Categorias de BaseFutebol Profissional

Desde os anos 1970, Garotos do Ninho: pratas da (rica) casa rubro-negra!

Depois do Flamengo ter se notabilizado como revelador de grandes joias entre anos 70 e 80, o clube da Gávea com os Garotos do Ninho, continua com a sua máxima: “Craque o Flamengo faz em casa”.

O futuro da nação é garantido por revelações de craques que o Flamengo produz na Cidade do Rio de Janeiro, os Garotos do Ninho.

O time de maior torcida do Brasil é detentor, junto com o São Paulo, de 4 (quatro) títulos conquistados em 1990, 2011, 2016 e 2018 da Copa São Paulo de Futebol Júnior que destaca a força dos nossos garotos do Ninho. 

O título de 2016, inclusive, é válido lembrar, foi conquistado por um técnico que também revelamos, Zé Ricardo que treinou os garotos do sub-20 de 2014 a 2016, quando assumiu a equipe profissional de forma interina, em maio daquele ano. Zé Ricardo foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, no ano olímpico.

Revelar, na Língua Portuguesa, significa dentre outras coisas, “deixar ver, mostra-se, fazer conhecer” e o Flamengo é um clube que prioriza o desenvolvimento completo de seus atletas desde a infância, considerando frequência na escola, além de regularidade e disciplina nos treinamentos.

Isto faz com que toda a imensa nação rubro-negra, possa vê-los tornarem-se grandes e valiosos jogadores.

Lázaro: A próxima joia do Ninho

Garotos do Ninho: Lázaro

Foto: André Mourão / FotoFC

Como o garoto Lázaro – e 17 anos, mineiro de Belo Horizonte/MG que tem Cristiano Ronaldo como ídolo – que marcou o gol do título da seleção brasileira sub-17 contra o México, na final do campeonato mundial realizado no Brasil, em 2019.

A evitar que o presente repita o passado, quando o Flamengo vendeu seus principais jogadores, como Djalminha, Paulo Nunes e Marcelinho Carioca a preços fortemente contestados, a atual diretoria vem atuando para manter as pratas na casa.

A renovação do jovem Lázaro foi feita em contrato com duração até 2025 com multa de R$365 mi (trezentos e sessenta e cinco milhões de reais) para os que desejarem tirá-lo do clube da Gávea.

Reinier: O melhor do mundo da sua geração
Garotos do ninho: Reinier
Foto: Alexandre Vidal

O mesmo, porém, não aconteceu com a outra prata chamada Reinier que foi negociado com o Real Madrid por cifras na casa dos 30 milhões de euros, o equivalente a R$138 mi (centro e trinta e oito milhões de reais).

Reinier, revelação rubro-negra, já fazia parte do time profissional e conquistou a Copa do Brasil Sub-17 e o Mundial Sub-16, em 2018, com o Flamengo. Foi eleito o melhor jogador sub-16 do planeta por observadores técnicos de todo o mundo.

Além de ter feito parte do histórico e memorável elenco campeão da Copa Libertadores e do Campeonato Brasileiro do inesquecível ano de 2019. O garoto do Ninho, natural da capital federal, também foi eleito uma das revelações do Campeonato Brasileiro de 2019. 

Os garotos do Ninho têm rendido alegrias dentro e fora de campo ao Flamengo que, desde 2015, é o time brasileiro que mais lucra com a venda de revelações no Brasil. Segundo um levantamento do site Base Palmeiras, o Flamengo faturou cerca de 116 milhões de euros ou, aproximadamente, 665 milhões de reais. 

Mesmo assim, o técnico Jorge Jesus afirmou que o Flamengo, em entrevista ao canal português “CMTV” não sabe valorizar a sua marca, a partir da qualidade e do enorme potencial de suas revelações.

Vinicius Júnior e Paquetá: de Garotos do Ninho à joias da Europa
Garotos do Ninho: Vinicius Júnior
Divulgação: Flamengo

Vinicius Junior (R$164 mi) para o Real Madrid, Lucas Paquetá (R$146 mi) e Léo Duarte (R$43 mi) para o Milan, Jean Lucas (R$34 mi) para o Lyon e Jorge (R$ 29,8 mi) e Felipe Vizeu (R$ 20 mi) para o Udinese são algumas das demais revelações negociadas para o mercado europeu.

Acredita-se, contudo, que com a saúde financeira que o Flamengo vem construindo desde a gestão de Eduardo Bandeira de Mello (2013 – 2018) e Rodolfo Landim (2019 – atualmente), o Ninho do Urubu revele e mantenha as suas joias no Brasil.

Em 2019, os garotos do Ninho, o futuro da nação, fecharam o ano com 27 (vinte e sete) títulos. O Sub-17 e o Sub-20 foram campeões brasileiros, além deste último ter sido bicampeão estadual. Foi o ano mais vitorioso da história do time!

A partir das reformulações realizadas na gestão Patrícia Amorim, o Flamengo começou a destinar cerca de R$4 mi por ano para a formação de atletas. Em 2019, segundo Carlos Noval – gerente de transição e diretor executivo da base – as categorias de base já contavam com R$17 mi anuais.  

Entre cifras, formação escolar, profissional e títulos, é fundamental lembrar dos #Nossos10, vítimas do fatídico incêndio no Ninho do Urubu, em fevereiro de 2019. Que as nossas 10 estrelas iluminem as muitas outras a surgir no chão rubro-negro.

“O Flamengo vai jogar, pra sempre por vocês!”

(Música em homenagem aos “Meninos do Ninho”)

Continuamos a nossa série histórica sobre o Flamengo, saiba mais sobre a Fundação, as cores, os símbolos, os mascotes, os uniformes, os presidentes, e muito mais!

Etiquetas

Leonardo Mattos

Leonardo Mattos é professor de Geografia, especialista em Cidades e Políticas Urbanas e pós-graduando em Educação Básica. Também é graduando em Letras/Língua Portuguesa e rubro-negro apaixonado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar