Futebol Profissional

Estrangeiros que marcaram e decepcionaram no Flamengo: século 21

A cada ano que passa no futebol brasileiro, temos mais jogadores e treinadores vindo de outros países. E no Flamengo, passaram muitos atletas estrangeiros, alguns com bastante sucesso e outros que não deixaram saudade para a torcida Rubro-Negra. Nesse texto, listo alguns nomes que fazem e fizeram história no clube, e outros que não tiveram uma boa passagem na equipe carioca.

Nomes que marcaram

*PETKOVIC- Um dos maiores estrangeiros que passaram pelo Flamengo. Pet foi um meia completo. Era especialista em cobranças de falta, escanteios, fazendo muitos gols olímpicos, além de se destacar pelos lançamentos, passes e chutes precisos. O jogador teve duas passagens pelo clube carioca, no qual se tornou ídolo da torcida.

A primeira passagem foi nos anos 2000, e não demorou muito para o sérvio construir sua história com a camisa rubro-negra.  Em 2001, marcou seu nome após o famoso gol de falta aos 43 minutos do segundo tempo, dando o título ao Flamengo sobre o Vasco da Gama. O feito lhe rendeu prêmios e homenagens.

Vídeo do gol de falta do Petkovic, no Carioca de 2001

Em sua segunda passagem pelo Flamengo, em 2009, teve seu melhor momento no clube. Após 7 anos da sua primeira passagem, Petkovic voltou, com um acordo para diminuir a dívida que o Rubro-Negro tinha com ele. E o sérvio não só ajudou a equipe carioca a deixar a zona do rebaixamento, como conquistou o Campeonato Brasileiro de 2009. Ele teve participação fundamental para o Hexa, contribuindo com gols, assistências e boas atuações.

Leia Também: Petkovic, o sérvio que conquistou a nação rubro-negra

*ARRASCAETA- Um jogador de muita qualidade técnica, e que valeu a pena o investimento alto, contratado por 63,7 milhões de reais. O Uruguaio veio com status de craque e com alta expectativa. Mas seu início não foi tão promissor, muito por decisões equivocadas de Abel Braga, que chegou a deixar o atleta no banco de reservas.

Só que depois que Arrascaeta teve sequência, sobretudo sendo titular absoluto no comando de Jorge Jesus, o uruguaio mostrou para que veio, sem deixar dúvidas de sua capacidade técnica. Com grandes atuações, participando diretamente da maioria dos gols da equipe e jogando sempre com raça, o jogador conquistou rapidamente o coração da torcida rubro-negra. Em 2019 conquistou a Libertadores, o Campeonato Brasileiro e o Carioca. E neste ano já são 3 títulos: Supercopa do Brasil, Recopa Sul-Americana e Taça Guanabara.

Arrascaeta com a taça da Supercopa do Brasil Foto: Reprodução Twitter/Arrascaeta
Na imagem o meia Arrascaeta erguendo a taça da Supercopa do Brasil deste ano Foto: Reprodução Twitter/Arrascaeta

*MALDONADO- Um volante de muita força, técnica e uma consciência tática pouco vista. Chegou à Gávea em agosto de 2009, para assumir a posição de xerife do grupo rubro-negro. Participou da campanha histórica do Campeonato Brasileiro de 2009. Fez seu único gol com a camisa do clube na vitória sobre o Atlético-MG, em Belo Horizonte, em partida válida pelo Brasileirão daquele ano. Sua passagem só não foi melhor, porque foi atrapalhado pelas lesões.

PABLO MARÍ– Veio com total desconhecimento de muitos aqui no Brasil, mas sua contratação teve aprovação do Mister. Só que não demorou muito para todos verem que o espanhol foi mais um acerto do Flamengo. Um zagueiro de uma capacidade grande de posicionamento e leitura do jogo. Conquistou o Brasileiro e a Libertadores em 2019. Neste ano acabou sendo emprestado para o Arsenal, com opção de compra o time londrino. Passagem curta, porém marcante.

Nomes que decepcionaram

*SAMBUEZA– O meia chegou ao Flamengo durante o Campeonato Brasileiro de 2008 após se destacar pelo River Plate. Sua contratação foi cercada de expectativa, mas que jamais se concretizou. Foram apenas sete jogos e nenhum gol marcado.

*MUGNI- Contratado em 2014 pelo Flamengo, o argentino teve uma passagem ruim. Na época, o jogador tinha 22 anos de idade, e acabou sentindo a pressão de jogar em um grande clube. A torcida questionava bastante a forma sonolenta e sem empenho que Mugni apresentava  dentro de campo.

*CONCA- Chegou com status de craque e com alta expectativa. Só que logo um questionamento era feito em relação à sua contratação, o jogador vinha de uma ruptura do ligamento cruzado do joelho esquerdo, lesão que o fez passar por cirurgia. Certo que o argentino só passaria a receber salário após fazer seu primeiro jogo pelo clube, mas ele não conseguiu obter uma melhora na parte física e rapidamente deixou a equipe carioca. Ao todo ele entrou em campo por 27 minutos: 15 pelo Brasileirão (dois jogos entrando no fim) e 12 pela Primeira Liga (uma partida no fim, também).

Conca em sua apresentação pelo Flamengo em 2017 Foto: Fernando Soutello/Agif/Gazeta Press
Conca em sua apresentação pelo Flamengo em 2017 Foto: Fernando Soutello/Agif/Gazeta Press

 

*MARCELO MORENO- Contratado por empréstimo em 2013, com possibilidade de compra em definitivo em outubro, o boliviano até participou do grupo campeão da Copa do Brasil daquele ano, mas não conseguiu atingir as expectativas que tinham sobre ele. Ao todo foram 4 gols em sua passagem pelo Flamengo, muito pouco para um atacante.

O atacante boliviano chegou cercado de grandes expectativas mas não conseguiu corresponder Foto:Gustavo Miranda / Agência O Globo
O atacante boliviano chegou cercado de grandes expectativas mas não conseguiu corresponder Foto:Gustavo Miranda / Agência O Globo

 

*ERAZO- Contratado em 2014 com status de jogador nível internacional, o equatoriano não deu certo com a camisa rubro-negra. Os principais problemas foram a dificuldade para se adaptar, que passou pela língua, não conseguindo se comunicar com os companheiros de clube nos primeiros meses, e alimentação, abusando de comidas inapropriadas para atletas, como pizza. Sua passagem aqui no Rio, durou 1 ano, com apenas sete jogos. Erazo chegou a ser afastado do elenco profissional, tendo de treinar com os jogadores das categorias de base. Isso tudo em 2014, no mesmo ano em que disputou a Copa do Mundo, realizada no Brasil.

Esses foram alguns nomes de estrangeiros que deixaram sua marca no Flamengo e os que decepcionaram com a camisa rubro-negra. Se você lembra de mais nomes, comenta aí para a gente, diga se eles foram bem ou não deixaram saudades.

Leia Também: BS2 foi informada de novo patrocínio.

Luhan Alves

Sou um estudante de jornalismo, apaixonado por futebol e informação. Twitter: @luhansalves Instagram: @luhansalves

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar