Flamengo x Franca: Agora a batalha é na nossa casa.

Flamengo x Franca: Agora a batalha é na nossa casa.

Flamengo x Franca travam uma verdadeira batalha nas finais do Novo Basquete Brasil. Na verdade, quem pensou que seria fácil?

Uma batalha esperada a tempos, certamente um confronto aguardado desde os primórdios do NBB. Quis os deuses do basquete, que fosse acontecer somente agora. Na décima primeira edição do NBB.

Aliás como vocês sabem, essa é a sétima decisão que o mengão disputa. Conquanto na nossa sala de troféus já existem cinco.

Já Franca apesar de ter uma história tão grande quanto a nossa, na era NBB a equipe possui apenas um vice campeonato.

Entretanto em fases decisivas, esta é apenas a terceira vez que as equipes se encontram. Anteriormente, o embate aconteceu nas semifinais, com uma vitória para cada lado.

No NBB 2 com vitória do nosso FlaBasquete, e no NBB 3 com vitória da cidade também conhecida como “terra do sapato”. O curioso foi que nas duas ocasiões, o campeão do NBB, foi a equipe de Brasília.

A força histórica das duas equipes

Quando comento acima que no basquete Franca possui uma história tão grande quanto a nossa, é porque alguns torcedores exaltados da cidade de Franca, falam como se o basquete houvesse começado no Brasil apenas após o surgimento da equipe francana.

O primeiro time vindo de lá, foi fundado em 1959, ou seja 60 anos de história, é inegavelmente uma história espetacular, de muitos títulos nacionais e também internacionais.

Contando só os títulos conquistados como “Campeonato Brasileiro”, independente da nomenclatura, a equipe possui 11 conquistas.

Em sua história ainda possui títulos Pan-americanos, sul-americanos, dois vice mundiais entre outras grandes glórias.

Mas, antes disso nosso Flabasquete já fazia história. Uma história centenária na verdade, de emoções gigantescas. Base de seleções Brasileiras, primeiros títulos fora do país, títulos nacionais, titulo Mundial (entretanto o apse do nosso esporte), e ainda uma história peculiar de um presidente do clube em atividade, falecendo logo após uma partida dramática do clube.

Aliás não sabem quais são os títulos? Em que ano? Times históricos? A trágica história do nosso presidente Gilberto Cardoso? Clique aqui, e saibam decerto mais da história dessa modalidade que tem trago tanto respeito ao nosso clube.

Playoffs em andamento Uma batalha após a outra

Flamengo x Franca começaram a disputar essa série no dia 19/05/2019. Os playoffs foram criados justamente para equilibrar uma disputa. Um campeonato com tantos jogos, tantos embates, não pode correr o risco de ser decidido justamente  em um dia em que uma equipe esteja mal. Entretanto apesar do NBB já ter sido decidido algumas vezes com final única, com o mengão inclusive vencendo 2. Uma no NBB 6 em cima da equipe de Uberlândia, e outra no NBB 7 contra o Paulistano.

A decisão em playoffs, em uma série de jogos, serve justamente para equilibrar as forças, e tornar mais justo possível o resultado, afinal uma equipe que vence uma série em melhor de cinco, foi porque mereceu de fato ficar com o troféu, e não apenas por ter pego o adversário em um dia ruim.

Flamengo x Franca Jogo 1:  Maracanãzinho

Foto Marcelo Cortes / Flamengo

De volta ao templo sagrado do esporte brasileiro, Flamengo x Franca começaram a grande batalha desse NBB; No palco de tantas glórias não só para o basquete, mas para vários esportes. O Flamengo já havia conquistado ali diversos títulos estaduais, em batalhas épicas contra os outros três times que se dizem rivais aqui no Rio, e também um dos títulos mais importantes da história do clube. A Liga Das Américas, conquistada em 2014, sobre o Esporte Clube Pinheiros.

