fez história, conquistando o primeiro torneio oficial do país sendo logo tricampeão carioca nos anos 1933-1934-1935.

O time era formado por Oscar, Miguel Martinez, Valdemar Coroa, Ádamo e Monteiro.

A modalidade crescia no país, mas só ganhou de fato notoriedade quando conquistou uma incrível medalha de bronze nos jogos olímpicos de Londres em 1948. Naquela conquista haviam 3 jogadores do Flamengo. Na verdade 3 lendas do esporte brasileiro. Alfredo da Motta, Affonso Évora e Algodão.

Flamengo se destacava na modalidade!

Em paralelo a departamento também  crescia dentro do clube, que em 1948/1949 alcançou o Bi-Campeonato carioca. Em 1950 o basquete rubro-negro também chegara a final, mas superado na ocasião pela Associação Atlética Grajaú, que viria ser hoje o histórico Grajaú Country Club.

Depois da interrupção do título no ano anterior para o time da zona norte do Rio, o FlaBasquete conseguiria algo só obtido no basquete do Rio novamente pela geração atual, que foi conquistar 10 títulos cariocas seguidos.

Basquete do Flamengo
Um dos elencos do Flamengo na década de 50.

Flamengo, primeiro título internacional do basquete brasileiro!

O basquete Rubro-Negro detém também o título de primeiro clube brasileiro a ganhar um título internacional na história.

Foi em 1953, quando essa geração de ouro, foi a Antofagasta, norte do Chile e conquistou o torneio de Campeões Sul-Americanos.

Redação Rubro Negra Basquete 1953
Primeiro time brasileiro a conquistar um título internacional no Basquete.

Estavam no torneio além do anfitrião Antofagasta, o Palestino também do Chile, Bílis do Peru, Universidad do Equador, Olimpia do Paraguai, Paysando do Uruguai e Santa Fé da Argentina.

A morte de um presidente lendário!

Dois anos após essa grande conquista,  ocorreu algo que marcou o clube de uma forma triste porém não menos histórica.

Em 1955 acompanhando a primeira partida da decisão do carioca de basquete, o lendário presidente do clube Gilberto Cardoso, se sentiu mal após uma cesta magistral pouco depois do meio da quadra do jogador Guguta, faltando três segundos para o fim, quando o time perdia para o clube (Sírio Libanês), cesta aquela que decretou a Vitória Rubro-Negra por 44×43, mas também o começo do fim de um presidente que era aclamado pela nação.

Horas depois do término da partida, o coração do então presidente que hoje dá nome ao ginásio do Maracanãzinho não resistiu tamanha emoção.

Um dos jornais da época colocaram como manchete “Assassinado Por Uma Vitória”, e em destaque “Imagem do Triunfo Assassino”.

Basquete mata Gilberto Cardoso
“Imagem do Triunfo Assassino” Destacou um dos jornais da época.

“A morte de Gilberto Cardoso alcançou enorme repercussão em todo Brasil esportivo. A cidade ficou abalada com o impacto do golpe e por isso milhares e milhares de esportistas fizeram questão de acompanha-lo até sua última morada”

O Título de 1955 foi conquistado pelo FlaBasquete honrando e homenageando o falecido presidente.

O começo do Caminho árduo para Glória Nacional!

Na cidade que foi a primeira a ter um torneio oficial na modalidade o Flamengo nadava de braçadas largas, mas foi em 1977 que o clube fez uma campanha acima da media a nível nacional, chegando as finais do campeonato, mesmo não sendo um dos favoritos. O Time na final foi superado pelo Palmeiras, potência na época.

A medida que o esporte se desenvolvia no Brasil, os times de São Paulo ficavam cada vez mais fortes.

Na temporada 1984/1985 incomodado com títulos e mais títulos de paulistas, o Mengão fez contratações pesadas tendo em um de seus pilares o nosso conhecido Marcelo Vido.

Porém mais uma vez não foi suficiente e mesmo batendo de frente contra o esquadrão Paulista, terminamos na segunda colocação. O Título na temporada ficou com o Monte Líbano.

Enquanto isso em terras cariocas ganhava mais um Tri estadual (1984/1985/1986).

A luta por um título nacional era constante, e mesclando montagens de equipes bem fortes com outras nem tanto o FlaBasquete oscilava nas competições nacionais e conseguiria mais 2 vices em meio a essas inconstâncias.

A luta para conquistar um Nacional continuava!

Um em 1999 com um time que tinha entre suas estrelas o espetacular Oscar Schimdt,que já vitorioso na carreira, escolheu o Flamengo e depois disso nunca mais largou.

Em entrevista exclusiva ao nosso site Redação Rubro-Negra, entrevista  que estará em breve disponível para vocês, o craque da camisa 14, disse ter aprendido a amar esse clube de forma impar.

Oscar Schmidt
Oscar Schmidt o Mão Santa

“A forma que Oscar Schimdt fala do Flamengo é de arrepiar.”

No clube ele conquistou três campeonatos cariocas, mas foi superado no Nacional de 1999 pelo rival Vasco da Gama.

Já no vice nacional de 2004 o clube chegou como surpresa depois de ter feito uma campanha surpreendente na fase de classificação.

Naquela equipe havia jogadores jovens que se tornariam bem conhecidos por nós Rubro-Negros.

Um deles era um tal de Alexandre, ou simplesmente Olivinha, e o outro jogador era Duda Machado.

Vice campeão brasileiro de 2004
Vices campeões de 2004 // Foto: Paulo Arruda

A equipe seria superada pelo potente Uberlândia naquela Ocasião, mas a colheita em dias melhores parecia se aproximar.

FlaBasquete Campeão Brasileiro de 2008!

Foi em 2008 que uma trupe comandada pelo técnico Paulo Chupeta , e liderada pelo Rubro-Negro Marcelinho Machado que o Mengão enfim conquistou seu primeiro título nacional.

Na ocasião o FlaBasquete fez uma campanha quase perfeita terminando o campeonato com 31 vitórias e apenas 3 derrotas.

O time simplesmente não perdeu nenhuma partida nos playoffs superando nas quartas de finais o CETAF do Espirito Santo, nas semifinais o Joinville de Santa Catarina e na grande final o Brasília. Todos os playoffs por 3 jogos a 0.

Nas finais contra o Brasília Marcelinho Machado estava tão sedento para ganhar um título brasileiro com a camisa do seu clube de coração, que o craque foi cestinha nas 3 partidas, sendo que no último jogo, o craque anotou 40 pontos.

Os Jogadores que fizeram parte dessa incrível façanha foram:

Marcelinho Machado, Duda Machado, Alírio, Hélio, Fred, Fernando Alvin, Wagner, Fernando Coloneze e o cubano Amiel Vargas.

Flamengo e o Primeiro Novo Basquete Brasil (NBB)

O Basquete Brasileiro passava por mudanças e reformulações, e logo ao final ta temporada de 2008 surgia a Liga Nacional de Basquete, que consiste nos clubes cuidando do basquete nacional. Com essa reformulação o NBB (Novo Basquete Brasil) tomava forma e iniciou sua trajetória no dia 28 de Agosto de 2008.

As franquias que fizeram parte do primeiro NBB foram…

Novo Basquete Brasil

 

A primeira temporada foi um verdadeiro sucesso, com o Flamengo chegando a grande final e pleiteando assim o primeiro título da competição.

O adversário seria mais uma vez o time de Brasília, e ao contrário da final da temporada  anterior, o NBB 2008/2009 foi para o 5° jogo nos playoffs e  não poderia terminar de melhor forma.

A quinta e decisiva partida aconteceu na Arena Da Barra que recebeu naquele dia mais de 15 mil pessoas no ginásio para ver o FlaBasquete conquistar seu segundo título nacional sendo o primeiro NBB.

Marcelinho Machado foi escolhido o jogador mais valioso daquele campeonato.

Campeão NBB 1
Campeão do Primeiro NBB

Ainda faziam parte daquela grande equipe Duda Machado, Hélio, Fred,  Jefferson, Rafael Baby, Wagner, Alírio e Fernando Coloneze. Marcellus, Ian Júlio César e Daniel.

FlaBasquete: Dono e Proprietário do NBB!

O Flamengo voltaria vencer o NBB por mais 5 vezes totalizando 6 NBBs e mais 1 do antigo campeonato brasileiro.

Em 2012/2013, começava uma nova era no basquete do Mengão. José Neto chegava para comandar a equipe que continuava com Marcelinho e Duda mas recebia a volta do ala Pivô Olivinha e a grande contratação da temporada o ala Marquinhos.

