O peso de uma Nação!

0
230
Nação Rubro-Negra em ação(Foto:EFE/Marcelo Sayão)

Alô, Nação Rubro-Negra! Todos nós sabemos que a torcida de um clube, seja lá de qual esporte for, sempre chama a atenção de quem a observa nem que seja por segundos. No futebol, o esporte mais apaixonante, esse fato ocorre com certa frequência.

Para quem convive ou apenas joga esporadicamente contra o Flamengo, as opiniões acabam sendo parecidas. Em nosso continente onde o jogo em si é fraco se comparado com o futebol europeu, a emoção sobra. E é nesse ponto que a torcida entra em ação. Em lugar nenhum do velho continente, salvo os clubes da região meridional, que são Portugal, Espanha, Itália, Grécia e Turquia o impacto dos torcedores é tão direto no jogo como observamos aqui na América do Sul. E, sempre que falamos em torcida, a da Nação Rubro-Negra é sempre a primeira a ser lembrada.

Recentemente em entrevista a um jornal, o lateral argentino Nicolás Tagliafico relatou o clima pesado que ele e seus companheiros passaram quando vieram jogar a final da Sul-Americana de 2017 aqui no Maraca. Outro jogador que também relatou ‘arrepios’ ao observar a Nação de perto foi o ponta direita Fernandinho, que jogou pelo clube em 2016. Na época, no ano de 2015, em um Flamengo x Grêmio, ele relatou ter perdido a concentração por alguns instantes ao observar o show que dava a maior torcida do mundo. Esses fatos só reforçam cada vez mais o tamanho e relevância que nossa torcida traz para o esporte. É sempre casa cheia! ‘Onde estiver, estarei!’, assim como fala a música da torcida. O futebol brasileiro sem a torcida do Flamengo seria apenas mais um esporte como qualquer outro. São 40 milhões que nos tornam um só! Prazer, somos a Nação Rubro-Negra!

Giancarllo Júnior

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here