Alexandre Vidal / Flamengo

Excesso de bolas aéreas e desespero do Abel Braga em substituições, chamaram atenção na noite do último sábado(18).

 

Começaram os jogos onde o Flamengo de Abel Braga pode sentir falta dos pontos perdidos no fim do campeonato. Com um jogador a mais desde o inicio do segundo tempo, o time desorganizado de Abel  não conseguiu se quer o empate, e saiu do Horto derrotado pelo Atlético Mineiro.

O jogo começou bom , bem disputado como manda o figurino em um clássico brasileiro com histórico de rivalidade. Mesmo com superioridade em campo, o Flamengo saiu atrás do placar, após bobeada na saída de jogo, a bola sobrou livre para Cazares dentro da área, o atleticano, foi frio, driblou bem e só empurrou para o fundo das redes.

A reação do Flamengo foi rápida, deixando a torcida otimista, em uma bela jogada, Bruno Henrique driblou o lateral Guga e mandou um balaço no canto esquerdo do goleiro Victor.

Confira: Ronaldo merece uma chance na equipe titular?

No fim do primeiro tempo, após revisão do VAR, Elias foi expulso por entrada forte no lateral Renê. O Flamengo foi para o vestiário com o empate e um jogador a mais em campo, clima ótimo para a virada do Flamengo e a conquista de mais três pontos no campeonato.

Porém, não foi assim que aconteceu, logo no inicio da segunda etapa, Chará , após mais uma falha da zaga, acertou um chute praticamente sem ângulo, surpreendendo Diego Alves e deixando o clube mineiro em vantagem ainda com um jogador a menos.

Abel Braga então decidiu mudar, logo após o gol do Atlético, colocou Vitinho no Lugar do Léo Duarte, e recuando o colombiano Cuellár para a zaga. Com menos de dez minutos, outra substituição, Lincon entrou na vaga do Arrascaeta, deixando o Flamengo com quatro atacantes em campo, foi o começo do desespero e da desorganização da equipe carioca.

Apesar da superioridade numérica, o Flamengo foi para um abafa completamente desorganizado, com pouca troca de passes e muito desespero por parte dos jogadores, o Flamengo só pingava bola na área e facilitava a vida da zaga atleticana.

Gabigol ainda deu lugar a Berrio, que pouco conseguiu produzir, assim como a maioria em campo.

Foram mais de vinte minutos de desespero absoluto do Flamengo, que pouco conseguia criar, com um dos elencos mais caros do país, a equipe mostrou que não está preparada para enfrentar certos momentos do futebol.

O Atlético segurou até o fim e comemorou muito a vitória em cima do Flamengo que se quer conseguiu um gol com um jogador a mais em campo por mais de quarenta e cinco minutos de jogo.

ABEL BRAGA:
Abel Braga durante entrevista após o jogo — Foto: fred huber

“Estamos tão decepcionados quanto os torcedores, pois a atuação fugiu ao nosso padrão. Tentamos de tudo, mas alguns jogadores estiveram abaixo. Hoje, se analisarmos, não tinha 72 horas do jogo contra o Corinthians. Temos que valorizar também o adversário. São resultados normais. Acho que merecíamos sorte melhor. Também estaria decepcionado com um empate”

Como um elenco com Arrascaeta, Everton Ribeiro, Vitinho, Gabriel Barbosa, Bruno Henrique e companhia não conseguia furar o bloqueio do Atlético? Segundo o nosso treinador, foi mais uma derrota normal no campeonato, para ele, devemos exaltar a qualidade dos nosso adversários e não só olhar para os nossos erros. E você torcedor, concorda com o Abel Braga?

A única certeza que esse jogo me trás é a falta que esses pontos vão fazer na reta final do campeonato. Falta repertório para o elenco, jogadas ensaiadas, triangulações e menos desespero em situações favoráveis como a de ontem.

O Flamengo tem uma semana de treinos pela frente, no próximo domingo enfrenta o Athletico-PR no Maracanã para tentar apagar o que fez ontem.

Deixe a sua opinião torcedor

SRN

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui