Diego Alves reclama com defesa do Flamengo
Diego Alves reclama com seus companheiros de zaga ao fazer defesa (Foto: Gilvan de Souza)

A defesa do Flamengo preocupa para a temporada. Em 2019 disputou 22 partidas e não sofreu gol em apenas 5 delas; contra o San José, na Bolívia, Cabofriense e Madureira no Maracanã e Vasco no Nilton Santos. O Fla sofreu 7 gols em 22 jogos, o que não é um número alto. Porém, gols sofridos contra adversários de nível inferior aumentam a cobrança.

Com mais de 100 milhões de reais investidos para a temporada, apenas o zagueiro Rodrigo Caio, que estava em baixa no São Paulo, foi contratado para compor o sistema defensivo que perdeu o ex-capitão Réver.

Conhecido no futebol brasileiro por montar defesas bastantes sólidas, o técnico Abel Braga ainda não conseguiu isso no clube da Gávea. Abel começou a temporada com Rodolpho e Rodrigo Caio na zaga. Porém, Léo Duarte, um dos grandes destaques da temporada passada, reassumiu o posto de titular e hoje forma dupla ao lado do ex-zagueiro São-Paulino.

Além disso, o técnico, mesma contra vontade de boa parte da torcida, mantém Willian Arão na equipe titular e alega que ele da “equilíbrio a equipe”. Junto com o volante, Pará e Renê também vêm sendo bastante criticados por falhas na marcação. Já Léo Duarte e Rodrigo Caio, apesar das críticas à defesa, fazem boas atuações individuais e os gols sofridos ocorrem mais por desatenção em algum momento isolado da partida.

Ah, se não fosse o Diego Alves…

Com 7 gols sofridos em 22 jogos, Diego Alves é quem salva a pele da defesa do Flamengo. Goleiro com mais defesas difíceis da Copa Libertadores, Diego já pegou um pênalti na competição, além de ter garantido a vitória contra o San José na Bolívia.

Defesa do Flamengo ganhará reforços

Na primeira janela de transferências do ano o foco foi no sistema ofensivo. Gabigol, Arrascaeta, Bruno Henrique foram contratados e lá na frente o problema parece estar resolvido. Com Diego, Vitinho, Éverton Ribeiro, Berrío e Uribe, opções não faltam para a montagem da parte da frente.

Porém, na zaga as opções são poucas. Hoje o Fla tem apenas Léo Duarte, Rodrigo Caio, Rodolpho e o jovem Thuler para a zaga; nas laterais, Pará e Rodinei não contam com a aprovação da torcida e na esquerda, apesar de criticados, Renê e Trauco têm a situação menos pior.

O Flamengo, para a lateral direita tem a contratação do lateral-direito Rafinha, que está no Bayern de Munique, encaminhada. Para a esquerda, o Rubro-negro conversa com Filipe Luís, jogador do Atlético de Madrid. Na zaga, as especulações se inclinam para o zagueiro Gil, ex-Corinthians e atualmente no futebol chinês. Além disso, o volante Ramires também pode chegar para a vaga de Willian Arão.

Com isso, caso as especulações se concretizem, o Fla resolve de vez o seu problema no sistema defensivo. Porém, a janela só abre em junho e até lá muitas coisas se resolverão para a temporada. Portanto, é fundamental que a zaga tenha mais atenções nos jogos e pare de sofrer gols bobos que podem custar uma classificação em uma competição como a Libertadores ou três pontos no brasileiro.

Bem, o sonho da contratação de grandes jogadores pode se tornar realidade. Mas, fato é que sem eles o Flamengo enfrenta o Vasco, neste domingo, às 16h, no Maracanã, em jogo válido pela grande final do campeonato carioca. O rubro-negro venceu o jogo de ida por 2×0 e pode perder por um gol de diferença para se tornar campeão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui