Léo Demétrio Redação Rubro-Negra
Foto: Marcelo Cortes // Flamengo

Léo Demétrio é curitibano e nasceu em 1994 no dia 24 de março.

Os primeiros passos do craque foi como goleiro do time de futebol do colégio militar de Curitiba. As circunstâncias o fizeram chegar ao basquete.

Léo Demétrio esteve por grandes clubes formadores!

Esteve no Paulistano, clube esse que vem tendo DNA para descobrir novos talentos e antes de partir para desbravar o mundo passou por outro grande clube formador que é o Minas Tênis Clube.

Redação Rubro-Negra
Época de Minas Tênis Clube // Foto: Arquivos do jogador

Passado algumas temporadas de sucesso na Europa, recebeu uma proposta do Flamengo e não resistiu, veio jogar no clube de maior história e títulos no NBB.

O anuncio oficial!

Foi anunciado no clube oficialmente no dia 23 de julho de 2019.

De lá até aqui com o FlaBasquete Léo Demétrio foi bi campeão carioca, vice da copa super 8, e não pode concluir o NBB 2019 / 2020 devido a paralisação em virtude da Pandemia que nos assola até os dias de hoje.

Léo Demétrio sentiu o gosto tanto de jogar ao lado da torcida em casa, quanto de ir jogar em outros lugares inclusive fora do país e sentir a presença Rubro-Negra em todos os cantos.

Jogador Extremamente importante!

Seu jeito guerreiro e operário (aquele que trabalha para o grupo), foi muito bem visto não só pelos companheiros mas também pela torcida que foi notando a regularidade incrível do jogador.

Tanto que o sexto homem teve seu contrato renovado e anunciado de forma oficial no dia 13 de julho de 2020, ou seja, faltando pouquíssimos dias para completar 1 ano com essa grande parceria.

Preparação para Champions!

O craque que está se preparando para os amistosos que o time terá nessa próxima semana contra Paulistano e Mogi, em preparação para grande final da Champions League Américas de basquete; bateu um papo com o Redação Rubro-Negra contando um pouco da sua trajetória, de como é estar no Flamengo e suas perspectivas para temporada.

Redação Rubro-Negra – Léo Demétrio, a galera basqueteira começou a te conhecer já no Minas Tênis Clube, conhecido como um dos pilares de formação de atletas no país, porém você é de Curitiba, chegou a ter outros clubes antes do Minas? Como o basquete apareceu para você?

Léo Demétrio – “Comecei jogando basquete no Colégio Militar de Curitiba. Eu era, na verdade, goleiro do time de futebol, mas como fui crescendo muito a cada ano, acabei chamando a atenção da treinadora de basquete Fabíola; Ela me apresentou à modalidade e me apaixonei pelo basquete! Joguei também no Círculo Militar do Paraná e com 15 anos fui para o Paulistano sendo campeão paulista por lá, e no ano seguinte assinei com o Minas TC.”

Primeiro jogo fora do país na época de Montakit Fuenlabrada – ESP foi logo contra o Real Madrid // Foto: arquivos do jogador

Joguei no Minas até o final da temporada 2015/2016 do NBB, quando recebi uma proposta do Fuenlabrada da ACB (Liga Espanhola). Joguei três anos na Espanha e Itália e conquistei três títulos na Europa. Na temporada passada vim para o Flamengo e tenho muito orgulho de fazer parte desse projeto campeão. O meu objetivo é ganhar todos os títulos com o Flamengo”

RRN – Acabou rodando por Espanha e Itália ainda muito novo. Como descreve sua passagem por esses países?

Léo D – “Esse tempo no basquete europeu foi muito enriquecedor, aproveitei a oportunidade e aprendi muito. É um jogo mais tático, mas eu me adaptei bem e consegui três títulos na Espanha. Na Itália tive uma passagem no Torino com o treinador Larry Brown, campeão da NCAA e da NBA, além de jogar com grandes jogadores como Delfino, Poeta e McAdoo. Foram temporadas que me deram muita bagagem e muita experiência.”

RRN – Jogadores muito novos acabam sentindo a adaptação. Como você mesmo disse o basquete Europeu tem um sistema de jogo diferente do jogado aqui; times, países, comida foi complicado?
Léo D – “Eu me adaptei muito bem na Espanha, joguei três temporadas lá e conquistei três títulos. Aprendi bem rápido o espanhol, e a comida é muito boa também.”
RRN – Como chegou o convite de jogar no Flamengo?

Léo D – “Eu tinha acabado de ser campeão com o Bilbao na Espanha e no período de negociação meu agente trouxe a oferta do Flamengo.”

Léo Demétrio
Jogando pelo Bilbao – ESP // Foto: arquivos do jogador
RRN – Logo que chegou, a torcida não o conhecia muito bem, mas logo vc se tornou um dos mais queridos por mostrar personalidade e regularidade. Como foi a adaptação na volta ao país, e ao Flamengo? 

Léo D – “Eu fui muito bem recebido pelos meus companheiros e comissão técnica e gradualmente fui encaixando no time. O Rio de Janeiro também é uma cidade com muita belezas naturais e um clima muito bom, tudo isso facilitou a adaptação.”

RRN – Você vinha de braçadas largas como um dos destaques do NBB. A torcida do Flamengo já sabia quem era Léo Demétrio; havia chances reais de títulos no NBB e na Champions, mas tudo precisou parar, como vc recebeu essa notícia, e como foi seu período de quarentena antes da volta as atividades?

Léo D – “Nossa temporada estava sendo muito boa, invictos na Champions e com 21 vitórias em 24 jogos no NBB, mas faltou a cereja do bolo, que são os títulos. Foi necessário. Tivemos a quarentena, mas nos mantivemos ativos e focados para o retorno das atividades e dos jogos.”

RRN – E a resenha entre vocês? Para nós aqui de fora da impressão de muita cumplicidade. 

Léo D – “Eu me identifico com cada um à sua maneira. Temos um clima muito amistoso no nosso dia a dia e conseguimos construir uma união muito grande.”

RRN – Deixe um recado para a nação, e suas expectativas para essa próxima temporada que se iniciou com o titulo carioca.

Léo D – “Jogar no Flamengo é incrível, temos o apoio da Nação rubro-negra no mundo inteiro. Meu recado para a Nação é que a minha expectativa para essa próxima temporada é conquistar todos os títulos com o Flamengo! Vamos juntos, Nação!”

Foto: Marcelo Cortes // Flamengo

Junto com toda equipe Léo fará alguns amistosos em São Paulo como preparação para grande final da Champions League Américas Basquete.Paulistano e Mogi das Cruzes serão os adversários.

Continuem acompanhando o Redação Rubro-Negra que não perderão nada referente ao FlaBasquete.

Nossa equipe já trouxe entrevistas com Matheusinho, Jhonatan Luz, Pedro Nunes e Rafael Rachel. Clicando nos nomes vocês chegam a cada uma delas.

Redação Rubro-Negra, feito de torcedores, para torcedores!