ColunasFutebol ProfissionalNotícias

Gabigol: um garoto do Ninho perdido em Santos

Gabriel Barbosa Almeida, ou simplesmente Gabigol, nascido em São Bernardo do Campo/SP no dia 30/08/1996. O jogador de apenas 22 anos, iniciou sua carreira nos profissionais do Santos Futebol Clube em 2013. Em 2016 foi vendido a Internazionale da Itália por mais de €27 mi de euros, aonde não teve uma passagem muito boa pelo clube italiano, que o emprestou primeiramente ao Benfica de Portugal. Lá também teve uma passagem muito tímida, no início de 2018 foi emprestado ao Santos/SP onde se sagrou artilheiro do Campeonato Brasileiro com 18 gols. Em 2019, Gabigol é novamente emprestado pela Internazionale dessa vez para o nosso Mengão.

Há uns dois anos o nome de Gabigol vem sendo especulado no Flamengo, porém nunca de fato foi concretizada a sua vinda para o Rubro-negro. Confesso que sempre que conversava na roda de amigos rubro-negros no botequim da esquina, eu não era muito a favor da sua contratação. Sempre foi um jogador midiático e nunca achei que fosse um jogador com cara de Flamengo.

Até que em 2019 ele é contratado para ser o nosso homem-gol, e até o momento vem cumprindo muito bem essa missão e começo a mudar a opinião sobre ele. Mas além dos gols existe algo no Gabriel que começa a despertar em nós flamenguistas, carente de ídolos, um sentimento de idolatria a esse jogador pelo fato de vermos em campo a demonstração de vontade que ele tem em vestir o manto sagrado. A cada jogo, a cada dividida, a cada gol e a cada interação do jogador com a torcida nos leva a crer que com esse seremos felizes.

É bem verdade que para Gabigol se tornar ídolo ainda tem um longo caminho a percorrer, mas ele está seguindo essa cartilha bem direitinho. A identificação dele com o clube impressiona por ser em tão pouco tempo e de forma intensa como a muito tempo a gente não via. A torcida do Flamengo não é fácil de se ganhar, não basta fazer alguns afagos e todos nós nos derretemos, claro que além do afago outras coisas tem que vir acopladas como: Comprometimento, entrega, raça e acreditar até o final, com tudo isso brindando com gols, vitórias e títulos.

De todas as manifestações da torcida referente ao Gabriel uma me impressionou demais, no último dia 26/03 o torcedor Daniel Mascarenhas tatuou em sua panturrilha a imagem do Gabigol em sua comemoração característica, a tatuagem ficou perfeita mas será que ainda não é muito cedo ?

O que eu e mais de quarenta milhões de apaixonados rubro-negros esperamos, é que o Gabigol continue a crescer no Flamengo e que assim ajude o Mengão a conquistar títulos esse ano. Tenho certeza que se ele seguir dessa maneira essa identificação só tende a crescer, tornando-se ídolo da Nação.

Os próximos jogos e decisões dirão se essa identificação continuará a crescer ou se foi apenas uma paixão de verão. Torço muito para que ele se torne um ídolo com uma identificação máxima com o clube e a torcida. Além de ser decisivo na conquista de um título como um Campeonato Brasileiro ou uma Libertadores. Que no final do ano a gente possa só transferir o dinheiro de seu passe para a Internazionale e o Gabriel Barbosa Almeida ou simplesmente Gabigol fique por muito tempo no Ninho do Urubu, lugar que parece habitat natural para ele. Quem sabe?

Lauro Raphael

Saudações rubro-negras!

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar