Com gol nos acréscimos, Flamengo vira para cima do Athletico e vence no Maracanã

O Flamengo venceu o Athletico de virada, com gol aos 50 do segundo-tempo e com direito à muitas vaias da torcida para Abel Braga

0
295

Não foi fácil, aliás quando se trata de Flamengo é normal essa frase ser repetida.
Mesmo com o time reserva, o Athletico deu trabalho ao Flamengo , que teve dificuldades de se impor no primeiro tempo, jogando de forma desorganizada e mais uma vez dependendo das individualidades.
Logo no início do jogo Bruno Henrique teve grande chance após passe de Arão, mas teve o chute bloqueado. Em outra grande oportunidade, Bruno Henrique, novamente, finalizou bem e o goleiro Santos fez grande defesa. Durante esse período o Athletico também chegava, é obrigava Diego Alves à fazer grandes defesas, foram 3 só no primeiro tempo.
Mas coube à Gabriel, que estava prestes à completar um mês sem marcar, abrir o placar à favor do Flamengo. Em erro de passe do lateral Madson, Gabigol avançou sozinho tentou driblar o goleiro Santos e foi derrubado. Pênalti marcado e confirmado após consulta ao VAR. O atacante bateu bem e garantiu o placar mínimo à favor do Flamengo no primeiro tempo.
No segundo tempo o Flamengo veio sem modificações, e o Athletico foi para cima do Flamengo que deu espaços ao adversário e tentou sair nos contra-ataques. A tática obviamente foi mal sucedida, o Athletico tomou conta do jogo e empatou o jogo aos 20 do segundo-tempo com Cirino, que marcou seu primeiro gol em 2019.
Alguns minutos depois, outro bom ataque do Athletico e Madson foi empurrado na área em dividida com Bruno Henrique, o juiz mandou seguir, mas o VAR foi acionado e o pênalti foi marcado. Cirino bateu, Diego Alves pulou no canto certo, mas não conseguiu impedir o segundo gol de Cirino.
A partir daí o Flamengo foi em busca do empate, Vitinho entrou no lugar de Piris da Mota, Rodinei no lugar de Pará, Lincoln no lugar de Gabriel, mas as alterações inicialmente não mudaram o panorama do time que continuara desorganizado e sem oferecer grande perigo à meta de Santos.
Coube à individualidade mais uma vez sobressair, Everton Ribeiro fez boa jogada e colocou na cabeça de Bruno Henrique que empatou o jogo aos 44 do segundo tempo. O Athletico ainda teve grande oportunidade, mas Renê se recuperou à tempo e salvou o Flamengo de sofrer o terceiro gol.
E Renê mais uma vez apareceu, no último minuto de jogo, aos 50 do segundo-tempo, o lateral cruzou na área, na cabeça de Rodrigo Caio, o zagueiro subiu mais alto que todo mundo e marcou o gol da virada do Flamengo.
Vitória perante 52 mil rubro-negros que saíram do Maracanã felizes com o resultado mas extremamente descontentes com o futebol e a desorganização apresentada pelo time. Os deuses do futebol não quiseram que o Flamengo perdesse diante de sua torcida dessa vez, mas nem sempre eles vão estar disponíveis para salvar o Flamengo de seus próprios erros.

Com o resultado O Flamengo chegou aos 10 pontos, à 6 do líder Palmeiras.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here