Cuéllar deixou cair onde o “contrato vitalício” com o Flamengo?

0
171

Um dos jogadores de mais prestígio no elenco do Flamengo, com certeza, é Cuéllar, porém, nos últimos meses, vem vivendo uma fase conturbada. Mas, na noite de ontem, reencontrou o carinho do torcedor.

Arábia, Inglaterra, Itália?

Desde o início do ano, falava-se em uma transferência do volante para o futebol estrangeiro. A venda para o West Ham, da Premier League, da Inglaterra, era dada por muitos como certa, mas o jogador acabou ficando no clube.

O que reforçava que o colombiano de 26 anos permaneceria no Mais Querido, eram as suas declarações dizendo que assinaria até um “contrato vitalício”, deixando subentendido que o seu amor pelo Flamengo era mesmo incondicional. Porém, o que vimos nos últimos meses, foi mais um amor platônico do que um amor real pelo rubro-negro.

Quando Jorge Jesus chegou ao Flamengo, a expectativa da torcida fosse que Gustavo fosse o preferido da posição. Entretanto, o português mostrou o contrário. Deu preferência a Willian Arão que evoluiu bastante no comando do técnico e vem ganhando confiança da torcida.

O que mais irrita a Nação é o fato do jogador estar “forçando” a saída do clube que ele jurou amor. De acordo com a imprensa, o volante já teria aceitado a proposta do Al-Hilal, da Arábia Saudita, e estaria sendo sondado pelo Bologna, da Itália. Cuéllar sonha em jogar na Europa e não esconde este desejo de ninguém.

Mesmo assim, o Flamengo ofereceu um aumento salarial para o jogador, prontamente recusado.

cuellar x inter
Cuéllar contra o Internacional pela Libertadores. Foto: Wesley Santos / Agência Press Digital

Afastado

Na última sexta-feira (23), em comunicado oficial, o clube determinou o afastamento do atleta por tempo indeterminado. O volante alegou problemas pessoais e o clube discordou do pedido dele.

Contudo, na segunda-feira (26), o jogador foi reintegrado à equipe e estaria à disposição para o jogo decisivo, ontem, contra o Internacional, tendo jogado e participado da classificação do Flamengo para as semifinais da Libertadores após 35 anos.

Cuéllar fez uma partida discreta no meio campo, mas, no quesito marcação e saída de bola, junto a Gérson tomaram conta do meio de campo na noite de ontem e ajudaram o Flamengo a criar chances e a aliviar a zaga.

Contudo, o que dá a entender é que a relação, principalmente entre a diretoria do Flamengo e o volante pode não ter mais um capítulo de amor, após a declaração do vice de futebol, Marcos Braz, de que só joga no Flamengo quem quer. Estaria Cuéllar perdendo a chance de possivelmente ser campeão da América e heptacampeão brasileiro? Só o o juízo dele – e a paciência da diretoria – dirá.

Cuéllar comemora seu gol contra o Santos em 2017. Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Obrigado por ler minha coluna, caso queira me seguir, meu twitter é @vns1lva e siga também a Redação Rubro-Negra por lá @Red_RubroNegra.

Se quiser ler outras colunas, sejam minhas ou de meus companheiros clique aqui.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here