Nesse primeiro jogo, o Mengão se impôs, mostrando sua força defensiva, e atacando de forma cirúrgica o garrafão adversário. Com apoio de mais de 8 mil vozes que fizeram do Maracanãzinho, um caldeirão Rubro-Negro; Olivinha e Varejão se destacaram, e comandaram a vitória do FlaBasquete por 82 x 68.

Flamengo x Franca Jogo2: Pedrocão

Foto divulgação site LNB

Em outro palco histórico, porem apenas para o basquete, Franca jogava diante de sua fanática torcida, e ali buscava a recuperação na série. Depois de um primeiro jogo onde foram completamente anulados, a equipe mostrou estar equilibrada e com um primeiro tempo praticamente perfeito, decidiu o jogo. 88 x 79 sendo que só no primeiro tempo, eles marcaram 51 pontos, contra 36 do Flamengo. Chegamos a vencer nos dois últimos quartos, porem a gordura acumulada de Franca nos dois primeiros, nos fizeram sair derrotados.

Flamengo x Franca Jogo 3: Um quarto para cada time, e um segundo tempo equilibrado

Na série, sem duvidas alguma, este foi o jogo mais equilibrado. Mesmo completamente atípico a partida terminou com um equilíbrio esperado entre as duas equipes, decidido apenas no final do 4°/4°, e com uma sensação que o FlaBasquete pode fazer muito mais do que apresentou nesses dois jogos.

O Primeiro quarto, foi provavelmente o melhor quarto feito pelo time nesse NBB. Tudo que jogava para cima, caia dentro da cesta do adversário. A defesa cumprindo bem o seu papel; e um final de quarto histórico 32 x 15 com direito a 2 cestas espíritas de Derick Ramos e David Rossetto, contestados e praticamente do meio da quadra.

O que se viu a partir daí foi uma recuperação fenomenal de Franca em um quarto completamente apagado, aéreo e inadmissível do Flamengo. O time se limitou a fazer 10 pontos e permitiu o adversário fazer 24. No quarto seguinte mais uma atuação pífia com apenas 12 pontos contra 18 de Franca. A partida terminaria em 77 x 71 com uma derrota que vai ecoar, e precisa ecoar por algum tempo; justamente para os jogadores acordarem e não permitirem algo parecido com o que aconteceu neste jogo.

Agora a batalha é na nossa casa!
Foto divulgação site LNB

Como já dito a cima, uma série de playoffs da oportunidades para uma equipe se recuperar e escrever uma nova história. E dessa forma ajudaremos o nosso FlaBasquete buscar a reabilitação.

O quarto jogo entre Flamengo x Franca será no próximo sábado (01/06/2019), as 14:30.

É hora de lotar o Maracanãzinho. Com a finalidade de mostrar para esse time, que não desistiremos até o ultimo segundo, e impulsiona-los para a busca do empate.

Sabemos bem que Marquinhos pode jogar muito mais do que tem jogado;  Balbi ainda tem mágicas para tirar da cartola;  Derick, pode ser mais preciso e menos disperso;  Olivinha com seu jeito contagiante, pode e deve contaminar seus companheiros; Varejão mais decisivo; David mais abusado e astuto, como sempre foi em seus outros times; Jhonatan e Nesbitt menos afobados e mais participativos defensivamente, que são suas características, e Kevin Crescenzi melhor aproveitado.

Seja na terra, seja no mar. Seja onde for. A história nos mostra o quanto esses caras se superaram para nos dar orgulho, e agora é hora da torcida levar o time a mais uma vitória. #Partiu jogo 4. E vamos escrever juntos um novo capitulo.

 

@RmuloCunha

Romulo Ferreira

Romulo Ferreira

Carioca de pai e mãe capixabas, cara família, temente a Deus. Eletricista Industrial de profissão. Flamengo por vocação! Amante de basquete, fissurado em vôlei. Admiração absurda pelo Maestro Junior, pelo campeão de tudo com o FlaBasquete Marquinhos, e pela espetacular Virna. Defensor dos esportes olímpicos, e agora, colunista do Redação Rubro Negra. "Feito de torcedores, para torcedores" 🔴⚫

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *