Futebol Profissional Basquete basquetebol Esportes Olímpicos Rômulo Cunha

Flamengo e Franca. A final dos sonhos.

–
Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Flamengo e Franca iniciam logo mais a 11° (décima primeira), final do Novo basquete Brasil. Aliás dois dos nomes mais fortes da história do nosso basquete, duelarão de forma categórica para levantar, o tão cobiçado titulo de campeão brasileiro.

O Flamengo busca sua sexta taça na competição, e como bem sabemos, é o maior campeão da história do campeonato.

Entretanto, estão em nossas mãos, 6 títulos nacionais. Um pelo antigo campeonato brasileiro, no ultimo ano de  sua existência, e cinco já com a nova nomenclatura .

Todavia o Franca  vai em busca do 12° (décimo segundo), titulo brasileiro, sendo que jamais a equipe conquistou o NBB.

O ultimo titulo, da equipe de Franca em nacionais foi ha quase 20 anos, em 1999. E a partir de hoje em uma melhor de cinco jogos, a equipe tentará quebrar esse tabu, e pela primeira vez, se consagrar, como campeão do Novo Basquete Brasil.

Campanha de Franca

A equipe de Franca foi praticamente perfeita na atual temporada.

Na fase de classificação, em 26 jogos, a equipe perdeu apenas 3 partidas. Uma para a equipe do Botafogo, outra para o Pinheiros, e a terceira, justamente para o Flamengo.

Franca chega a essa final como melhor ataque da competição, com incrível média de 87,7 pontos por jogo.

A equipe do interior paulista, antes de chegar na saga da grande final, ainda varreu nas quartas de final, o grande rival Bauru. E também com varrida, passou por Mogi das Cruzes, coroando assim, uma temporada espetacular.

Franca e Flamengo já haviam se enfrentado em outras 2 ocasiões , em playoffs na história do NBB.

Em 2009/2010 o Flamengo defendia o título , e passou pela equipe francana por 3 x 1. Já no ano seguinte Franca deu o troco e passou com 3 x 0 ambos nas semifinais. Nessas duas ocasiões  o grande campeão foi  o Brasilia.

Certamente os números das duas equipes são surpreendentes. Aliás as duas foram formadas no inicio da temporada justamente para chegar nessa fase do ano e estarem na grande decisão. Contudo no trajeto enfrentaram grandes desafios. Conquanto Franca conquistou o campeonato paulista, e triunfou na copa sul americana. Já o Mengão levantou mais uma taça do carioca, e a copa super 8, justamente em cima da equipe de Franca, na casa do adversário.

NBB Histórico

 

–
Divulgação FIBA América

Em um campeonato onde aconteceu tantos embates incríveis, nada como ter em seu final, 2 equipes de tanta grandeza como Flamengo e Franca. Afinal dois times em que a história de cada um, fala por si só.

Primeiramente pudemos acompanhar o retorno da cidade de Brasília, e toda sua torcida apaixonada de volta ao ginásio.

Um Flamengo e Corinthians nas quartas de final de tirar o fôlego. De fato dois gigantes do nosso esporte, pela primeira vez em uma fase de mata-mata.

A despedida do grande Guilherme Giovannoni das quadras.

Um surpreendente Botafogo treinado pelo talentosíssimo Léo Figueiró.

O grande e atual  campeão Paulistano que havia eliminado Franca na Liga Das Américas, caindo diante do Basquete cearense.

Um Flamengo e Botafogo de tirar o fôlego nas semifinais, decidido apenas  no quarto período do quarto jogo e ainda na casa do adversário;  E enfim, a grande final dos sonhos. Os 2 maiores investimentos da temporada. Os 2 melhores elencos. As 2 maiores rotações.

Flamengo e Franca

–
Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Flamengo e Franca fizeram por onde, para chegar nessa grande final. Cresceram na competição no momento certo; os principais jogadores das 2 equipes, estão comendo a bola; Balbi e Helinho  estão em seus melhores momentos, armando o jogo de uma forma ousada, porem completamente diferentes um do outro. Helinho com um volume mais frenético, atacando a bola. Balbi muito mais cadenciado, fazendo a equipe inteira, pensar mais antes de ir contra o aro.

David Jackson, fazendo sua melhor temporada, contra um Marquinhos, onde o tempo parece ser seu aliado. O Ala Rubro-Negro parece estar morto dentro de quadra, e quando a gente percebe, o cara já tomou para si o jogo.

Um Hettseimeir correto, preciso, astuto e muito bom jogador. Em contra partida um Varejão que cresceu muito nessa temporada, ainda mais com a chegada do Balbi, que fez todos do grupo jogar.

Dois técnicos diferentes e eficientes, e uma final que tem tudo para entrar para história.

Agora é aguardar só mais algumas horas, e começar a se divertir, com essa série que promete. Primeiro jogo no templo do esporte brasileiro (Maracanãzinho). Série que merece ser muito disputada. E nós torcedores fazendo nossa parte. Lotando o ginásio, e não deixando de apoiar, nem mesmo depois que o jogo acaba.. E que ao final desse grande playoff, o motivo do sorriso Rubro-negro seja o título.

 

@RmuloCunha

About the author

Romulo Ferreira

Carioca de pai e mãe capixabas, cara família, temente a Deus. Eletricista Industrial de profissão. Flamengo por vocação! Amante de basquete, fissurado em vôlei. Admiração absurda pelo Maestro Junior, pelo campeão de tudo com o FlaBasquete Marquinhos, e pela espetacular Virna.
Defensor dos esportes olímpicos, e agora, colunista do Redação Rubro Negra.
"Feito de torcedores, para torcedores" 🔴⚫

Add Comment

Click here to post a comment