Finanças

Finanças do Flamengo: a conquista de títulos é fundamental

Finanças do Flamengo
Clube se reestruturou financeiramente para comemorar títulos (Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo)

As finanças do Flamengo sofreram um choque desde a entrada do presidente Eduardo Bandeira de Melo (2013 a 2018), na presidência do clube.

O mesmo passou do clube mais endividado do país para um dos exemplos em gestão financeira dentro da América do Sul. Equilibrou suas dívidas, praticamente zerou os processos trabalhistas e hoje se vê com uma saúde financeira tranquila, se comparado ao nossos co-irmãos dentro do Estado e até mesmo de rivais diretos no eixo Sudeste – Sul.

Destaque nas receitas

Hoje, o Flamengo possui um nicho de receitas que, ao longo dos anos, vem crescendo de forma a estabilizar cada vez mais o cenário financeiro do clube, tendo como destaque, as vendas de direitos federativos de jogadores, conforme tabela abaixo:

Valores em milhares de reais (R$)

–

Há anos o Flamengo não era protagonista na venda de atletas, como ocorreu nos últimos anos e que acontecerá em 2019, uma vez que as vendas de Henrique Dourado e Lucas Paquetá serão registradas somente no 1° trimestre deste ano.

Hoje, o Flamengo, através dos investimentos feitos na base, alinhados com a saúde financeira, consegue efetuar a venda de qualquer jogador do elenco, quando este é “assediado” por qualquer clube, pelo valor que considere justo, sem a necessidade de vender o mesmo a qualquer preço, a fim de estancar dívidas.

Veja mais: Flamengo se aproxima da contratação de mais um craque internacional

Mas, o que tem a ver titulos com finanças?

Eis que chegamos à questão: A importância de títulos para as finanças do Flamengo.

O Mais Querido chegou em um patamar onde possui condições de ter um dos elencos mais valiosos do Brasil e brigar por títulos no cenário nacional e sulamericano. Para tal, precisa se tornar protagonista nos campeonatos e passar a conquistar títulos para que assim consolide esta força esportiva.

Estas conquistas afetam diretamente na relação financeira do clube, uma vez que títulos, consequentemente, geram premiações cada vez mais “gordas”.

Para que possamos demonstrar a importância dos títulos dentro das finanças do Flamengo, a seguir demonstramos o montante de premiações (com valores atualizados para 2018 com o índice IGP-M) nos últimos 7 anos do clube:

Valores em milhares de reais (R$)

–

Como efeito de comparação, o prêmio da Copa do Brasil em 2019, o clube que começar a competição nas Oitavas de Final, que é o caso do Flamengo, vai embolsar R$ 64,3 Milhões.

Se somarmos o total de premiações dos últimos 7 anos, conforme demonstrado acima, o Flamengo embolsou R$ 51,7 milhões, ou seja, faturando a Copa do Brasil deste ano, o Flamengo ganharia em premiações mais do que conquistou no total de 7 temporadas.

Uma conquista como esta, além de justificar as contratações efetuadas, facilita a gestão financeira do ano seguinte, orçando, assim, um montante maior para reforçar o time para a temporada seguinte.

Já passou mais do que da hora do clube conquistar títulos, para que assim se consolide como uma potência esportiva tanto no país, como no continente, gerando novas receitas.

Saudações Rubro Negras.

Rafael Frizeiro Perez

Rafael Perez, contador formado pela UFRJ, pós graduado em Planejamento Tributário pela Mackenzie Rio e formando em LLM (Contabilidade e Direito Tributário) pela IBMEC e integrante do conselho deliberativo do Clube de Regatas do Flamengo.
Rubro Negro graças a herança do falecido avô Perez, espanhol que se apaixonou pelo Mais Querido ao chegar no Brasil. Tem seu pai, Gabriel, como seu fiel companheiro de Maracanã.

Adicionar comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Colunistas

Rafael Frizeiro Perez

Rafael Perez, contador formado pela UFRJ, pós graduado em Planejamento Tributário pela...

Rafael Frizeiro Perez

Rafael Perez, contador formado pela UFRJ, pós graduado em Planejamento Tributário pela...

Rafael Frizeiro Perez

Rafael Perez, contador formado pela UFRJ, pós graduado em Planejamento Tributário pela...