Lázaro: “Não me pressiona valer 80 milhões de euros”

Lázaro: “Não me pressiona valer 80 milhões de euros”

Lázaro : A maior promessa da base

A promessa mais badalada das divisões de base do Flamengo atualmente é o atacante Lázaro de 17 anos. O jovem vem se destacando nos campeonatos que disputou nas categorias inferiores e vem atraindo a atenção do futebol europeu. O Mengão rapidamente se precaveu e extendeu o contrato do garoto. Firmou vínculo até 2025 e multa recorde da história das categorias de base do Flamengo: 80 milhões de euros (365 milhões de reais).

O jovem craque que se recupera de lesão, deu uma entrevista ao jornal espanhol “AS” e falou sobre seus planos para o futuro, sobre Flamengo, Seleção Brasileira, seus ídolos e muito mais:

A Copa do Mundo Sub-17 veio e você foi o jogador mais decisivo. Você achou que seria assim?

Foi muito importante para minha carreira, porque eu não estava na lista inicial, mas fiquei calmo, continuei trabalhando no Flamengo e, quando eles me deram a notícia que eu ia, a esperança era trabalhar para isso. Continuei fazendo o que faço de melhor, me dedicando muito nos treinos e na Copa do Mundo, me consagrei na semifinal e na final. Eu trabalhei duro para isso.

Você marcou contra a França aos 49′ do segundo tempo, depois de estarem perdendo por 2×0, você esperava ser titular na final?

Sim, sim. Nós jogadores temos essa esperança quando trabalhamos muito. Fiz o gol e é claro que queria ser titular, como todos. Quando o treinador falou os 11 titulares da final, eu segui tranquilo com a mente positiva. Sabia que teria a oportunidade de jogar. Quando o professor me chamou pra entrar, eu já estava bastante confiança.

Lázaro
Foto: Reinaldo Reginato /Fotoarena/Folhapress)

O treinador falou com você entre a semifinal e a final para explicar a decisão dele?

Sim, me disse para eu ficar tranquilo e que eu teria oportunidade. No treino da véspera, eu trabalhei finalização que é meu melhor recurso e logo depois tive a oportunidade de marcar o gol do título (risos)

O que passa na cabeça de um jogador em uma situação assim?

É um momento de muita felicidade, não só pra mim mas pra toda minha família e todos os brasileiros, porque o Brasil não ganhava o Mundial a muito tempo, e era na nossa casa. Fazer o gol do título nessas circustâncias, faltando um minuto e meio pra acabar, foi muita felicidade e eu não sabia como comemorar. Quando você chega no hotel, e para pra pensar, vê o video do gol e lembra de tudo isso, é um sentimento muito especial.

Muita gente não sabia você estava lesionado, imaginava-se que você estava bem..

Sim, tampouco eu sabia. Tive uma pequena lesão na Supercopa sub-17 no Maracanã. Foi em Agosto, mas eu não me recuperei. Pensei que tinha sido algo normal e segui trabalhando com normalidade, me tratando, mas um dia, já depois do torneio, o departamento médico se deu conta e pediu uma ressonância. Viram que o meu menisco estava mal. Menos mal que eu não perdi o Mundial, graças a Deus.

O que você conversou com Ronaldo na entrega das medalhas?

Ele me deu parabéns pelo gol e pelo torneio. É um dos maiores atacantes da história, e todos, brasileiros ou não, sabem que ele foi um excelente 9. Eu jogo lá no ataque e me inspiro muito nele.

Lázaro

Nas redes sociais, com a mídia, nas ruas… o que você percebeu que mudou no seu dia a dia?

Sim, sim. É que um Mundial todo mundo está assistindo, em casa, na rua, em qualquer lugar que se vive o futebol. Mas eu sempre fui um garoto tranquilo, com os pés no chão e sempre fazendo o meu melhor

E como você gerencia tudo isso?

Sou tranquilo, e meus pais e o resto das pessoas que me cercam sempre ajudam. Sou agradecido por eles nunca deixarem eu perder a direção.

Quem é seu ídolo?

Cristiano Ronaldo e Neymar, porém mais o Cristiano pela forma que ele trabalha.

Qual seu time na Europa?

Tenho vários, mas como todos os meninos, tenho um carinho especial pelo Real Madrid. Quanto tinha tempo e estava em casa, sempre gostava de ver as partidas deles com seus grandes jogadores. Porém na Europa há muitos outros bons times, então é difícil escolher só um.

Lázaro

Sua multa rescisória, antes mesmo de estrear na equipe profissional do Flamengo, é de 80 milhões de euros. Isso pesa pra você?

Isso não me pressiona, estou tranquilo. É algo que se falou muito, porém eu só quero conseguir os meus objetivos, realizar meus sonhos e os da minha família. A renovação me deixou feliz porque é uma recompensa do meu trabalho.

Ano passado você treinou uma vez com os profissionais, e agora está fazendo a recuperação de sua lesão também com a equipe principal. Como foi a experiência?

Fui uma experiência muito boa, com ótimos jogadores. Eu sempre os vejo pela televisão e estar treinando com eles me traz muita felicidade. Trabalharei cada dia mais pra seguir subindo para o grupo principal.

É seu grande objetivo para 2020?

Sim, com certeza. É subir e fazer história.

Você estava bem próximo da tragédia do incêndio no Ninho do Urubu que vitimou 10 meninos do Flamengo em Fevereiro de 2019…

No dia da tragédia, eu estava em minha casa porque estava de férias. Minha mãe veio até o meu quarto e me disse que as instalações estavam pegando fogo, porém eu não entendi muito bem. Voltei a dormir, mas não consegui, então fui ver o que tinha acontecido e ai então fui ter a dimensão de toda a tragédia. Só um dos meninos eu conhecia  e os outros eu conversava pouco com eles. Sempre os homenageio quando comemoro meus gols.

 

Por : Gabriel Fareli

 

Leia mais : Tim Vickery ataca Gabigol: “Se ele pensa assim, é um idiota

Avatar

Gabriel Fareli

Pai do Enzo. Rubro-Negro. Estudante de Jornalismo (3/8). Apaixonado por Samba/Pagode.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *