Futebol Profissional

Ano novo, Rotina Velha: Flamengo vence por 3×1 na estréia da equipe principal

–

Na estréia do grupo principal, o Flamengo dominou o jogo, mas teve que passar por um susto para poder vencer o Resende por 3×1. Após o time do sul do estado abrir o placar, Pedro, Gabriel e Bruno Henrique fizeram os gols no Maracanã lotado com mais de 52 mil pessoas. Ótimo público para uma segunda feira chuvosa no Rio de Janeiro.

O time de Jorge Jesus mostrou futebol parecido com o do ano passado mesmo com apenas 10 dias de treinamento. Tivemos marcação alta, bastante troca de passes, laterais sendo utilizados, mas tivemos alguns erros, mas nada anormal para quem teve pouco tempo de preparação.  O Flamengo mostrou repertório e se aproveitou do vasto elenco, para virar o jogo e garantir os primeiros três pontos do Time A.

Primeiro tempo

O Flamengo começou o jogo a mil, com aproximadamente um minuto de jogo, Gabriel já teve uma chance de gol defendida pelo goleiro adversário. Aos três minutos, Bruno Henrique cruzou e Éverton Ribeiro cabeceou na rede pelo lado de fora. O Resende se fechava todo atrás da linha da bola e o Fla trocava passes, aguardando uma boa oportunidade. Aos 10′, Rafinha avançou pela direita e cruzou para Arrascaeta que mandou por cima do gol. Com 12 minutos, o Resende chegou pela primeira vez, mas sem perigo, pois Gustavo Henrique cortou sem maiores dificuldades.

Apesar de estar recuado, o time do sul do estado marca forte e força o Mais Querido a variar bastante as jogadas. Aos 17′, uma jogada atípica, o goleiro Ranule agarrou uma bola recuada pelo zagueiro Grasson, falta em dois toques, Diego rolou, Ribeiro pisou e Arrascaeta chutou pra fora, passando rente a trave. Depois disso, o jogo deu uma diminuída no ritmo, continuou dominando territorialmente, mas sem ser efetivo ou sequer criar boas chances.

–
Diego, Éverton Ribeiro e Arrascaeta conversam antes de uma cobrança de falta. (Foto: André Durão)

Aos 32′, bela tabela de Rafinha com Ribeiro, o camisa 13 cruza na área mas a defesa corta. O Flamengo acordou no jogo novamente, e com 34′, Bruno Henrique avançou pela lateral e rolou para Diego Ribas chutar por cima do gol. Com 37′, Bruno Henrique recebe de Filipe Luís, limpa pro lado e manda uma bomba no travessão. O Mengo passou a ser mais efetivo, procurando chutar mais e não só rodar a bola sem eficiência nenhuma.

No último minuto do tempo regulamentar, BH cruzou para Arrascaeta no segundo pau, que finalizou rente a trave. E o Resende que parecia morto, deu um susto aos 47′, em cruzamento de Geovani, Caio Cézar chutou de dentro da área e Diego Alves nos lembrou que temos goleiro de alto nível, mesmo que as vezes ele não trabalhe tanto.

–
Resumo do primeiro tempo: Flamengo todo no campo de ataque, Resende todo no campo de defesa (Foto: Felipe Schmidt)

Segundo tempo

E o primeiro lance de perigo da etapa complementar foi do Resende e no primeiro minuto, Caio Cézar chutou de dentro da área, acionando Diego Alves mais uma vez. Aos 8′, o goleiro Granule também quis mostrar que pode fazer defesas de alto nível, Gustavo Henrique cabeceou dentro da pequena área, fazendo o arqueiro rival trabalhar. Com 12′, Michael entrou em campo, substituindo Diego, primeiro jogo do atacante ex-Goiás com a camisa do Flamengo. Aos 17′, outra estreia: Pedro entrou no lugar de Arrascaeta. Mas o clichê “quem não faz, leva” mostrou que não é errado e nunca sai de moda.

Aos 19′, em contra-ataque veloz, Alef Manga finalizou da entrada da área e abriu o placar para o time do Resende.  O time rubro-negro jogava bem, mas após tomar o gol, começou um festival de bola aérea que o adversário afastava com facilidade.  O relógio marcava 31 minutos, o time começava a ficar nervoso e o homem do faro de gol apareceu. Gabriel? Não, meu amigo, agora também temos PEDRO! Filipe Luís rolou da esquerda, o nosso camisa 21 chutou prensado com o zagueiro mas a bola entrou.

–
Gustavo Henrique também estreou com a camisa do Mengão
Foto: Matheus Dantas

Michael (melhor do segundo tempo até então), fez linda jogada individual e chutou forte para uma bonita defesa do goleiro Ranule. Após o gol de empate, o Fla aumentou a pressão, o jogo voltou a ficar da mesma forma de antes do intervalo, pressão total do rubro-negro e Resende com praticamente todo mundo atrás da linha da bola.

Aos 39′, aconteceu o que cansou de acontecer em 2019: GOL DO GABIGOL. Bruno Henrique cortou pro meio e cruzou para Gabriel Barbosa de cabeça abrir a sua contagem de 2020. Contrato novo, temporada nova, hábitos velhos. E enquanto o Resende ainda sentia o segundo gol, tomou o terceiro. Pedro invadiu pela direita, cruzou na área e Bruno Henrique escorou para ampliar a vantagem. O melhor jogador da Libertadores 2019 também voltou com tudo.

–
Seja bem vindo, Pedro!   Foto: Matheus Dantas

Depois dos gols, os dois times “aceitaram” o resultado e o jogo terminou 3×1 para o Mais Querido.

O Mengão volta a campo no próximo sábado as 16:00 contra o Madureira, também no Maracanã.

https://www.youtube.com/watch?v=myDpX64rozw&feature=youtu.be

Por: Gabriel Fareli

Colunistas

Gabriel Fareli

Pai do Enzo. Rubro-Negro. Estudante de Jornalismo (3/8). Apaixonado por Samba/Pagode.

Gabriel Fareli

Pai do Enzo. Rubro-Negro. Estudante de Jornalismo (3/8). Apaixonado por Samba/Pagode.

Gabriel Fareli

Pai do Enzo. Rubro-Negro. Estudante de Jornalismo (3/8). Apaixonado por Samba/Pagode.