Adriano e Fábio Noronha – A história dos amigos e ex goleiros do Flamengo

A história dos amigos e ex goleiros do Flamengo, Adriano e Fábio Noronha na conquista do torneio na Malásia em 1994, um pouco da carreira de ambos, a parceria que eles tem e por onde andam os ex jogadores.

0
247
Adriano e Fábio Noronha
Adriano e Fábio Noronha: Amigos desde as categorias de base do Flamengo.
Falar dos amigos e ex goleiros, Adriano e Fábio Noronha, e não comentar sobre o Torneio Internacional See’94 (Malásia) conquistado pelo Flamengo sobre o poderoso Bayern de Munique há exatamente 25 anos, é impossível.

O Torneio Internacional See’94 (Malásia)

Criado para ser disputado na paralização do calendário mundial devido a Copa do Mundo de 1994, O Torneio Internacional See’94 (Malásia) reuniu seis equipes e esses dividido em dois grupos, sendo:

  • Grupo A = Selangor (anfitrião), Bayern de Munique e Dundee United (Escócia).
  • Grupo B = Flamengo, Austrália (Seleção pré-olímpica) e Leeds United (Inglaterra).

O Flamengo estreou no torneio no dia 17/07/1994, data da final do mundial entre Brasil x Itália, empatando com a Seleção da Austrália em 0x0. No dia 21/07/1994, o Flamengo enfrentou a equipe do Leeds United e venceu a partida por 2×1, com gols de Rodrigo Mendes e Magno. Com esses resultados, o Flamengo conquistou a primeira colocação no Grupo B e a vaga para a final com o Bayern de Munique, primeiro colocado do Grupo A.

Torneio See'94
Cartaz do Torneio See’94

A história de Adriano e Fábio Noronha na Final

Como o goleiro titular da época, Gilmar Rinaldi, estava defendendo a Seleção Brasileira, o então reserva imediato, Adriano, assumiu a vaga de titular e para a sua reserva, o Flamengo levou o ainda Sub20, Fábio Noronha.

A final do Torneio See’94 entre Flamengo x Bayern de Munique, aconteceu no dia 23/07/1994 e contou com um público de 60 mil pessoas. Para Adriano, era mais uma final entre os profissionais, mas para Fábio Noronha, que não tinha nem estreado no time profissional, era a primeira.

O Flamengo tinha uma equipe jovem e muitos desses formado em casa. Já o Bayern de Munique tinha uma equipe com alguns jogadores da Seleção Alemã e muito badalados na época.

Com a bola rolando e logo aos 17 minutos do primeiro tempo, o craque Francês, Papin, entrou na grande área com a bola dominada, driblou o goleiro Adriano e foi derrubado pelo arqueiro. O árbitro da partida marcou pênalti e expulsou o goleiro do Flamengo.

Assim, o técnico Carlinhos ”o Violino”, chamou Fábio Noronha para entrar na partida e este, não conseguia amarrar o cadarço das chuteiras, pois as mãos tremiam pelo nervosismo, pois ele estaria estreando pela equipe profissional exatamente em uma final e contra uma excelente equipe. Na saída de campo e ao cumprimentar o goleiro Fábio Noronha de apenas 18 anos, Adriano disse ao amigo: – Juvenil, agora é com você!

Já com Fábio Noronha em campo e em seu primeiro lance, o goleiro estava frente a frente como craque Papin e este, para bater o pênalti. Na batida, bola para um lado e goleiro para o outro, 1×0 Bayern de Munique. Neste momento, passava um filme na cabeça de Fábio Noronha, pois estreava tomando gol, a equipe do Flamengo com um jogador a menos desde o inicio da partida, numa final de campeonato e contra uma equipe muito superior ao Flamengo. Porém, craque o Flamengo faz em casa e as ”crias” da Gávea deram conta do recado.

A equipe do Bayern de Munique continuou chegando e chutando, porém, o goleiro Fábio Noronha fechou o gol, impressionando a todos com suas ótimas defesas. A jovem equipe do Flamengo, jogando no contra ataque, conseguiu empatar a partida aos 30 minutos em uma falta cobrada pelo zagueiro e capitão da equipe, Rogério. Já no segundo tempo, Fábio Noronha continuou operando seus ”milagres”, e em novo contra ataque, o meio campo Marquinhos driblou a zaga adversária e bateu cruzado para marcar, fazendo Flamengo 2×1. Como golpe de misericórdia, no finzinho da partida, o meia atacante Sávio disparou pela esquerda em alta velocidade, entrou na área e bateu cruzado, sem chances para o goleiro e assim, deu números finais a partida, Flamengo 3×1 Bayern de Munique. Vejam os gols abaixo:

Rogerio e a taca do torneio See'94
O capitão Rogério erguendo a taça do Torneio See’94 (Malásia).
Comemoração do titulo do Torceio da Malásia
Comemoração do titulo do Torneio Internacional See’94 (Malásia).
Equipe do Flamengo na Gávea com a taca do torneio See'94
Na Gávea, a equipe do Flamengo com a taça do Torneio Internacional See’94 (Malásia). Entre os jogadores, estão muitos crias da Gávea, como: Adriano, Fábio Noronha, Nélio, Paulo Nunes, Sávio, Marquinhos, Fabinho, Roger, Rogério, Marcos Adriano, Rodrigo Mendes, Índio, Magno e Fábio Baiano.

Premiação para Fábio Noronha

Nem em seus melhores sonhos, Fábio Noronha poderia imaginar o sucesso que seria a sua estreia pela equipe profissional do Flamengo. Apesar das circunstâncias, o jovem goleiro foi eleito não só o melhor jogador da partida, como também o melhor jogador do torneio e isso em pouco menos de 80 minutos em campo, o que lhe rendeu como prêmio, um troféu particular. Fábio Noronha cita que esta partida foi a mais importante e inesquecível de toda a sua carreira.

Trofeu de melhor jogador do torneio See'94
Troféu de melhor jogador do Torneio See’94 (Malásia), prêmio conquistado por Fábio Noronha.

Amizade e Parceria entre Adriano e Fábio Noronha

Mesmo tendo a categoria acima, Adriano sempre após os seus treinos, parava para ver o amigo Fábio Noronha treinando e algumas vezes, até orientava o jovem goleiro com a sua experiência já adquirida nas categorias acima no Flamengo. A afinidade entre os amigos era tanta, que mesmo sendo de categorias diferentes, eles dividiam o mesmo quarto no alojamento do clube, saiam juntos em dias de folgas e frequentavam a casa dos parentes, um do outro. Além disto, mesmo após a saída de ambos do Flamengo, sempre estavam em contato e logo, estavam juntos novamente.

Após o término da carreira como jogador profissional, ambos viraram treinadores de goleiros e trabalharam em diversos clubes (separadamente). Na atualidade, Fábio Noronha é treinador de goleiros no clube do América-RJ pela manhã e na Escolinha do Flamengo (Penha Circular) na parte da tarde. Já Adriano, estava apenas fazendo suas partidas pelo Master do Flamengo e fora do mercado de trabalho, e foi exatamente no torneio de Master disputado em Brasília, neste ano, que Fábio Noronha convidou Adriano para fazer parte da equipe para treinar e formar novos goleiros na Escolinha do Flamengo (Penha Circular) e sabendo do ótimo projeto, logo aceitou o convite do amigo, ficando muito feliz.

Hoje, Adriano é treinador e formador de novos goleiros na Escolinha do Flamengo (Penha Circular) as 3ª e 5ª feiras, nos turnos da manhã e tarde, fazendo uma dobradinha bem bacana com Fábio Noronha.

Fábio Noronha e Adriano na Escolinha do Flamengo
Fábio Noronha e Adriano com os alunos e futuros goleiros, na Escolinha do Flamengo da Penha Circular.
Marcelo Ribeiro, Fábio Noronha e Adriano
Marcelo Ribeiro, Fábio Noronha e Adriano… amigos, ex jogadores e professores da Escolinha do Flamengo da Penha Circular.

Um pouco da carreira do Adriano

Adriano chegou ao Flamengo aos 15 anos de idade e ainda pela categoria de base, foi campeão da Taça São Paulo de futebol júnior de 1990. Pelo profissional, foi campeão da Copa do Brasil de 1990, Carioca de 1991, Brasileiro de 1992 e da Taça Internacional See’94 (Malásia). Em 2 momentos marcantes, ele cita a participação no jogo de despedida do Zico no Maracanã e da partida da estreia de Romário pelo Flamengo em 1995, no Fla x Flu que terminou em 0 a 0, onde Adriano teve uma ótima atuação. Neste mesmo ano, Adriano foi sacado da equipe titular pelo técnico Vanderlei Luxemburgo e não recebeu mais oportunidades na equipe principal, sendo emprestado ao Volta Redonda no ano seguinte, onde teve uma ótima passagem. O goleiro também passou pelo América-Rj, Olaria, Serrano, Friburguense e entre outros. Encerrou a carreira aos 40 anos e vestiu o manto sagrado Rubro Negro por 75 vezes.

Flamengo Campeão da Copa SP de Jr 1990
Flamengo Campeão da Copa SP de Junior 1990 – Em pé: Fábio Augusto, Piá, Edmilson, Jr Baiano, Tita e Adriano; Agachados: Mário Carlos, Luís Antônio, Djalminha, Fabinho e Nélio.
Pentacampeão Brasileiro 1992
Flamengo Pentacampeão Brasileiro de 1992 – Equipe contava com o Técnico Carlinhos, Presidente Márcio Braga, Maestro Júnior, Adriano, Nélio, Piá, Djalminha, Paulo Nunes, Gaúcho, Wilson Gottardo, Gilmar Rinaldi, Fabinho, Marcelinho Carioca, Rogério, Zinho, Roger, Charles Guerreiro, Junior Baiano, Uidemar, Marquinhos e entre outros.
Flamengo em 1993
Adriano pelo Flamengo em 1993.
Master Flamengo
Adriano junto com a equipe Master do Flamengo, que conta com Zico, Uri Gueller, Petkovic, Títa, Bebeto, Adílio, Andrade e entre outros.

Um pouco da carreira do Fábio Noronha

Fábio Noronha chegou ao Flamengo aos 11 anos de idade, em 1987, onde permaneceu até 1998, ou seja, foram 11 anos defendendo as cores Rubro Negra. Dentro deste período, o goleiro foi convocado e atuou em todas as categorias de base da Seleção Brasileira, foi convocado 92 vezes, disputou 3 mundiais (1 pelo Sub17 e 2 pelo Sub20) onde foi campeão em ambas e é o único goleiro Bicampeão Mundial Sub20 da história até o momento.

Foi convocado 1 vez, pelo técnico Zagallo, para a Seleção Brasileira principal para disputar o amistoso entre Brasil x Honduras em Goiânia. Assinou seu 1º contrato profissional pelo Flamengo aos 17 anos de idade, onde foi campeão nas categorias de base e pelo profissional, foi campeão do Torneio Internacional See’94 (Malásia) e melhor jogador da competição, Taça Guanabara de 1995, Carioca de 1996 e da Copa Ouro de 1996.

Em 1997, foi suspenso por 4 meses por ato de indisciplina e ficou apenas treinando. Logo, foi emprestado ao Rival, Fluminense, para atuar em 6 partidas e nessas, foi considerado o melhor jogador em 5 partidas. Assim, pelas boas atuações, o rival depositou o valor do seu passe junto a federação e ficou com o atleta em definitivo. Fábio Noronha também defendeu o América-MG, Gama-DF, São Raimundo-AM, Ankaraspor-Turquia, América-RJ, Atlético-GO e entre outros. O goleiro encerrou a carreira em 2016 e iniciou a carreira de treinador de goleiros em 2017.

Campeão Juniores de 1994
Flamengo Campeão Estadual de Juniores de 1994
Equipe Juniores de 1993
Flamengo – Juniores de 1993
Fábio Noronha e Sávio
Matéria do jornal com Fábio Noronha e Sávio
Seleção Brasileira Campeã Mundial Sub20
Seleção Brasileira Campeã Mundial Sub20
Flamengo de 1997
Fábio Noronha pelo estadual de 1997 – equipe com Mancuso, Sávio, Romário, Fábio Baiano, Lúcio, Junior Baiano e entre outros.
Pelada do Maestro Junior
Futebol de Areia pelos Masters do Flamengo

Considerações Finais…

O Redação Rubro Negra agradece ao Adriano e Fábio Noronha pelos serviços prestados ao Flamengo, por honrar o manto sagrado e ainda continuar defendendo as cores rubro negra, agora como Treinadores de Goleiros.

Agradecemos também pela confiança e pelo tempo que ambos separaram para nos conceder essa entrevista para transformamos em matéria aos leitores, torcedores e fãs de ambos. Tenha certeza que conosco, a história da carreira de vocês jamais será esquecida.

Para os interessados (Clubes e Alunos) em contratar os serviços dos Treinadores de Goleiros, segue os contatos:

Flyer Adriano
Divulgação do Adriano – Treinador de Goleiros
Flyer Fábio Noronha
Divulgação do Fábio Noronha – Treinador de Goleiro

Aos nossos leitores e seguidores, obrigado por acompanhar as nossas matérias e não deixem de nos seguir, fiquem ligadinhos aí, porque outros ídolos estarão conosco em breve.

Um forte abraço!

Saudações Rubro Negra

Xandy Love

Eu teria um desgosto profundo se faltasse o Flamengo no mundo…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here