Futebol Profissional

Mobilização e devoção: do Rio à Lima

0

A grande final: informações relevantes ao público

É lindo acompanhar a mobilização da Nação Rubro-Negra diante da final que nos aguarda. Torcedores espalhados por todo o mundo fazem a festa da maneira que podem, e além disso, restauram o espírito de união.

Entretanto, não só do Rio, mas também em outros estados, saem caravanas para acompanhar o time nas arquibancadas do estádio Monumental de Lima, no Peru.

Consulado do Mais Querido em Lima

Além dos torcedores que estão no Brasil, existem aqueles que comemoraram de forma eufórica a escolha de Lima como sede da final deste ano. O Fla-Peru, é formado por rubro-negros e rubro-negras que moram no Peru, e que sem pensar duas vezes, vão assistir ao confronto histórico das arquibancadas do Monumental.

O grupo se reúne em bares de Lima para acompanhar o Mais Querido durante a temporada, e foi mencionado pelo site oficial do Flamengo em uma lista de “consulados” do clube no exterior.

Porém, a mobilização começou antes mesmo da decisão efetiva da Conmebol para a escolha do palco da decisão. Alguns membros do Consulado do Flamengo em Lima, já haviam comprado passagem para Santiago, no Chile. Até o fundador da torcida, Jayme da Cunha, de 40 anos, já tinha se programado para viajar ao Chile no próximo dia 23 (sábado).

“Está todo mundo feliz de perder o dinheiro da passagem, caso não dê para recuperar. Isso ficou em segundo plano”, disse Cunha em entrevista ao portal da ÉPOCA.

“Ver o Flamengo jogar a final da Libertadores em nossa casa é um evento mais importante do que Copa do Mundo”, afirmou Viana, que é um dos integrantes da Fla-Peru.

Além disso, o lutador de MMA, o paraense Bruno Jacundá que também mora em Lima, prometeu fazer tatuagens do estádio Monumental e da data da grande decisão, se caso o Flamengo for campeão.

“Desde pequeno, sempre fui doente pelo Flamengo. Era um sonho para mim vê-lo jogar de perto. Agora, vou viver esse sonho de novo”, disse o lutador também em entrevista a ÉPOCA.

mobilização fla amor

O grupo se reúne em bares de Lima para acompanhar o Mais Querido. Foto: Reprodução/Época

A Nação invade Lima

A mobilização já ultrapassou fronteiras e se instalou em Lima, isso porque nossa torcida já é maior que a do nosso Rival. Desde domingo, os voos chegam repletos de rubro-negros e são, até o momento, portanto, hegemonia em relação aos argentinos que apoiam o River. Tem reduto rubro-negro até em Calle de Las Pizzas, próximo ao Parque Kennedy, situado no bairro turístico de Miraflores.

Além disso, torcedores que desembarcam na capital peruana dizem não se arrepender da decisão de ir até Lima para fazer parte da história.

Em entrevista ao Lance, Murílio afirmou ter encarado 16 horas de viagem desde Palmas, em Tocantins, até aterrissar no Aeroporto Jorge Chávez, já no começo da última segunda-feira (20). O rubro-negro disse também que durante a viagem, conheceu outros dois torcedores de Muriaé, do interior de Minas Gerais.

“Sai de casa no domingo cedo e chegamos agora. Tem gente saindo de ônibus e van (de Palmas), e só vão chegar na sexta. Vai valer a pena”, disse Maurílio em entrevista ao portal.

Mobilização no Brasil 

E o amor nos leva a alturas inimagináveis, no Brasil ou em Lima, a Nação Rubro-Negra não mede esforços para apoiar o maior time do mundo. O dia já começou cheio para o elenco do Mais Querido. Isso porque mesmo com alguns dias de antecedência da final, o Mister optou por passar toda a parte tática nas atividades de terça e desta quarta, no Ninho do Urubu. O técnico afirmou que não terá privacidade em solos peruanos.

Portanto, dos fanáticos que já estão em Lima aos vigilantes do time no Rio de Janeiro, a mobilização já começou no CT do Mais Querido, no Ninho do Urubu, em Vargem Grande. O grupo de flamenguistas aproveitou o feriado – Dia da Consciência Negra – para apoiar o time, na saída do ônibus rumo ao embarque dos jogadores no Galeão.

mobilização aerofla

A mobilização continua e a Nação Rubo-Negra promete fazer o maior AeroFla da história. Foto: Marcelo Baltar

Além disso, mesmo com a nota oficial do Flamengo de que os jogadores embarcarão em uma entrada alternativa, o AeroFla estará presente. Com a nova rota da delegação, o elenco não terá contato com jornalistas e torcedores no aeroporto do Galeão.

Entretanto, a festa continua e a Nação Rubro-Negra prometeu marcar presença no Aeroporto. Pelo Twitter, a página @PartiuAeroFla, afirmou que a torcida quer o “maior AeroFla da história”.

Com isso, não importa como, onde ou quando, a devoção ao Flamengo não tem fronteiras. Vamos todos juntos apoiar o time mais amado do Mundo. Nós merecemos viver esse momento sem medidas, rumo a nossa merecida Glória Eterna.

Por Fernanda Fernandes 

 

 

Fernanda Fernandes
Sou estudante de Jornalismo da Facha, carioca e tenho 20 anos. Flamenguista fanática desde a infância, é uma honra poder representar meu time fazendo o que eu amo. "Eu nasci Flamengo, e sempre vou te amar."

Como de costume, torcida e time jogarão juntos mais uma vez, agora pela Copa

Previous article

Sub 20 é bicampeão Carioca contra o Vasco em São Januário

Next article

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *