NBB: Flabasquete liga sinal de alerta

0
136
NBB FlaBasquete, liga o sinal de alerta
Foto : Marcelo Cortes/Flamengo

No NBB, Flamengo e Botafogo fizeram mais uma partida para prender a respiração.

Disputado, ponto a ponto, cheio de catimba, e principalmente, com muitos erros.

Talvez em seu pior jogo da temporada, o FlaBasquete viu sua invencibilidade de 14 jogos desmoronar. E esse revés veio justamente na partida que poderia dar ao rubro-negro a passagem sem escala para as finais.

Franca com todos os méritos, já espera sem sequer sujar a camisa o segundo finalista. Passou por Mogi em uma das semifinais mais tranquilas da história do NBB, e agora aguarda de camarote, esperando que o lado de cá da tabela, seja ainda mais longa, para quem quer que chegue na final, chegue desgastado.

O Botafogo não fez uma partida boa, mas como sempre foi bem guerreiro, lutador, e preciso nos momentos decisivos.

Vamos falar de Jamal!

O cara parece não se intimidar! Um armador absolutamente abusado, e que já algum tempo, vem se mostrando, chamando a responsabilidade e decidindo. Sem contar que provoca o tempo todo a torcida adversária, parecendo esperar a resposta, assim se alimentando dos adjetivos “carinhosos”, e jogando ainda mais.  Terminou a partida com 17 pontos.

Outro que brincou com a bola laranja foi Cauê Borges. Uma excelente aquisição do Botafogo.

O armador foi cestinha da partida com 21 pontos. Contribuiu com 6 rebotes, distribuiu 5 assistências, e acertou 7 dos 8 lances livres cobrados. Com tudo isso, não havia como  não ser escolhido o cara do jogo.

Arthur mais uma vez fez uma partida bem correta, anotando 11 pontos em 18 tentados, fazendo o time ficar bem equilibrado.

Léo Figueiró merece uma menção. Mais uma vez foi preciso no comando do time. Soube mexer suas peças, mesmo não tendo uma rotação farta.

Cauê por exemplo jogou 36:47 (trinta e seis minutos e quarenta e sete segundos), e chegou ao final da partida, inteiro, com disposição para bater os 4 lances livres sofridos pelo Botafogo e converter sem dar uma chance sequer para o FlaBasquete

Pegando a deixa, enquanto o Botafogo terminou com 4 de seus jogadores rompendo a barreira dos trinta minutos, no Flamengo apenas Franco Balbi chegou por lá, com 34:44 (trinta e quatro minutos e quarenta e quatro segundos)

Botafogo não se intimida no NBB

Não é surpresa alguma o Botafogo com essa astúcia para cima do FlaBasquete. O time da estrela solitária foi um dos únicos a derrotar a equipe de Franca ainda na temporada regular. Mas precisamente na semana 2 do NBB, e na casa dos caras. O jogo terminou 74 x 77 para equipe botafoguense

Mais recente, já nas semifinais, pregou uma peça para cima da equipe do Pinheiros, onde venceu por  3 x 2 buscando o último confronto, dentro do ginásio do Pinheiros.

O detalhe  foi que na fase de classificação, Pinheiros foi a única equipe que não conseguimos vencer

Quebra de invencibilidade

Em oito partidas na temporada o Flamengo havia vencido todas, e justamente no jogo derradeiro, fez um dos seus piores jogos do NBB, e mesmo a assim, a partida terminou equilibrada, com apenas 4 pontos de diferença.

O sarrafo e exigência na equipe é tão alto, que o ala Marquinhos, anotou 17 pontos e mesmo assim fez um dos seus piores jogos. Aliás o ala vem pecando em um dos seus maiores atributos, lances livres. Bateu 13, acertou 8 com um percentual de 61,5%, baixíssimo no basquete, ainda mais se tratando de Marquinhos.

Alias a equipe inteira vem pecando bastante no quesito lance livre, foram 26 acertos em 40 batidos. 65% de aproveitamento. Para se ter uma ideia, a média da equipe foi de 76,21% na fase de classificação. Franca que lidera nesse quesito, terminou com 79,27%.

Lance livre ganha e também perde jogo!

Lances Livres são tão decisivos, que aumentando pouca coisa a porcentagem de acertos, a equipe teria saído vitoriosa, afinal o Botafogo foi para cabeça do garrafão 21 vezes, acertando 19. Aproveitamento absurdo de 90,5%

O argentino Franco Balbi, mesmo muito bem marcado, terminou a partida com 10 pontos e 5 assistências. O Ala Pivô Rafael Mineiro, destaque da partida número 2, marcou 8 pontos, pegando 8 rebotes.

NBB Lance livre ganha e perde jogo
Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Sabendo como técnico Gustavinho é exigente, a equipe deve voltar com uma postura diferente para o 4° jogo. Garra não faltou, afinal, não podemos reclamar dessa característica no time de basquete do mengão, mas a equipe pareceu afobada, desleixando algumas jogadas, que não costumam, passar batida.

Agora é esperar a próxima partida, que será na próxima terça feira, na casa do Botafogo, e assim, tentar fechar logo essa série, que se torna cada vez mais perigosa. Entretanto, é justamente isso que faz do basquete um esporte tão apaixonante.

@RmuloCunha

(Feito de torcedores, para torcedores)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here