Futebol Profissional

Gerson o coringa do meio campo do Flamengo

1

Um dos principais nomes nesse 2019 do Flamengo, com toda a certeza é o de Gerson. O meia que chegou ao Flamengo e se tornou um dos queridinhos da torcida e um dos “coringas” desse atual Flamengo.

Chegou com tudo

Fez sua estréia contra o Corinthians pelo Brasileirão, na partida que terminou e 1×1, o craque ajudou no meio de campo, mas o time não conseguiu sair vitorioso.

Anotou seu primeiro gol contra o Botafogo, e que golaço de canhota o menino fez e claro, imortalizou a sua famosa comemoração, o “VAPO”!

 

Gerson faz o Vapo no botafogo

Gerson comemorando seu gol contra o Botafogo / Foto: Flamengo

Gerson, o dono do meio campo

Quando começou a atuar com mais frequência a torcida notou o quão importante era a função do jogador, pois, o mesmo, tomava conta de cada jogada que se passasse no meio campo, fosse atacando ou defendendo.

Gerson tomou uma postura de criador de ataques, da mesma forma que virou um destruidor de jogadas adversárias.

Gols: 2
Assistências: 2
Desarmes p/ jogo: 1.6
Divididas ganhas p/ jogo: 7.1

Com esses números fica claro o quão importante o jogador de apenas 22 anos é importante para o rubro-negro.

Uma longa jornada

O jogador já tem chance de entrar pra história do Flamengo, amanhã, na final da Libertadores, um feito que muitos tentaram e Gerson, foi um dos que conseguiu.

Com sua qualidade técnica no meio, sua raça e dedicação ao clube, pode-se dizer que o meia terá muitos anos de glórias com a camisa do clube que torce desde menino.

Quando veio ao Flamengo seu pai, seu empresário na época, disse que era um desejo do jogador em vestir a camisa do clube que ama desde garoto e que seria uma honra.

Contudo, o interesse da Europa já começa a aparecer, o Barcelona da Espanha já se vê interessado no meia, mas queremos, claro, que o jogador permaneça por muitos anos no Flamengo e que o “vapo” seja eterno.

VAPO!

Obrigado por ler minha coluna, caso queira me seguir, meu twitter é @vns1lva e siga também a Redação Rubro-Negra por lá @Red_RubroNegra.

Se quiser ler outras colunas, sejam minhas ou de meus companheiros clique aqui

Vinicius Andrade Silva
Estudante de jornalismo e fanático por futebol em especial o Flamengo.

    O Caminho para Lima – Parte 2

    Previous article

    Everton Ribeiro, o maestro da orquestra – Gladiadores da Nação

    Next article

    1 Comment

    1. […] literalmente, o Flamengo marcou o terceiro gol da partida após erro feio da zaga palmeirense. Gerson roubou a bola e deixou para que Gabigol fizesse o segundo dele. Após metade do jogo, o Palmeiras […]

    Leave a reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    TABELA