Flamengo não pretende ceder em queda de braço com Arrascaeta, informa Mauro Cézar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Ao quue tudo indica, o meia uruguaio Giorgian De Arrascaeta não terá vida fácil para conseguir sua tão almejada valorização contratual junto ao Flamengo. De acordo com o jornalista Mauro Cezar Pereira, em seu blog no site “UOL”, a diretoria rubro-negra não pretende atender às exigência do jogador e de seu empresário, Daniel Fonseca. Eles desejam que o clube adquira mais 12,5% dos direitos econômicos do camisa 14, que hoje pertencem ao Defensor Sporting, do Uruguai.

Pelo que foi firmado em contrato, o Rubro-Negro seria obrigado a comprar esse percentual caso Arrascaeta atingisse a marca de 4 mil minutos em campo com a camisa rubro-negra. Como isso não aconteceu, o clube se vê livre desta responsabilidade, mas o empresário do uruguaio alega que Bruno Spindel se comprometeu a realizar a transação. O dirigente nega com veemência.

A intenção de Arrascaeta e seu empresário é que, com a assinatura de um novo contrato, o badalado craque, que tem vínculo até o fim de 2023, tenha uma valorização salarial. No ano passado, o clube já proporcionou esse benefício a estrelas como Gabigol, Éverton Ribeiro e Bruno Henrique. O meia uruguaio e Gerson acabaram ficando no fim da fila e ainda não tiveram acesso a este benefício.

O imbróglio veio a público na última quinta-feira, mesmo dia do clássico contra o Vasco. Oficialmente, o Rubro-Negro alega que o jogador teve uma lesão constatada no tornozelo e, por esse motivo, precisou ficar de fora da partida.


Leiam também: Michael pode estar muito próximo de deixar o Flamengo; entenda a situação

Está Gostando do Conteúdo ? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leitura Recomendada