Flamengo x Franca: A Batalha Final

0
352
Kevin Crescenzi foi um dos destaques do jogo 4
Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Flamengo x Franca fazem a final dos sonhos para o amante do basquetebol  no país.

Duas equipes que conseguem carregar um fanatismo absurdo, e também bastante desafetos por onde passam.

Duas belíssimas histórias. Contudo dois belíssimos legados!

Franca é uma cidade completamente apaixonada pelo esporte. Decerto respiram dia e noite essa modalidade. Nas ruas, praças vielas ou onde quer que se ande por Franca, o assunto é basquete.

Diferente da maioria dos outros cantos do país, onde existe uma trave para se jogar futebol a cada área de lazer, na cidade que também é conhecida como “terra do calçado” encontramos uma tabela de basquete a cada metro quadrado.

Algo como manjar dos deuses para o amante da bola laranja.

Enquanto isso, nosso clube carrega uma nação por onde quer que passe. São milhões de apaixonados distribuídos por todos os cantos “inclusive em Franca”.

Um clube com tantas nuances, que entre seus  milhões de apaixonados, se encontra torcedores apenas do basquete do clube.

Aliás tudo isso faz das duas equipes os maiores expoentes da modalidade no país. Em contrapartida isso trás os grandes desafetos.

Flamengo x Franca sem duvidas são os times mais odiados do país. Os títulos de ambos falam por si só, e provavelmente por conta de tudo isso, fazem a final mais esperada na história do Novo Basquete Brasil.

Flamengo x Franca: As Batalhas e contratempos

Playoff é algo diferente. Cada partida é uma história contada. Em uma batalha em playoffs dificilmente números se repetem. Por isso se fazem tão necessário.

Na primeira partida jogando no Maracanãzinho o Flamengo saiu vitorioso ganhando por 82 x 68.

Olivinha foi o grande destaque do jogo marcando seus 23 pontos. Ainda assim colaborou com 8 rebotes, e uma garra conhecida por todos os basqueteiros.

Neste jogo, do quinteto inicial do Flamengo, só Franco Balbi não chegou ao digito duplo, entretanto mesmo assim beirou a contagem chegando em 9.

Pelo lado de Franca, Lucas Dias e Alexey fizeram cada 15 pontos.

O jogo voltava ao maior palco do esporte olímpico no país. O Maracanãzinho viveu uma tarde de gala. Um palco que já havia visto titulo mundial e até mesmo olímpico, recebeu o primeiro jogo da maior final de todos os tempos, e com uma defesa muito sólida o Flamengo abriu o placar na série.

Primeira Batalha fora

No jogo 2, a partida foi realizada na cidade do basquete. Um Pedrocão lotado de torcedores que esgotaram os mais de 5 mil ingressos em menos de uma hora. Aliás uma pressão já conhecida por todos que lá jogam, e um Flamengo que parecia perdido, surpreendentemente diferente da primeira partida.

Jogadores de Franca com uma liberdade absurda. A maior marca do Flamengo (a defesa), simplesmente inexistiu. O time foi um verdadeiro bando. Todavia por causa da tática armada pela equipe de Franca, que colocou o Flabasquete na roda, e em momento algum sofreu sustos.

Como rsultado a equipe de Franca alcançou 33 pontos oriundos de bolas de fora do perímetro. David Jackson foi monstruoso marcando 21 pontos. Lucas Dias veio logo atrás com seus 19. Dessa forma do quinteto inicial só Elinho não marcou digito duplo.

Pelo lado do Flamengo mais uma vez Olivinha foi o destaque com 19 pontos. Franco Balbi contribuiu com 18. Porem nem mesmo a grande partida de ambos, fez o Flamengo assustar Franca.

Flamengo x Franca: O inusitado jogo 3

O jogo 3 da série foi o mais inusitado de todos já disputados entre as equipes nessa temporada. Um começo de jogo absolutamente arrasador do Mengão, deu a esperança de que o FlaBasquete traria a oportunidade de ser campeão no Rio de Janeiro. Um primeiro quarto arrasador que chegou a estar 17 pontos de diferença para o Flamengo, e dessa forma começaria o segundo quarto. 32 x 15, e um placar “confortável” para administrar no resto da partida.

Ledo engano. Inesperadamente Franca começou uma reação espetacular a partir desse quarto. O que foi visto dali em diante, foi mais um massacre. A partida terminou com um placar até apertado 77 x 71. Mas moralmente Franca saia daquela partida como um time capaz de superar obstáculos absurdos, e com a certeza de muitos, que conquistaria a taça dentro do Maracanãzinho.

Alguns “especialistas” tinham certeza que nosso time não conseguiria se reerguer depois do grande baque ocorrido no jogo 4. Lucas Dias mais uma vez foi o destaque de Franca com 18 pontos. Pelo FlaBasquete, Marquinhos terminaria com 16 pontos. Balbi e Varejão terminaram com 13 cada um.

Ao final da partida, era visível o desanimo na face dos jogadores, não pela derrota, mas da forma que a mesma aconteceu.

Flamengo x Franca: Jogo 4 e a redenção de uma defesa sólida.

Se nessa série existiu uma tática perfeita, poderia atribuir para tática do jogo 4. Franca entrou no jogo com o Matchpoint ao seu favor. Já o Flamengo entrou com a corda no pescoço. Completamente encurralado, sabendo que uma derrota daria o primeiro titulo de NBB ao time adversário, e ainda faria do Maraca, salão de festas para os visitantes.

Em uma partida onde a defesa se sobressaiu, o time que dominou esse quesito na temporada inteira fez a lição de casa de forma perfeita.

O técnico Gustavo de Conti começou a partida com o ala/armador Kevin Crescenzi, com a finalidade de anular David Jackson. E dessa forma o jogo se formou. Enquanto Kevin esteve em quadra, Jackson teve uma dificuldade absurda de fazer Franca rodar, enquanto isso no outro lado da corda, estava Marquinhos absolutamente iluminado, e Anderson Varejão que mesclava defesa consistente, com ataque produtivo.

Esta foi a única partida da série que um time ganhou todos os quartos.

Marquinhos terminou com acachapantes 25 pontos. Varejão esteve ali com 19 pontos, e 9 rebotes em um jogo onde os demais não pontuaram tanto, mas foram essenciais no propósito de jogo armado por Gustavinho.

Pelo lado de Franca Devid Jackson marcou 14 pontos. Lucas Dias destaque em todas as outras partidas terminou apenas com 5 pontos.

A Batalha Final

Um confronto tão esperado, não poderia terminar antes da 5° partida. Melhor defesa x Melhor ataque. Uma temporada inteira que terá seu fim nesse sábado.

Nossos jogadores se estiverem equilibrados, levam vantagem pela experiência em momentos como esses.

Marquinhos e Olivinha buscam o quinto títulos de NBB deles, com a camisa do Flamengo. Ambos já conquistaram o campeonato de todas as formas possíveis, e  podem usar essa bagagem em um jogo to complicado.

Varejão busca seu primeiro NBB, aliás carrega no currículo títulos de NBA, Europeu, Espanhol entre vários outros. Derick Ramos, Nesbitt e Jonatas Luz tentam o Bi. E nosso técnico é experiente em jogos decisivos em Franca.

Expectativa para a Batalha Final
Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Agora é contar as horas. Esperar pelo grande momento. Aqueles que não curtem nenhum dos dois times, torcer para um jogo bem sofrido, e nós que o Flamengo esteja em um dia iluminado e conquiste pela segunda vez na temporada um titulo dentro da casa dos caras.

O esporte é fantástico, e nosso mengão mais uma vez estará diante de um momento decisivo! Bora buscar nosso 6° NBB?!

Flamengo e Franca duelam neste sábado (08/06/2019) as 14:30 direto do ginásio Pedrocão na cidade de Franca. Aliás a partida terá transmissão dos canais ESPN, FOX Sport, Bandeirantes e também pela pagina do NBB no Facebook! O Twitter e Instagran do Redação Rubro-Negra estarão em tempo real passando informações da grande decisão.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here