Naquele ano a final foi em jogo único e o Flamengo venceu a partida por 77 x 70 com grande destaque para o Pivô Caio Torres que marcou 23 pontos e pegou 10 rebotes.

O jogador mais valioso do NBB 5 foi o ala Marquinhos.

NBB 5
Marquinhos,Caio Torres e Marcelinho Machado Faziam parte do time campeão do NBB5

O NBB 6 viria com a permanência da espinha dorsal do time com Marcelinho, Marquinhos, Olivinha, Benite, Shilton e Gegê, e a chegada dos gringos mais amados do nosso basquete até hoje, o armador argentino Nicolás Laprovittola e o americano Jerome Meyinsse.

O FlaBasquete bateu na final a equipe do técnico Gustavo de Conti o Paulistano por 78 x 73 em partida que Marcelinho Machado e Meyinsse marcaram cada um 16 pontos.

Mais um título e contando!

No NBB 7 as finais foram em melhor de  3 e o Flamengo enfrentou a poderosa equipe de Bauru que havia terminado a fase de classificação na primeira colocação.

O Primeiro jogo que aconteceu no Rio de Janeiro foi um verdadeiro passeio Rubro-Negro (91 x 69) com 5 jogadores passando de digito duplo na partida. Benite foi o cestinha com 16 pontos.

Na segunda partida mesmo com mando de quadra de Bauru, Laprovittola, Olivinha e Benite foram impecáveis e o mengão ganhou a por 77 x 67 garantindo assim seu quarto NBB.

Campeão NBB 7
Campeões do NBB 7 // Foto: Site LNB

O NBB 8 voltou a ter final em melhor de 5 partidas e mais uma vez Flamengo e Bauru chegavam na decisão.

Com cada equipe vencendo 2 jogos, o playoff seria decidido no jogo 5.

A quinta partida foi um verdadeiro massacre rubro-negro onde o time conseguiu fazer 100 x 66 com destaques para Marcelinho, JP Batista, Olivinha e Rafa Luz, todos com dígitos duplos.

Pentacampeões do NBB // Foto: site LNB
NBB 11 e a Final que o Mundo do Basquete esperava!

O FlaBasquete só voltaria a vencer o NBB em sua décima primeira temporada.

O time estava bem reformulado com Gustavo de Conti que chegava como atual campeão pelo Paulistano e ainda o argentino Franco Balbi, além dos campeões pelo Paulistano Deryk Ramos, Jhonatan Luz e David Nesbitt.

O Playoff final foi uma verdadeira batalha com cada equipe vencendo as 2 partidas jogadas dentro de suas casas.

Por ter tido melhor campanha  Franca ganhou o direito de fazer a quinta e decidida partida no místico ginásio Pedrocão que estava radiante com a possibilidade de Franca ganhar seu primeiro NBB.

Mas o que se viu foi um Flamengo fazendo uma partida cirúrgica. Kevin Crescenzi foi impecável na defesa, e Balbi comandou o grupo como nunca. O Pivô Anderson Varejão mandava no garrafão e Marquinhos, Olivinha e Deryk definiram o jogo. 81 x 72. O Flamengo conquistava ali seu sexto título de NBB.

Campeões do NBB 11 // Foto: Site LNB

O NBB 12 estava em andamento e restavam pouquíssimas semanas para encerrar a fase de classificação. Com a crise da Pandemia que assola o mundo o campeonato precisou ser paralisado. Foi decidido que não haverá essas últimas rodadas com o campeonato passando direto para os playoffs, porém como não se tem certeza de quando as coisas se acalmarão devido a crise mundial, já se pensa em encerrar o campeonato.

O Flamengo liderava o NBB 12 com uma performance elogiável.

Basquete Rubro-Negro! Basquete de Glórias!

Entre tantos NBBs o mengão ainda conquistou um titulo da liga sul-americana em 2009, em jogo espetacular dentro da Argentina contra  o Quimsa por 98 x 96 com incrível atuação de Marcelinho Machado que marcou 41 pontos.

Em 2014 foi a vez de conquistarmos a Liga das Américas de forma invicta contra o atual campeão Pinheiros dentro do Maracanãzinho. (85 x 78)

Em mais uma partida segura do Flamengo onde Marcelinho Machado fez 24 pontos.

Olivinha, Meyinsse, Marquinhos e Laprovittola foram monstruosos nessa final.

Liga Das Américas 2014
Campões da Liga Das Américas 2014 // Foto: Mauro Pimentel – Terra

Com a conquista da Liga das Américas daquele ano o FlaBasquete ganhou o direito de representar o continente no Intercontinental de Basquete contra o time Maccabi Tel Aviv que havia conquistado a Euroliga em cima do poderoso Real Madrid.

FlaBasquete Campeão Intercontinental! O Maior Título Da história! 

O formato da competição foi em 2 partidas com saldo de cesta na segunda. No primeiro jogo a equipe de Israel acabou levando a melhor por 69 x 66 obrigando ao Flamengo vencer a segunda partida por no mínimo 4 pontos de diferença.

Flamengo começou o jogo 2 com um certo nervosismo, mas logo se encontrou na partida. O jogo foi tenso, mas aos poucos a torcida foi se encontrando e apoiando já a equipe foi controlando as ações.

O americano Jeremy Pargo fazia questão de deixar as coisas mais difíceis para o lado rubro-negro. Terminou a partida com 28 pontos sendo cestinha da partida. Mas o Flamengo tinha Nicólas Laprovittola e Jerome Meyinsse em dia de gala. O argentino marcou 24 pontos ainda recuperou 6 bolas e distribuiu 2 assistências, já Meyinsse fez 22 pontos e pegou 6 rebotes.

Os 2 foram verdadeiros monstros e ajudaram o FlaBasquete a fazer  90 x 77 e conquistar o maior titulo da história do clube.

Campeões Intercontinentais
Marcelinho Machado, Walter Hermann, Jerome Meyinsse, Cristiano Felicio, Olivinha, Marquinhos, Chupeta, Vitor Benite, Danielzinho, Gegê, Nicolas Laprovittola

O clube tem 45 titulos estaduais sendo os últimos 14 de forma consecutiva, sem contar nas participações frequentes nas pré temporadas da NBA.

Um clube centenário que tem vários destaques na sua história, mas Macelinho Machado é o maior nome do nosso basquete tendo conquistado todos os títulos possíveis que um atleta poderia conquistar em um clube.

Marcelinho Machado // Foto: site LNB

Algodão, Oscar Schmidt, Meyinsse e Laprovittola também merecem menções na galeria de ídolos, do clube.

Já Olivinha e Marquinhos ainda estão em atividade pelo clube mas são gigantescos. Ambos ídolos reconhecidos de forma muito justa pela nação.

Olivinha e Marquinhos // Foto: site FIBA Américas

Não podemos esquecer jamais de 2 técnicos em especial. Togo Renan Soares, ou Kanela como era conhecido no mundo do esporte. O cara foi um fenômeno dirigindo a seleção Brasileira de basquete ganhando 2 mundiais, medalha de Bronze em olimpíadas, Pan-americanos e sendo genial comandando o Flamengo. Foi ele quem dirigiu o time no título do torneio sul-americano de campeões de 1953, e mais 14 campeonatos cariocas. Um Monstro.

Já na história mais recente José Neto cravou seu nome nas galerias vitoriosas do clube. Sob seu comando o FlaBasquete ganhou 4 NBBs, 6 estaduais, 1 Liga das Américas e 1 Intercontinental.

E assim nosso basquete passou de forma muito honrosa esses últimos 101 anos, e pretende fazer outras estradas tão belas quanto essas. Não é atoa que a torcida apelidou essa modalidade centenária de Orgulho da Nação.

Várias histórias incríveis estão sendo relembradas pela equipe do Redação Rubro-Negra. Vale muito apena conferir cada uma delas. Clique aqui e continue navegando com essa saga memorável!

Etiquetas

Romulo Ferreira

Carioca de pai e mãe capixabas, cara família, temente a Deus. Eletricista Industrial de profissão. Flamengo por vocação! Amante de basquete, fissurado em vôlei. Admiração absurda pelo Maestro Junior, pelo campeão de tudo com o FlaBasquete Marquinhos, e pela espetacular Virna. Defensor dos esportes olímpicos, e agora, colunista do Redação Rubro Negra. "Feito de torcedores, para torcedores" 🔴⚫

Artigos relacionados

Um Comentário

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar