82 o passe foi do Zico…

82 o passe foi do Zico…

Depois de abordarmos o primeiro título nacional do Flamengo, em 1980 (leia aqui), e dando sequência à série de reportagens sobre as nossas maiores conquistas nacionais, chegamos ao bicampeonato brasileiro. Você é o nosso convidado nessa viagem ao ano de 1982.

O Flamengo chegou a este campeonato ostentando nada mais, nada menos, que os títulos da Libertadores da América e do Mundial conquistados no ano anterior, 1981. E foi com essa pressão que o rubro-negro iniciou sua caminhada em direção a sua segunda conquista nacional. Embora tivesse encantado o mundo no ano que havia passado, o clube carioca precisava provar sua superioridade em território nacional. E conseguiu.

Primeira fase

Em um campeonato com fórmula parecida ao de 80, o Flamengo iniciou a primeira fase da Taça Ouro — nome do Brasileirão na época — vencendo, de virada, o São Paulo de Serginho Chulapa em um jogo emocionante. O resultado final foi 4 x 3 para os cariocas. O atual campeão mundial continuou bem por essa etapa e terminou a fase com um aproveitamento incrível de 7 vitórias em 8 jogos (invicto).

Segunda fase

Após ter avançado para a segunda fase com facilidade caiu em um grupo pedreira junto ao Atlético Mineiro, Corinthians e Internacional. Mesmo não tendo moleza em momento nenhum, o Flamengo conseguiu avançar para fase final. Embora tenha perdido um jogo para o Atlético Mineiro, seu grande rival na década, o time de Paulo César Carpegiani terminou na segunda colocação do grupo e avançou para fase final.

Terceira fase (fase final)

Logo na primeira rodada da fase final o destino tratou de colocar dois rubro-negros — que alguns anos depois iriam protagonizar uma das maiores polêmicas do futebol brasileiro — frente a frente, Flamengo e Sport. Os cariocas, no entanto, levaram a melhor, mesmo perdendo a partida de volta em Pernambuco. No agregado ficou 3 x 2 para o Flamengo. As quartas de finais chegaram e com ela um grande adversário, o Santos. O Flamengo, obviamente, passou mas novamente com um 3 x 2 no agregado para o rubro-negro.

O maior desafio que o campeão mundial poderia ter nesse campeonato finalmente chegou na semifinal. O time mais letal do campeonato, o avassalador Guarani, equipe que tinha aplicado a maior goleada da competição, 8 x 0 em cima do Ríver do Piauí. Mas nem o maior ataque da competição foi capaz de parar Zico e cia, 5 x 3 no agregado. Flamengo na final!

A final

Diante de 138.107 pessoas no Maracanã, o Flamengo recebeu o Grêmio. Apesar do grande publico os gols saíram apenas no segundo tempo. Aos 38 Tonho marcou para os gaúchos, mas Zico, sempre ele, tratou de empatar a partida aos 44 minutos da etapa final. Com esse cenário os comandados de Carpegiani precisavam de uma vitória simples no sul para levantar o caneco e se tornar bicampeão brasileiro. Mas não poderia ser tão fácil assim, afinal, é o Flamengo. Em um jogo truncado no Estádio Olímpico, Flamengo e Grêmio não marcaram e forçaram o terceiro jogo (algo comum na época) para decidir o campeão brasileiro.

Apenas 4 dias depois, no mesmo Estádio Olímpico, 62mil torcedores estavam presentes na grande final. Flamengo contava com o artilheiro da competição, o Zico, e muitos outros craques. Grêmio escalou no seu ataque o jovem Renato Portaluppi que anos depois viria a ser o Renato Gaucho que conhecemos bem. Todos viram Zico achar Nunes aos 10 minutos de jogo. O atacante bateu primeira na entrada da área e guardou. Gol do titulo! Para alegria da maior torcida do Brasil. O time que havia sido campeão do mundo em 81 agora era bicampeão brasileiro.

 

Ficha técnica do jogo decisivo:

Grêmio 0 x 1 Flamengo
25 de Abril de 1982
Estádio Olímpico, Porto Alegre
Público: 62.256 pessoas
Árbitro: Oscar Scolfaro (SP)

Grêmio: Leão; Paulo Roberto, Newmar, De León, Paulo César Magalhães; Batista, Paulo Isidoro, Vilson Taddei; Renato Portaluppi, Baltazar (Paulinho), Tonho Gil (Odair). Técnico: Ênio Andrade.

Flamengo: Raul; Leandro (Antunes), Marinho, Figueiredo, Júnior; Andrade, Adílio, Zico; Tita, Nunes (Vitor), Lico. Técnico: Paulo César Carpegiani.
Gol: Nunes 10′

Redação Rubro Negra

Redação Rubro Negra

1 comentário em “82 o passe foi do Zico…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *