Flamengo eSports segue firme e dizima Santos no CbLoL 2020

Flamengo eSports segue firme e dizima Santos no CbLoL 2020

O Flamengo eSports continua com a série de vitórias desde que os coreanos Luci e Bvoy chegaram ao time. Contra o Santos, a equipe rubro-negra conquistou o mapa e uma grande vantagem já no começo do jogo, que não foi suprida pelo time adversário. Segue a escalação de hoje: Bankai de Renekton, Ranger de Lee Sin, Goku de Twisted Fate, Bvoy de Ezreal e Luci de Nautilus.

O jogo começou com 4 abates para o Flamengo eSports na rota superior em um gank do caçador flamenguista. A resposta do Santos só veio com uma kill para o caçador santista. Apesar do placar ser todo do Flamengo, o primeiro dragão do jogo, das nuvens, ficou para a equipe do Santos. Em contrapartida, o arauto vestiu o manto rubro-negro.

Na luta pelo dragão infernal, o Flamengo conseguiu 3 abates, o Santos apenas dois e o objetivo ficou para o time carioca. O Santos, no desespero, lutou embaixo da torre do topo do Flamengo e deixou 3 mortes para o top laner. Com o mapa todo dominado, o rubro-negro dizimou o segundo arauto do jogo. O arauto foi solto na torre do meio e levou duas torres santistas.

O terceiro dragão do jogo, da montanha, foi facilmente pego pela equipe flamenguista e o espaço do mapa foi todo aberto para o time carioca. O Flamengo controlou a visão e a movimentação do mapa, forçando o Santos a acompanhar e se perder em todas as teamfights. Todas as torres fora da base foram destruídas e o Flamengo partiu para o barão. O Santos iniciou uma luta no covil e o Flamengo finalizou a batalha com um ace, porém o objetivo continuou intacto.

Mesmo com uma luta de menor poder, o Santos continuou abrindo teamfights para evitar o barão rubro-negro, mas garantiu mais um dragão da montanha para o Flamengo. O final do jogo, depois de muitas lutas e a um passo da alma da montanha, o Flamengo foi com força total para garantir esse objetivo e, de quebra, levou quase todo time adversário. Com a base aberta, GGWP Flamengo eSports!

Taíne Correa

Taíne Correa

Jornalista, paulista e, para acabar com a rima, jogadora de League of Legends.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *