E-Sports

Flamengo: Nascimento e trajetória no eSports

Quando o assunto é futebol, o Flamengo, dono de inúmeros títulos, sempre foi temido por diversos clubes, não só no campeonato carioca. Com a maior torcida de apaixonados do Brasil, ele promete e cumpre nos gramados. Assim, também acontece com outras modalidades esportivas como basquete e handebol. O Flamengo está presente nos esportes com o peso enorme da camisa rubro-negra. Com tanta paixão no coração do flamenguista, por que não espalhar essa paixão pelo nicho dos games?

Em 2017, foi criado o Flamengo eSports. Com tantos jogos diferentes, o escolhido para o rubro-negro representar foi League of Legends, o game mais popular do planeta com em média 8 milhões de players. A aposta certeira rendeu um título do Campeonato Brasileiro de League of Legends de 2019 para a equipe, mas você sabe como foi que eles chegaram até aqui?

Compra de jogadores e Flamengo no Circuitão

Com muita pesquisa, o Flamengo investiu no maior jogador brasileiro de lol atual, Felipe “brTT” Gonçalves, como atirador, e outros nomes de peso como “Jisu” no topo, “SirT” na selva, “Evrot” no meio e”esA” de suporte. Juntamente com o técnico MiT, SirT e brTT vieram da famosa paiN Gaming. Essa equipe entrou no Circuito Desafiante de 2018 com a missão de levar o nome do Flamengo aos céus. Com algumas boas atuações e também tropeços de um time que ainda estava se firmando, o rubro-negro acabou em segundo lugar da competição. E então, na série de promoção do mesmo ano, finalmente os flamenguistas gamers puderam gritar: “ELITE!”

Novas contratações do rubro-negro e estreia no CbLoL

No principal campeonato da liga, o Flamengo eSports assegurou reforços que fizeram a diferença no desempenho da equipe durante o ano de 2018. Goku, Shrimp e o técnico Von abraçaram a causa e começaram a caminhada para tornar o rubro-negro conhecido mundialmente no ambiente de e-sports. O segundo Split do Campeonato Brasileiro de League of Legends deixou a desejar, visto que a equipe flamenguista chegou a final, mas perdeu para a KaBuM, muito por nervosismo, e também por escolha errada de campeões. Com o vice-campeonato, o Flamengo voltou sedento para o primeiro Split de 2019.

CBLoL 2019 - Segunda Etapa - Final

brTT reverenciando a torcida após conquista do título pelo Flamengo. Créditos: Riot Games Brasil.

2019: o melhor ano do Flamengo eSports

Novo ano, time novo, certo? Certo. Flamengo não esperou e convocou o suporte Luci e o topo Robo para agregarem à equipe rubro-negra. A campanha para 2019 começou cheia de expectativas, já que no primeiro campeonato oficial, o Flamengo chegou à final. No primeiro Split, apesar da liderança suprema,uma surpresa: derrota para a INTZ na final. Mais um grito de campeão entalado na garganta dos flamenguistas.

Após esse duro golpe, o Flamengo retornou focado para o segundo Split e manteve o alto nível. O resultado, até que enfim, foi favorável: vitória dos rubro-negros sobre a mesma INTZ do primeiro semestre, e se consagrou campeão do Campeonato Brasileiro de League of Legends, garantindo assim a tão sonhada e respeitada vaga no Mundial.

Representante brasileiro no Mundial 

Disputar o mundial de League of Legends é o sonho de qualquer equipe. Ansioso, o Flamengo sobressaiu aos olhos de diversos países e teve a chance de mostrar a capacidade e técnica do Brasil para o mundo. O difícil é bater equipes que, há muitos anos, participam desse campeonato. Por ser o representando brasileiro, o Flamengo uniu todas as torcidas em busca de uma boa campanha.

O grupo da fase de entrada dos flamenguistas estava pesado, mas, animando todos os torcedores de League of Legends, a equipe rubro-negra conseguiu uma vitória sobre os turcos, após ser derrotado pelos coreanos. No segundo dia, o time não conseguiu repetir o bom desempenho e acabou perdendo duas vezes. Assim, acabou o sonho não só dos flamenguistas, mas como de todo fã brasileiro de e-sports.

2020 até agora

O ano tem sido bom para o Flamengo eSports até o atual momento. Com a saída de brTT, Shrimp e Robo da equipe, novos e grandes nomes chegaram para levar adiante a história flamenguista. Absolut como atirador, WooFe  como topo e Ranger como caçador. Esse time assumiu a liderança do CbLoL e nela ficou por longas semanas, até ser ameaçado pela Vivo Keyd que, também, vive um momento legal. Ao que tudo indica, o rubro-negro levará essa campanha até o final do primeiro Split, com grandes chances de chegar até a final.

Para mais notícias sobre o Flamengo eSports, clique aqui.

Etiquetas

Taíne Correa

Jornalista, paulista e, para acabar com a rima, jogadora de League of Legends.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar