Colunas

Filipe Luís vale todo esse esforço?

–
Divulgação / Atlético de Madrid

O Flamengo segue ativo no mercado. O nome mais comentado do momento é do lateral-esquerdo Filipe Luís, do Atlético de Madrid. Porém, a negociação se mostrou arrastada, para não dizer outra coisa. Filipe Luís vale todo esse esforço?

O Flamengo é maior que tudo

Acho que ninguém vai discordar quando digo que o Flamengo é maior que qualquer jogador, seja Filipe Luís ou qualquer outro. Um clube de tamanha grandeza não pode se submeter ao bem querer de jogador x ou y.

Não temos tempo para perder! Afinal, toda essa indefinição só causou um desgaste desnecessário. Mesmo com a novela próxima do fim, o desenrolar já gerou certo mal-estar com parte da torcida.

Me estranhou a postura da diretoria. Nomes como Marcos Braz e Landim sempre mostraram personalidade forte, colocando o Flamengo acima de tudo. Assim, ver o clube com essa postura agora foi, no mínimo, constrangedor.

O que me deixa mais desconfortável é que nem considero Filipe Luís um craque da posição como muitos vêem. É um bom jogador, mas longe de ser extraordinário.

Necessidade de Filipe Luís? Sim! Mas nem tanta…

Faz tempo que as laterais do Flamengo são questionadas. Porém, recentemente, Rafinha chegou para preencher a lacuna da direita. No outro lado, atualmente Renê e Trauco disputam a posição.

O peruano eu nem faço muita questão de defender. Apesar do satisfatório desempenho no setor ofensivo, na defesa as atuações de Trauco são tenebrosas. Chamado por boa parte da torcida de “avenida”, a saída do atleta se mostra iminente. Mas, para finalizar a temporada como reserva, não vejo problema. A chegada de Filipe Luís inviabiliza sua permanência.

Renê, por outro lado, merece uma atenção especial. Visto com desconfiança por boa parte dos torcedores e da imprensa em geral, considero Renê um dos melhores da posição atuando no país.

Consistente na defesa e fazendo o seu ‘feijão com arroz’ no ataque, o jogador não compromete. Não por acaso, foi eleito o melhor da posição no brasileiro de 2018.

Grife não é tudo!

É nítida a diferença de tratamento que determinadas peças do elenco recebem por parte do torcedor. Neste contexto, aqueles que não têm tanto apelo nas redes sociais ou carreira feita, acabam sofrendo.

Renê, mesmo mantendo uma regularidade impressionante, não consegue ter paz no clube. Isso não pode continuar. Caso Filipe Luís chegue, de fato, acredito numa disputa acirrada por posição e então veremos quem leva a melhor.

 

Leandro Conceição

22 anos, estudante de Jornalismo da UFRRJ. Apaixonado por futebol e flamenguista desde que me entendo por gente.

Adicionar comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Colunistas

Leandro Conceição

22 anos, estudante de Jornalismo da UFRRJ. Apaixonado por futebol e flamenguista desde...

Leandro Conceição

22 anos, estudante de Jornalismo da UFRRJ. Apaixonado por futebol e flamenguista desde...

Leandro Conceição

22 anos, estudante de Jornalismo da UFRRJ. Apaixonado por futebol e flamenguista desde...