Seleção do Flamengo anos 80: Nunes Foto: Reprodução Flamengo
Seleção do Flamengo anos 80: Nunes Foto: Reprodução Flamengo

O Flamengo, hoje um dos maiores campeões brasileiro, começou suas conquistas nacionais de maneira tardia. Enquanto alguns rivais como Botafogo, Atlético Mineiro, Santos e Palmeiras já tinham conquistas a nível brasileiro, o rubro-negro ostentava estaduais — que à época era muito mais valioso do que atualmente — embora não fosse o maior campeão Carioca. Fluminense tinha 24 títulos enquanto o Flamengo “apenas” 20.

O rubro-negro carioca já contava com seu maior craque, o Zico, e a maioria dos jogadores que no ano seguinte conquistaria a América e o Mundo. Com elenco recheado de talentos o Flamengo começou a lutar por sua primeira conquista nacional.

O campeonato brasileiro de 1980 foi o primeiro organizado pela CBF, visto que a CBD (confederação brasileira de desportos) havia sido desmantelada e dado lugar à organização que conhecemos atualmente, e tinha um regulamento um tanto quanto confuso. O Brasileirão do ano anterior, 1979, quebrou o recorde de times participantes (94) e os clubes mais tradicionais começaram a pressionar a recém criada CBF. Após a pressão, a entidade resolveu dividir a competição em três divisões, Taça Ouro, Taça Prata e Taça Bronze. A Taça Ouro era a primeira divisão, com 40 times divididos por quatro grupos na primeira fase, além disso tinha mais três fases, sendo uma dessas a fase final, onde restavam apenas quatro clubes.

O rubro-negro ficou em segundo lugar de seu grupo na primeira fase, mas nas seguintes mandou e desmandou. Chegando à fase final com apenas com uma derrota, e esta foi sofrida ainda na primeira fase.

A fase final também pode ser vista como semifinal e o Flamengo enfrentou o Coritiba. Depois de ter vencido os dois jogos, o time Carioca chegou na finalíssima contra o Atlético Mineiro de Reinaldo.

A grande final

O panorama da primeira partida era o seguinte: Jogo em minas, Zico machucado e 90 mil pessoas no Mineirão. A lógica era o Atlético, com o timaço que tinha, ganhar a partida e foi o que aconteceu. 1×0, gol do Reinaldo.

Mas o Flamengo acreditava no título e colocou 154.355 pessoas no Maracanã naquele dia 1 de junho de 1980. O jogo começou animado e logo aos 7 minutos Zico, que havia se recuperado da lesão, lançou Nunes em um passe genial. O atacante finalizou muito bem e abriu o placar. Porém logo no minuto seguinte Reinaldo tratou de igualar o jogo. Após um bate e rebate a bola cai nos pés do camisa dez da Gávea e ele marca para colocar o Flamengo na frente mais uma vez. Isso tudo no primeiro tempo. O Atlético precisava do gol e o achou aos 21 minutos do segundo tempo. Reinaldo novamente. Com esse placar os mineiros iriam conquistar a taça em pleno Maracanã. Mas Nunes não poderia deixar isso acontecer. Em uma jogada genial, um drible desconcertante, o atacante rubro-negro marca um gol antológico e traz o título pra Gávea.

Embora o Flamengo tenha vencido um confronto e o Atlético outro, os cariocas ficaram com o título do Brasileiro de 1980 por não ter perdido na semifinal (duas vitórias contra o Coxa).

Flamengo 3 x 2 Atlético Mineiro
Maracanã, Rio de Janeiro
Público: 154.355
Árbitro: José de Assis Aragão (SP)

Flamengo: Raul; Toninho, Manguito, Marinho e Júnior; Andrade, Paulo César Carpegiani (Adílio) e Zico; Tita, Nunes e Júlio César. Técnico: Cláudio Coutinho.
Gols: Nunes 7′, 82′ e Zico 44′.

Atlético/MG: João Leite; Orlando (Silvestre), Osmar Guarnelli, Luizinho (Geraldo) e Jorge Valença; Chicão, Toninho Cerezo e Palhinha; Pedrinho Gaúcho, Reinaldo e Éder Aleixo. Técnico: Procópio Cardoso.
Gols: Reinaldo 8′, 66′.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui