“Eu consegui entender o que é vestir a camisa do Flamengo”, Bruno Henrique

Bruno Henrique já superou os números de 2017 quando atuou pelo Santos

0
161

https://redacaorubronegra.com/ingressos-esgotados-flamengo-botafogo/

Não são todos os jogadores que conseguem entende o que é vestir a camisa do Flamengo. Diante de uma rica história e de milhares de torcedores apaixonados, é preciso ter muita responsabilidade e foco para jogar pelo Mais Querido. Segundo Bruno Henrique, ele conseguiu entender o que é estar em um dois maiores clubes do mundo, vestindo um manto de peso do futebol nacional.

Em entrevista ao Seleção Sport TV, desta terça-feira (05), o atacante expressou de forma genuína sua alegria por estar em uma boa fase com um elenco entrosado. “Jogar no Flamengo não é fácil. Muitos jogadores passaram por aqui e não conseguiram desenvolver um bom futebol”, afirmou nosso camisa 27.

Em grande temporada, Bruno Henrique entende a responsabilidade que é vestir o Manto Sagrado. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Desenvolver um bom futebol também tem sido uma das características que o jogador não economiza. Um bom exemplo foi durante a partida contra o Corinthians, no último domingo (03), no Maracanã. Em um jogo disputado no decorrer do primeiro tempo, com posse e toque de bola, presenciamos alguns lances nos quais o Mais Querido não conseguiu finalizar. Porém, já é do atacante nos surpreender, afinal, Bruno Henrique é o jogador que mais decidiu os últimos jogos do Mengão.

O camisa 27 precisou de apenas 4 minutos e cinco segundos para decidir a partida. Isso mesmo. Em meio a queda do time paulista, Bruno Henrique conseguiu marcar aos 46 do primeiro tempo após um rebote do goleiro Cássio. Depois, com a um genial lance de Gerson, o jogador marca aos 47 minutos, ainda na primeira etapa.

Dois gols em um intervalo de tempo inesperado por quem assistia ao clássico interestadual. Após o retorno da equipe para o começo do segundo tempo, mais uma vez não era de se esperar o que viria a seguir. Em apenas 20 segundos de bola rolando, Bruno Henrique ampliou o placar para 3 a 0. Somando os lances, 4 minutos e cinco segundos, fizeram o jogador matar o clássico. Além, claro, do belo e último gol feito por Vitinho.

É óbvio que muito se deve ao trabalho do Mister, mas é preciso considerar que o talento do camisa 27 ultrapassa os padrões do futebol. Além de ser decisivo, o atacante corre em uma velocidade que nem mesmo os jogadores de times adversários conseguem acompanhar. O mineiro é um dos atletas do Mais Querido que consegue de forma explícita, estar em muitos lugares ao mesmo tempo, característica também do nosso meia Gerson.

O atacante admitiu em entrevista ao Sport TV que esperava por esse momento, e sim estar jogando no mesmo ritmo da temporada de 2017, pelo Santos. “O que eu esperava, queria e imaginava para esse ano de 2019 era retomar meu futebol de 2017, que tive no Santos. Estava um pouco desacreditado se poderia jogar em alto nível da mesma maneira que 2017. Tenho o prazer de jogar novamente. Você tendo esse prazer consegue atingir grandes objetivos”, disse.

Bruno Henrique imaginou reviver uma boa temporada, mas acredito que ele não presumia superar de forma tão rápida sua passagem pelo Peixe. Em 86 jogos disputados pela equipe paulista, o atacante marcou 20 gols e fez 16 assistências, isso em quase dois anos de atuação. Entretanto, desde sua chegada ao Mais Querido, em 22 de janeiro deste ano, o jogador já disputou 53 partidas, marcou 28 gols e já realizou 13 assistências.

É preciso enfatizar ainda, que Bruno Henrique já superou também sua temporada em 2017. Pelo alvinegro praiano, o atacante disputou 53 partidas, marcando 18 gols e 13 assistências. Já pelo rubro-negro, foram disputadas também 53 jogos, 28 gols e 13 assistências. Sim, o atacante já marcou 10 gols a mais dos efetuados em 2017.

“Eu jogava de ponta antes, tinha que marcar até o pau da bandeira. Hoje, com a minha velocidade, não preciso marcar tanto assim. O Mister pede eu e o Gabriel, no máximo, até a meia-lua, para ter o campo inteiro para correr”, opinou o atacante para o Sport TV.

O entrosamento de Gabigol e Bruno Henrique, levou o Mais Querido a bater novos recordes nesta temporada. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Hoje com mais liberdade em campo, Bruno Henrique consegue correr de forma mais intensa, finalizar, e dar assistências. E foi por meio desse modo de jogo, mesmo sem Gabigol em campo, que o atacante assinou seu Hat-Trick, na partida contra o Corinthians.

Foi o suficiente para o portal europeu A Bola, de Portugal, dar manchete ao jogador após a partida. O veículo ainda fez questão de enaltecer os últimos números do nosso futebol que o atacante conseguiu superar. “Edmundo, ao serviço do Vasco em 2005, e Charles, pelo Bahia em 1990, compartilhavam o antigo máximo, fazendo três golos em seis minutos”, publicou o portal.

Bruno Henrique hoje com 28 anos, merece todo o sucesso. Além de ter que se afastar dos gramados no ano passado, por conta de uma grave lesão no olho direito, o jogador é humilde, gosta de ir em busca de bons resultados e têm grandes sonhos ao lado dos companheiros de equipe pelo Mais Querido.

“Feliz pelos três gols e mais ainda pela vitória. Foi uma vitória do conjunto, coletiva. Todo mundo se ajudando”, afirmou Bruno Henrique à TV Globo.

E é essa união que tem feito o atacante brilhar e, como ele mesmo disse, entender o que é vestir a camisa rubro-negra. O trabalho em grupo é prioridade para Bruno Henrique, o entrosamento visto nos últimos jogos, faz o time não só dar relevância aos ensinamentos do Mister, mas também agradecer de forma humilde, ao final de cada jogo, o espetáculo que a Nação protagoniza em qualquer lugar do mundo.

https://twitter.com/nandajorn

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here