É… Tem o dia sim e tem o dia não. Hoje o rodízio de atletas tava on, entre lesionados, infectados e poupados. O que esteve off mesmo foi o rodízio dentro do rodízio nas quatro linhas. Tava tudo meio parado e sem tempero, com pouca criatividade e movimentação.

https://redacaorubronegra.com/em-nome-da-normalidade/

A zaga bateu cabeça, o meio-campo não esteve lá muito inspirado, ainda assim o ataque até que teve um bom punhado de chances e seguiu pecando na finalização.

A primeira etapa passou a impressão de que ia rolar mais uma vitória. Um triunfo da Domènec Rodízios e mais três pontos na conta, ainda que sem show. O Ceará pouco ameaçou, e só o Gabigol perdeu umas quatro oportunidades, dentre outras perdidas por outros jogadores. Até mesmo pelo Vitinho, que conseguiu arrematar mesmo dormindo.

Veio o intervalo e com ele uma esperança de um “tômpero” do Chef Torrent. Umas substituições, uns esporros (não tem lá muita cara disso), ou um acerto para que o time não ficasse tão posicionado, com cada um no seu quadrado, já que a alternância de posições foi a tônica em nossos melhores momentos nos últimos jogos sob o comando do Dome.

Não rolou.

Precisou o Ceará abrir o placar para as mudanças começarem. E foram muitas no segundo tempo, só que o Vozão achou o caminho das redes outra vez. Em ambas nossa zaga se revezou e cada um deu sua contribuição no rodízio de lambanças… Ou seria melhor dizer ausências.

O Flamengo até deu uma tentada assim-assim, o Vitinho fez até um bom arremate com o Diego cabeceando pra fora no rebote, mas não foi suficiente para correr atrás do preju construído nos minutos iniciais do segundo tempo. Faz parte. Como já dito aí em riba, tem o dia sim e tem o dia não.

https://www.flamengo.com.br/noticias/futebol/flamengo-perde-para-o-ceara-por-2-a-0-na-arena-castelao

Pelo menos o Internacional deu um tropeço que eu nem esperava muito. Diferença de pontos mantida, apesar de colocar o povo que tava no nosso retrovisor antes da rodada em melhores condições e à nossa frente. Ainda bem que nem todo mundo aproveitou pra fazer os três pontos.

Segue o trabalho e a fé no rodízio. Valendo observar que nosso elenco é forte, mas churrascaria nenhuma pode servir muito bem sempre. Vê… Na nossa equipe de garçons hoje tinha o Vitinho dormindo. Quando acordaram o cara e falaram pra descansar no vestiário… Entrou o Lincoln no lugar. Daí não há “não importam os nomes” que resista. Eh, eh…

Agora o papo é Libertadores. Viagem na terça e retorno à luta pelo Tri na quinta.

Tenho visto alguns comentaristas apostando que a questão do Domènec é teste e não rodízio, e que nessa semana ele irá definir o seu time titular por conta da Libertadores. Não boto fé nisso. O cara já falou, refalou e explicou sua filosofia, embasada em longos anos de experiência na Europa. É rodízio mesmo. Incomode a quem incomodar.

Bora correr atrás do Tri.

Isso aqui é Muito Flamengo.

 

PETISCOS

. O FANTÁSTICO MUNDO DE BOB. O Prefeito Crivella disse que se liberar público nos estádios cariocas (e a previsão mais otimista gira em torno de 20 mil), ele tem “esperança” (palavra dele) de que aí as pessoas não irão às praias. A população carioca passa de 6 milhões. Fora isso os jogos são à tarde e a praia “abre” de manhã. Dá tempo de fazer os dois

. COMENTÁRIOS ÁCIDOS. O Flamengo Ostentação comprou mais uma geringonça clínica útil. Uma tal de Câmara Hiperbárica. Nos comentários da galera… Povo sugerindo jogar o Vitinho lá dentro pra ver se ele acorda. Um outro sugerindo: “deixa o Lincoln aí de molho uns três anos”.

. A PERDER DE VISTA. A Bancada da Bola no congresso tenta rerererenegociar dívidas dos clubes com o Profut. A nova proposta parcelaria o débito, usando arrecadação do Timemania (alguém aposta nisso?) como forma de pagamento. Pelos números atuais da dívida e do Timemania, levaria só OITENTA E OITO ANOS pra resolver a pendenga.

 

MESA DA ARCOIRIZADA

. TÁ NO DNA. O Botafogo deixar a vitória escapar várias vezes nos minutos finais não requer muita análise por parte do Autuori. É assim mesmo. Congruente com o tamanho da instituição. A derrota é o hábito.

. FALSOS NOVES. Apesar da vitória sobre o Corinthians, com Nenê resolvendo outra vez a parada, o “nove” da vez, Marcos Paulo, mostrou que é mais falso que nove. Com Fred cansado e a diretoria sem dinheiro para reforços, o horizonte tá nebuloso no Laranjal.

[email protected]
Facebook e Instagram: Mercio Querido
Twitter: @sorinmercio