A situação do Flamengo eSports nesta etapa do Campeonato Brasileiro de League of Legens não está nada boa. Sem o caçador Ranger, que foi punido com uma suspensão, o rubro-negro correu atrás de tapar esse buraco para enfrentar a Furia, que também busca seu espaço entre os quatro primeiros lugares. O desempenho dos jogadores foi extremamente diferente dos outros jogos e, com isso, o sonho do Flamengo de participar da sua sexta final de CbLoL se torna mais distante. Segue a escalação de hoje: Bankai de Camille, Luskka de Volibear, Goku de LeBlanc, Bvoy de Aphelios e Luci de Nautilus.

O first blood veio para a equipe da Furia em uma falta de acompanhamento dos jogadores da rota inferior do Flamengo na iniciação do caçador rubro-negro, que voltou mais cedo para a base. A Furia levou todos os jogadores para a rota inferior e a luta entre os times resultou em 3 mortes para cada um.

O primeiro dragão do jogo, do oceano, foi tranquilamente feito pela Furia, assim como o primeiro arauto. Enquanto o atirador rubro-negro tomou todo o combo da Furia embaixo da torre, o Flamengo respondeu com outra kill para o top laner. Com a pressão de mapa, o time carioca garantiu o dragão das nuvens e a Furia trocou o recurso para conseguir o arauto.

O Flamengo tentou iniciar em cima do mid laner da Furia, mas tomou uma reviravolta, pois o time todo inimigo acompanhou a jogada e, com isso, os rubro-negros perderam três jogadores e levaram apenas um. O arauto foi solto na rota do meio e a equipe carioca abdicou de sua torre para levar o terceiro dragão, da montanha.

A confusão se instalou na partida, já que o Flamengo não conseguiu segurar a Furia em nenhuma teamfight até então e, com isso, perderam o barão para inimigo. O mapa todo virou a favor da equipe da Furia com o buff do objetivo e o próximo dragão da montanha vestiu o manto do adversário. O mid laner flamenguista se posicionou mal e foi pego, duas vezes, sozinho, entregando torre e inibidor.

No covil do barão, a teamfight foi melhor para o Flamengo eSports que levou 3 e perdeu só um. Com isso, dizimaram o barão e deixaram a Furia perdida para recuperar seu lugar no jogo. Sobrou, para os adversário, outro dragão de montanha.

A partida se decidiu em um erro do time do Flamengo, na qual forçaram uma luta com um jogador a menos, perderam quase todos do time e deixaram a base livre para a Furia. GGWP Furia!