Al Hilal, da Arábia Saudita (Foto: Reprodução/ Twitter @Alhilal_EN)
O Al Hilal será o adversário do Flamengo no Mundial de Clubes da FIFA. A equipe saudita treinada pelo Romeno Razvan Lucescu garantiu sua vaga no torneio após vencer a Liga dos Campeões da Ásia. Pela primeira vez desde 2005, uma equipe da Arábia Saudita se classificou para o Mundial.

O time do Oriente Médio conta com nomes conhecidos no elenco. O ataque chama atenção com Sebastian Giovinco (ex Juventus e Seleção italiana), Bafétimbi Gomis (ex Lyon e Seleção francesa) e André Carrilo(ex Sporting e da Seleção peruana). No meio de campo o nome mais conhecido pelos rubro-negros é o volante Cuéllar, que saiu do Flamengo em agosto desse ano. Apesar de só  Gustavo ser conhecido, o meio campo do Al Hilal tem dois jogadores de extrema importância para o esquema tático de Lucescu. Trata-se do Brasileiro Carlos Eduardo e do Arábe Mohammad Kanno, o segundo recebeu dois amarelos no jogo contra o Espérance e não enfrenta o Fla.

Pontos Fortes

Analisando o elenco, podemos dizer que o meio campo é bom porém o destaque vai para o ataque, em especial para Bafétimbi Gomis. O atacante francês foi artilheiro da Liga da Ásia com 11 gols e ainda fez um golaço que garantiu a classificação para as Semis do Mundial.

Outro nome que o Flamengo tem que ficar alerta é o peruano André Carrilo. Contratado a pedido de Jorge Jesus em julho de 2018, o atacante explora bem o lado direito com sua velocidade e dribles. Apesar de Gomis ter feito o gol da vitória, Carrilo foi premiado como melhor da partida contra o Espérance.

Ainda falando em ataque, não podemos esquecer de Sebastian Giovinco. O baixinho italiano é considerado o craque do time, contratado em janeiro desse ano após boa passagem pelo Toronto FC. O atacante fez 83 gols em 143 jogos e foi artilheiro da MLS em 2015. Giovinco não jogou contra o Espérance porém provavelmente será titular contra o Rubro-Negro.

O nome do meio campo saudita é o Carlos Eduardo. O camisa 3 é o maestro e capitão da equipe. Como todo bom meia, o brasileiro tem um ótimo passe e é um bom finalizador, não é a toa que é o artilheiro do Al Hilal na Liga Saudita.

Pontos Fracos

 O único que realmente destoa do resto do time é o lateral esquerdo Al-Shahrani. Apesar de ser titular da Seleção da Arábia Saudita, o camisa 12 é o ponto fraco do time, não marca muito bem e tem dificuldades de sair jogando, além de muitas vezes se atrapalhar como por exemplo o lance do jogo contra o Espérance, onde o lateral errou o carrinho e quase fez um gol contra.

Uma noticia ruim para o Al Hilal é o desfalque do volante Mohammad Kanno. O grandalhão é um nome importante no esquema tático de Lucescu, tem 1.92 m e possui boa infiltrações. Kanno fez duas faltas consecutivas e recebeu dois amarelos, consequentemente expulso, o volante não pega o Fla.

Outro ponto fraco é o técnico rubro negro Jorge Jesus. O mister comandou o Al Hilal em 2018 e conhece bem o elenco saudita.

Flamengo e Al Hilal se enfrentam nesta terça-feira(17), às 14:30 h, no Khalifa Stadium, em Doha, pela semifinal do Mundial de Clubes FIFA. Vamos Flamengo!

Análise feita com colaboração do grande parceiro do Redação Rubro-Negra, Téo Benjamim. Para quem ainda não segue essa fera: Twitter: @teofb.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui